Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

terça-feira, 21 de junho de 2016

Angola planeia renovar frota aérea do Estado por quase 100MEuro



O Governo angolano tem planos para investir quase 100 milhões de euros nos próximos anos num programa de renovação da frota aérea do Estado, segundo um documento do Ministério da Administração do Território (MAT) consultado hoje pela Lusa.

O Plano de Renovação da Frota Aérea do Estado (Profae) está avaliado em 18 mil milhões de kwanzas (96,3 milhões de euros) e prevê a aquisição de seis novas aeronaves e a venda de nove atualmente em uso, as quais garantem o Serviço Aéreo Institucional (SAI) para todo o país.

Este plano, lê-se no documento do MAT, visa "desenvolver a qualidade e a operacionalidade" desta frota, para assegurar "níveis de segurança, fiabilidade e conforto consentâneos com as funções e o público que servirá", ou seja "titulares de cargos públicos" e delegações que os acompanham.

Até 2025, o plano, a financiar com verbas do Orçamento Geral do Estado, prevê a realização de um estudo sobre a sua implementação, a venda da atual frota Twin Otter, o lançamento de concursos públicos e a aquisição de novas aeronaves, para serem alocadas ao SAI.

O cronograma do plano estabelece a venda de três Twin Otter ainda este ano e dos restantes seis em 2017, enquanto as compras das novas aeronaves - modelos não definidos - aconteceria até 2018.

A frota aérea gerida pelo MAT é constituída por três aeronaves Beechcraft-B 1900 e nove do tipo Twin Otter DHC6-300.

"Maior disponibilidade de meios aéreos operacionais para o serviço aéreo administrativo" e uma "maior proximidade" entre o Governo central e os governos provinciais são igualmente objetivos do Profae, um dos vários que integra o Plano Nacional Estratégico da Administração do Território, para o período 2015 a 2025.

Um despacho assinado pelo Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, de novembro de 2014, recordava que o Serviço Aéreo Institucional é tutelado pelo MAT e tem "por objeto e finalidade o transporte de entidades governamentais e funcionários a nível local e regional".

Referia igualmente, à data, a "necessidade de renovar e reforçar a frota de aeronaves afetas a esse órgão", de forma a "aumentar a capacidade de transporte de passageiros, visando a redução dos custos operacionais e de manutenção da atual frota de Twin-Otters e B-1900".

Angola distribui-se por 18 províncias e uma superfície de 1.246.700 quilómetros quadrados, possuindo aeroportos de média dimensão em todas as capitais provinciais, algumas das quais a mais de mil quilómetros de distância da capital do país, Luanda.

PVJ // VM // LUSA

Sem comentários: