Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quinta-feira, 23 de junho de 2016

DEPOIS DO “BREXIT”, O SWEXIT”



O líder dos Democratas Suecos defende, num artigo de opinião, que, depois do Reino Unido, também a Suécia deve dizer se quer, ou não, continuar na União Europeia.

No texto, publicado no jornal Metro, Jimmie Akesson defende que "os burocratas de Bruxelas já influenciaram demasiado os políticos suecos". Por isso, defende que a Suécia deve seguir o exemplo britânico e organizar um referendo sobre uma eventual saída.

Akesson escreve que "hoje, 23 de junho, é, talvez, o mais importante dia em muito tempo". A escolha dos britânicos "não pode ser vista como um acontecimento isolado", já que, em toda a Europa, há um crescente descontentamento perante um projeto que evoluiu para uma união política e supranacional".

O líder dos Democratas Suecos acredita que a maioria dos seus conterrâneos defende a livre circulação de pessoas e bens, mas está contra o "monstro" em que o espaço europeu se transformou.

Um "caminho errado" que deveria fazer do referendo no Reino Unido "o ponto de partida para um debate alargado de todas as nações sobre a sua própria autodeterminação".

TSF com agências – Foto: Yves Herman / Reuters

Sem comentários: