Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

segunda-feira, 20 de junho de 2016

A SEMANA DE TODOS OS PERIGOS...



Bom dia, este é o seu Expresso Curto 

Nicolau Santos – Expresso

A semana de todos os perigos para David Cameron e Fernando Santos

Bom dia. Este é seu Expresso Curto, que inicia uma semana de todos os perigos.

O primeiro-ministro inglês e o selecionador nacional de futebol jogam esta semana o seu futuro. Infelizmente, não é só o deles que jogam. É também o de 28 países (no caso de David Cameron) e o da participação de Portugal no Euro 2016 (no caso de Fernando Santos).

David Cameron e Fernando Santos têm personalidades opostas. O primeiro é um jogador, o segundo um conservador. Devia ser ao contrário. O primeiro fez uma jogada arriscadíssima para liquidar a oposição à sua direita, quer dentro, quer fora do partido, convocando um referendo sobre a permanência da Grã-Bretanha na União Europeia. O segundo não arrisca nada ou muito pouco e mantém em campo os jogadores em que acredita, apesar de qualquer alma com um mínimo de bom senso perceber que há gente que está lá dentro e nem deveria estar no banco. Curiosamente, o primeiro está à beira de ganhar a aposta, porque os acasos do destino lhe estão a dar uma mão. E o segundo está à beira de vir a ser despedido porque os deuses não têm querido nada com ele.

Com efeito, o assassínio da deputada trabalhista Jo Cox,defensora da permanência do Reino Unido na União Europeia, mudou o sentido do voto nas ilhas britânicas – e veio dar uma ajuda a David Cameron. Uma sondagem realizada online pela YouGov para o Sunday Times, realizada entre 16 (dia em que Cox foi atacada) e 17 de Junho dão 44% à permanência na UE e 43% à saída do espaço europeu. Nas duas sondagens anteriores, o Brexit liderava com 46% (12 e 13 de Junho) e 44% (15 e 16 de Junho) das intenções de voto. Outro estudo de opinião, da Survation, realizado entre 17 e 18 de Junho e publicado pelo Mail on Sunday, revela a mesma tendência: os dois lados trocaram de posições e permanecer na União Europeia passou a liderar com 45% dos votos, contra 42%dos que defendem a saída (no dia 15, a posição era simétrica).

Ao contrário, Fernando Santos não vai em jogadas de casino. Depois de um vergonhoso empate com a Islândia (1-1), no jogo contra a Áustria trocou Danilo por William Carvalho, e João Mário por Quaresma mas manteve João Moutinho, que obviamente está a menos nesta equipa. Durante o jogo, fez entrar João Mário para o lugar de Quaresma aos 73 minutos e depois Eder por troca com André Gomes aos 83 e Rafa por Nani aos 89. Ora um treinador que quer ganhar um jogo não mete dois avançados quando faltam menos de dez minutos para acabar o jogo. Substituições dessas fazem-se quando se está a ganhar, não quando se precisa de ganhar. Finalmente, Cristiano Ronaldo não está obviamente bem. Está cansado. Não consegue fazer o que quer. Os arranques não lhe saem, os livres também não e agora até os penalties ficam por converter. E Santos não lhe diz que, pelo menos nalguns livres (aqueles descaídos para o lado esquerdo da área dos adversários), deve ser outro a batê-los: um tal de Raphael Guerreiro, que até já fez um golo dali. Mas não. Santos cala-se, Santos consente, Santos não muda, Ronaldo afunda-se e, com ele, afunda-se Portugal perante a falta de reação e o conservadorismo do selecionador. E para verem que há mais cabeças que pensam assim, leiam a “Carta aberta a Cristiano e a Fernando” que o meu colega Miguel Cadete escreveu, depois de ter assistido ‘in loco’ ao jogo Portugal-Áustria.

Diz Santos que já avisou a família que só volta para casa no dia 11, ou seja, após a final do Euro. Ele pode voltar nessa altura. Mas vai ter muito tempo de férias, porque a seleção, a jogar assim, só muito dificilmente não entrará a banhos muito mais cedo. A não ser que, contra a Hungria, Fernando Santos faça o óbvio: meta o meio-campo do Sporting, reforçado com Renato Sanches. É tão evidente, caramba! Mas para a cabecinha de Santos, o Moutinho é que é.

Ontem, França e Suíça empataram a zero e já seguiram para os oitavos de final, enquanto a Albânia fez história, ganhando o seu primeiro jogo num europeu (1-0), mandando a Roménia para casa com apenas um ponto, e podendo ainda passar à fase seguinte, quando forem escolhidos os melhores terceiros classificados. Os netos de Enver Hoxha estão nas nuvens. O Hoxha, comunista bateriologicamente puro, é que deve estar às voltas na tumba.

OUTRAS NOTÍCIAS

Este fim-de-semana decorreu em Manchester o Luso 2016, mais um encontro dos investigadores e estudantes portugueses que vivem no Reino Unido. É sempre um momento extraordinariamente gratificante encontrar muitos daqueles que fazem parte da geração portuguesa mais bem preparada de sempre – o que me aconteceu pela terceira vez. Os mais de 80 participantes debateram a forma como se podem constituir como “stakeholders” junto dos poderes públicos, em particular do Ministério da Ciência e da FCT (Fundação para a Ciência e Tecnologia) para influenciar as políticas públicas de ciência, investigação e desenvolvimento. O embaixador português no Reino Unido, João de Vallera, que desde o início, há cinco anos, tem apoiado a PARSUK (Portuguese Associations of Researchers and Students in the UK), esteve presente pela última vez, dado que abandona o cargo em Julho devido a ter atingido o limite de idade.

António Costa pode ser um otimista irritante mas não é cego. Na sexta-feira chamou a São Bento duas dezenas de empresários para falar sobre exportações, que têm estado a cair, revelou ontem à noite Luís Marques Mendes, na SIC Notícias.

Costa bem pode começar a preocupar-se a sério. Com efeito, o indicador do Banco de Portugal para medir a actividade económica atingiu um valor negativo em Maio, o que sucede pela primeira vez desde Agosto de 2013, ano de recessão na economia portuguesa. De acordo com os dados do banco central revelados na sexta-feira, trata-se da sexta queda consecutiva, sendo que no primeiro mês deste ano o indicador estava a crescer 1%.

A juntar a isto, que já não é pouco, vem a revista alemã Der Spiegel, citando fontes não identificadas da Comissão Europeia, dizer que só uma crise “económica inesperada” poderá evitar sanções no âmbito dos procedimentos por défices excessivos a Portugal e Espanha. A decisão será tomada em Julho.

Outro sinal de alarme (perdoem a ironia) é o facto do Banco Comercial Português ter a receber mais de 1 milhão de euros da produtora portuguesa de filmes pornográficos, a Hotgold, 40% da dívida total da empresa, que ascende a 2,5 milhões. Ora quando até o negócio dos filmes pornográficos está em crise, a economia tem de estar mesmo doente…

Em contrapartida, diz o Diário de Notícias, há sete meses que a procura de casas não atingia valores tão altos. Só nos primeiros quatro meses deste ano, os bancos emprestaram 1615 milhões de euros em crédito à habitação, mais 75% do que há um ano e quase três vezes mais do que em 2012. A incerteza sobre a economia, a crise da banca e os juros historicamente baixos - com empréstimos mais baratos e, por outro lado, um quase nulo retorno dos depósitos - estão a tornar a casa cada vez mais um investimento. Se juntarmos esta tendência com as dos anteriores parágrafos parece ser a receita igual à que nos conduziu ao desastre de 2011…

Em Itália, na segunda ronda das eleições municipais, o Movimento 5 Estrelas, do humorista Beppe Grillo, apresenta-se como o grande vencedor, depois de ter conquistado Roma, a capital e maior cidade do país, através da carismática jurista de 37 anos, Virginia Raggi, bem como Turim, onde a lista era liderada por Chiara Appendino. Os resultados de eleições municipais evidenciam a derrota do partido do primeiro-ministro Matteo Renzi nos maiores centros urbanos.

Em Espanha, o líder do PP, Mariano Rajoy, diz que a realização de um terceiro ato eleitoral se os partidos não alcançarem um acordo após as eleições de 26 de junho seria um "ridículo mundial", sublinhando que tudo fará para que tal não aconteça.

Nos Estados Unidos, Donald Trump diz que ganha as eleições mesmo sem o apoio do seu partido. É que há opositores dentro do Partido Republicano que estarão a preparar um plano para que ele não seja o candidato oficial dos conservadores norte-americanos.

O presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, vem a Portugal no final do mês para participar, a convite de Marcelo Rebelo de Sousa, numa homenagem oficial ao ex-Presidente Ramalho Eanes.

Este fim-de-semana houve manifestações: a favor da escola pública em Lisboa, a favor das escolas com contratos de associação no Porto.

Também os motociclistas se manifestaram contra a intenção do Governo de tornar obrigatória a inspeção anual para motociclos. Consideram estar a ser alvo dos interesses económicos dos centros de inspeção e que muitas das modificações que fizeram nas motos podem ser chumbadas na inspeção.

Em futsal, o Sporting tornou-se campeão nacional, ao bater o Benfica por 2-1 no Estádio da Luz. É o terceiro título de campeão para o treinador Nuno Dias, em quatro temporadas. O clube verde-e-branco junta este troféu à Taça de Honra, Taça de Portugal e Taça da Liga que foram conquistados também este ano.

Cantinho das desgraças: No noroeste da Rússia, lago de Carélia, 13 crianças e um adulto que estavam de férias morreram afogados depois dos dois barcos em que seguiam se terem virado.

A queda de uma aeronave em Canhestros, Ferreira do Alentejo, que se desintegrou no ar, provocou um morto (o piloto) e sete feridos, dois dos quais em estado grave. Os que salvaram eram paraquedistas e saltaram do avião. O piloto não o terá feito por não ter para-quedas. A aeronave, um Pilatus PC-6, pertencerá a uma empresa algarvia e esteve em Espanha na semana passada a fazer revisão. Olha se não tivesse ido à revisão…

O jovem ator norte-americano Anton Yelchin, nascido na Rússia e conhecido por interpretar Chekv na nova saga de "Star Trek", morreu ontem, aos 27 anos, após ser atropelado pelo próprio veículo, anunciou a sua agente, Jennifer Allen.

No sul do México, seis pessoas morreram e mais de cem ficaram feridas no domingo num protesto de professores quando homens armados abriram fogo sobre a multidão, num momento em que manifestantes e polícia entraram em confronto.

Em Cabul, pelo menos 14 pessoas morreram e outras oito ficaram feridas após um bombista suicida ter detonado explosivos hoje perto de um miniautocarro em que viajavam agentes de segurança, informaram fontes oficiais.

FRASES

“As minhas políticas não são nada tímidas”. Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia, classificado de “tímido” pelo primeiro-ministro, António Costa, Jornal de Negócios

“Nunca dei orientações (à CGD) que tivessem a ver com concessões de crédito”.José Sócrates, ex-primeiro-ministro, em artigo de opinião, Jornal de Notícias

“É preciso não ser só um vendedor de sonhos”. Pedro Rebelo de Sousa sobre o irmão, Marcelo Rebelo de Sousa, Antena 1/Económico

“Nós somos os melhores e temos oportunidade de mostrar isso dia 22 em Lyon e continuarmos a progressão no Euro que é a expectativa de todos os portugueses, especialmente os que vivem em França”.Marcelo Rebelo de Sousa, demonstrando ainda mais confiança que o selecionador Fernando Santos na equipa nacional, Diário de Notícias

“Se sairmos será para sempre”. David Cameron em artigo publicado ontem e destinado a convencer os britânicos a votarem no dia 23 pela manutenção do Reino Unido na União Europeia, Sunday Telegraph

“O Chiado está cheio de ladrões e gatunos”. Maria Augusta Montes Gomes, proprietária da pastelaria Benard, jornal i

“Esta jornalista ainda não foi despedida por escrever factos falsos?”Gabriela Canavilhas, ex-ministra de Educação do PS, escrevendo na sua conta no twitter contra um artigo assinado pela jornalista Clara Viana sobre o número de pessoas presentes na manifestação a favor da escola pública, jornal i.

O QUE ANDO A LER. E A OUVIR

Fui e vim de Manchester levando como companhia “A rapariga apanhada na teia de aranha”, o quarto volume da saga Millennium, cujos três primeiros livros foram escritos por Stieg Larsson, entretanto falecido subitamente aos 51 anos. Esta continuação das aventuras da genial hacker, Lisbeth Salander, e do grande repórter e ácido jornalista Mikael Blomkvist é agora escrito por David Lagercrantz, mas mantém o ritmo e o suspenso do seu criador original. Quer dizer, deve manter, porque entretanto deixei o livro no avião, quando estava a um terço da obra e as coisas se começavam a precipitar. Lá vou ter de ir comprar outro. E já não há Feira do Livro…

E já que andamos pelo norte da Europa é sempre bom ouvir de novo Lisa Ekdahl e o seu álbum “Heaven, Earth and Beyond” e músicas mágicas como “It’s oh so quiet” (que acompanha a publicidade do perfume Anais Anais da Cacharel Perfumes), “Cry me a river” (embora goste mais da versão de Diana Krall) e a minha faixa preferida “My heart belongs to daddy”.

E pronto, está servido mais um Expresso Curto, nesta que será a semana de todos os perigos – para o Reino Unido, para a Europa e para Portugal. Daqui a dois dias se verá se o céu nos cai na cabeça ou se seguimos em frente para outras batalhas. E daqui a três se a Europa escapa à amputação do seu filho mais rebelde. Até lá tenha um grande dia e vá consultando o on-line do Expresso e, a partir das 18H00, o Expresso Diário.

Sem comentários: