Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Portugal. JOÃO SEMEDO DEIXA PERGUNTA "AOS AMIGALHAÇOS DE MERKEL E HOLLANDE"



Deputado do Bloco de Esquerda vem esclarecer a proposta do partido sobre a realização de um referendo semelhante ao do Brexit, mas noutras circunstâncias.

Na sequência de uma proposta feita pelo Bloco de Esquerda, a realização de um referendo semelhante ao do Reino Unido, João Semedo vem dizer que a palavra dos militantes do bloco não foi devidamente compreendida, tudo por “medo”.

"Fala-se em referendo e tremem, ouvir o povo não é com eles. Percebe-se o medo do referendo: onde e quando a UE foi a votos, perdeu. Mas, à cautela, não vá a ideia ganhar fôlego, tratam de deturpar grosseiramente o que foi dito pelo Bloco”, escreve o deputado na sua página do Facebook.

Feita a introdução ao tema, o bloquista esclarece aquilo que o partido quis realmente sugerir: “O Bloco foi muito claro: proporemos um referendo se a comissão europeia impuser sanções a Portugal, não propusemos replicar em Portugal o referendo do Reino Unido”.

Ao classificar de “inaceitável” a “passividade daqueles que criticam o Bloco por se insurgir e levantar precisamente contra elas”, João Semedo deixa uma pergunta tanto ao Presidente Marcelo como aos restantes partidos e “amigalhaços de Merkel e Hollande”, lote onde diz estar presente Francisco Assis.

"Se houver sanções, acham que devemos ficar de braços cruzados, não fazemos nada, pagamos e seguimos em frente?, questiona.

Em jeito de conclusão, João Semedo pede para que não se ignore a importância do Reino Unido ter abandonado a União Europeia. “Por favor, não finjam que nada aconteceu, o Brexit não é um pequeno acontecimento”, termina.

João Oliveira – Notícias ao Minuto

Sem comentários: