Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quarta-feira, 8 de abril de 2015

EXPRESSAMENTE DA RÚSSIA, COM AMOR



Bom dia, este é o seu Expresso Curto

João Vieira Pereira, diretor-adjunto do Expresso

From Russia, with love

Bom dia,

Apesar do título, o segundo filme de James Bond, não se passa na Rússia. Mas esta quarta-feira os olhos do mundo estarão virados para o namoro entre Alexis Tsipras e Vladimir Putin. O líder grego iniciou uma visita de Estado à Rússia à procura de um pouco mais do que amor. Aliás, muito mais do que amor. Mas para o obter, a Gréciavai ter de dar mais do que a União Europeia poderá permitir.

Tsipras quer financiamento. Putin está disposto a ceder dinheiro e descontos no gás em troca de apoio internacional de um membro da União Europeia e de alguns ativos. Algo que está a cair muito mal junto das instituições europeias. O presidente do Parlamento Europeu, em declarações a um jornal alemão e citado pela Reuters, disse ontem que “a Grécia obtém muita solidariedade da União Europeia. Podemos também pedir solidariedade à Grécia para que não saia unilateralmente das medidas conjuntas” tomadas contra a Rússia na sequência da guerra na Ucrânia.

Amanhã a Grécia deverá pagar uma pequena parte do empréstimo do FMI (450 milhões de euros), mas o país só deverá ter dinheiro até ao fim do mês de abril. E toda esta indefinição está a atirar as perspetivas de crescimento da economia helénica paraterrenos negativos, outra vez.

A guerra de palavras continua entre a Grécia e a Alemanha. O governo grego apresentou ao parlamento as suas contas sobre o valor devido pela Alemanha por compensações resultantes da segunda guerra mundial: 278,7 mil milhões de euros. Um pedido que o ministro alemão da Economia considerou “estúpido”.

As más notícias continuam, desta vez pela mãos do FMI. Um novo estudo publicado pelo Fundo mostra que as maiores e mais desenvolvidas economias do mundo enfrentam um longo período de taxas de crescimento muito baixas. Tudo por causa da incapacidade dos países em investirem na inovação, promoverem investimentos em capital produtivo e combaterem o impacto negativo do envelhecimento da população. Podemos estar perante um efeito a que os economistas chamam de “secular stagnation”.

Quem continua da ribalta é Sampaio da Nóvoa, ou da névoa, expressão usada por Miguel Sousa Tavares para ilustrar o desconhecimento que existe sobre o hipotético candidato da esquerda às eleições presidenciais. O Expresso faz aqui o retrato político possível e avalia as suas reais possibilidades. Sobre o tema a não perder o opinião de Ricardo Costa. Ontem na SIC Noticias, o eterno candidato a tudo e qualquer coisa, Santana Lopes, voltou a colocarPaulo Portas como candidato a Belém, afirmando "ter a certeza absoluta que esta é uma possibilidade". Um cenário também defendido por António Vitorino.

Paulo Portas parece contudo estar mais preocupado com as legislativas. O líder do CDS volta à carga com as sondagens. Desta vez não como responsável por as fazer, mas para as proibir durante as eleições. É convicção, já antiga, do CDS que o partido é sempre prejudicado nos exercícios estatísticos resultantes das sondagens de opinião. Por isso mais vale não as ter. Mas na génese desta tomada de posição pode estar algo completamente diferente. Filipe Santos Costa explica o que está em causa.

São 5 os jiadistas portugueses que o Ministério Público quer ver atrás das grades. O Expresso Diário revela os nomes que constam nos mandatos de captura emitidos. Estes mandatos recaem apenas sobre os jiadistas que saíram de Portugal para combater pelo autoproclamado estado islâmico. De fora ficam os filhos de emigrantes portugueses que também se alistaram.

OUTRAS NOTÍCIAS

Ontem o dia acordou negro. De luto. Não só na Madeira, mas em todo o país. Tolentino de Nóbrega era um nome sem medo que fazia com que jornalismo rimasse sempre com independência. Vale a pena recordá-lo aqui.

Miguel Seabra demitiu-se da presidência da Fundação para a Ciência e Tecnologia alegando as habituais "razões pessoais". Coincidência ou não, recebe hoje o Grande Prémio Bial, uma das maiores distinções na área da saúde a nível europeu.

Bancos preocupados e Ministério da Finanças em silêncio. A notícia fez manchete de ontem no Financial Times. Bruxelas está a investigar se Portugal, Grécia, Espanha e Itália usaram de forma ilegal a legislação sobre impostos diferidos para ajudar a recapitalizar os bancos. Se for provado esse mau uso isso poderá significar que os alguns bancos vão necessitar de aumentar o capital, outra vez. Para já o Ministério das Finanças não comenta. O Expressoexplica o que são, e o que está em causa, quando se fala de impostos diferidos.

Nos EUA, o senador do Kentucky, Rand Paul, declarou-se candidato para ser apontado pelo partido republicano à corrida pelas presidenciais norte americanas. Não é só em Portugal que existe a mania de se discutir cenários e possíveis nomes para concorrer às presidenciais. O New York Times apresenta um trabalho sobre quem está na corrida (e quem não está). Na segunda feira oExpresso Diário escrevia que havia 150 candidatos mas nenhum presidente.

No Iraque, e após a reconquista da cidade de Tikrit ao autoproclamado Estado islâmico, começaram a ser descobertas asvalas comuns onde poderão estar enterrados grande parte dos 1700 cadetes da força aérea iraquiana desaparecidos. A cidade que viu nascer Saddam Hussein viu também morrer pelas mãos dos extremistas centenas de jovens. As localizações das campas foram reveladas por soldados do Daesh capturados.

O QUE DIZEM OS NÚMEROS

€62 000 000 000 ou 62 mil milhões de euros é o valor daquele que pode vir a ser o maior negócio de um ano que ainda nem vai a meio. A Shell estará a negociar a compra da empresa produtora de gás, o Grupo BG. A noticia é avançada pelo The Wall Street Journal e pelo Financial Times.

€4.000.000.000 ou 4 mil milhões de euros foi o valor mais falado ontem no mundo financeiro. Dois negócios marcaram o dia. Foi por este montante que o gigante americano da logística e distribuição FedEx acordou comprar o seu congénere holandês TNT Express. O negócio vai dividir o mercado europeu entre três grandes empresas: a resultante deste negócio, a DHL e a UPS.

Pelo mesmo valor a Abertis, empresa espanhola de infraestruturas, avaliou o seu negócio de telecomunicações. O gigante espanhol decidiu fazer o spin off desta empresa e vender em bolsa 55%do seu capital. Este deverá ser um dos maiores IPO do ano na Europa.

67 é o numero de despedimentos que a Axa vai fazer em Portugal fruto de um processo de reestruturação profundo.

-0,1% é a queda mensal do preço das construções novas em Portugal.

-2,2% é a descida homóloga registada em fevereiro para o Algarve dos custos de manutenção e reparação de habitações. Esta região lidera a queda dos preços neste sector.

-0.002% é a taxa de juro (negativa) que Espanha 'pagou' para colocar 725 milhões de euros a seis meses. É a primeira vez que o país vizinha regista juros negativos na emissão de dívida.

FRASES

“I am running for president to return our country to the principles of liberty and limited government”, senador Rand Paul ao anunciar que está na corrida para ser o candidato republicano às presidenciais norte-americanas de 2016

“A saga experimentalista de Nuno Crato continua a saltar de programa em programa com a leveza dos hipopótamos”, Santana Castilho, Público

“Os autodenominados "indignados", "inflexíveis" ou "revoltados", assumem claramente não pretenderem mais do que rezingar”, João César das Neves, Diário de Notícias

O QUE EU ANDO A LER

É um dos maiores eventos desportivos do ano e a edição deste ano já arrancou. Desde 1934 realiza-se no campo de golfe de Augusta, na Georgia, EUA, o Masters. O fenómeno tornou-se tão grande que muitos consideram este o torneio de golfe. Pode seguir aqui tudo o que se passa no torneio, fazer uma visita guiada e interactiva pelo percurso e acompanhar o desempenho de cada jogador.


Os media internacionais vão dedicar durante esta semana páginas e horas a esta prova. Até porque Tiger Woods está de volta à competição. O The Guardian publicou um interessante "quiz" para quem quer testar os seus conhecimentos sobre prova.

O Augusta National Golf Club tem uma história peculiar e repleta de casos. Criado pelo famoso golfista Bobby Jones é o mais exclusivo do mundo. Com apenas 300 membros, cuja lista completa nunca foi publicada, até ao ano de 2012 não aceitava mulheres como sócios. Durante 47 anos não foram vendidos novos bilhetes para assistir, estes passavam de geração para geração, A excepção aconteceu em 2012 mas a compra de bilhetes, num número reduzido, é feita por candidatura durante apenas alguns dias do ano. Os bilhetes para 2015 estão completamente esgotados. Não perca este site, se quiser saber mais sobre este torneio.

Por hoje é tudo, amanha o Expresso Curto volta com Mig
uel Cadete

Sem comentários: