sexta-feira, 16 de setembro de 2016

JOSÉ SÓCRATES, O GÉNIO SUPERA OS IMBECIS E INCOMPETENTES DA JUSTIÇA?



Mário Motta, Lisboa

A novela Sócrates regressa com ganhos de intensidade. Vimos a Justiça a fazer política e um político a querer que lhe façam justiça. O juiz vedeta, inchado desde que o epitetaram de “super”, lá foi à SIC largar bombardas e bocas porcas. Porcas porque é juiz e não deve dar-se ao luxo daquilo a que podemos chamar “um homem, um espetáculo”. A não ser que consideremos que o “super” juiz vedeta tivesse por intenção dar um triste espetáculo. Se era esse o guião conseguiu em pleno o objetivo. Os produtores da SIC devem parabenizar-se, assim como solicitar a Carlos Alexandre - o tal juiz vedeta – que bise.

A novela é longa, já está no ar há quase quatro anos e não só dois como por aí se diz. É que por cerca de dois anos andaram a roer côdeas de pasquins ditos “da manha” sobre José Sócrates e a justiça a dar fugas daqui e dali como se nada fosse. Depois o “super” juiz vedeta Alexandre deu ordem de prisão preventiva ao suspeito. Lá esteve Sócrates cerca de um ano na prisão de Évora, enquanto o ministério público e o juiz faziam toda a espécie de esforços e malabarismos para encontrar provas que permitissem acusar o ex-PM. Nada. Vem Sócrates com liberdade e o processo a “correr” sempre ultrapassado das fugas e invenções que saíam no tal pasquim carteiro da manha e noutros do estilo… Um ano volvido, praticamente, e não conseguem reunir provas que permitam acusar o suposto criminoso. Já lá vão quase quatro anos e muita tinta correu, muito jogo político foi exposto, mas nada de encontrar provas que culpabilizem de facto José Sócrates. Como se não chegassem todos estes anos de fantochada política e de descrédito ainda maior do setor da justiça em Portugal, vem a PGR Marques Vidal, da era Cavaco, prolongar por mais seis meses a busca de provas que culpabilizem Sócrates e permitam elaborar e pôr em marcha a acusação de facto. Seis meses que podem ser prolongados por mais seis meses, e mais seis meses… E mais quantos anos?

Para quem queira ver isto pela vertente dos génios e dos incompetentes, acreditando que Sócrates realmente é um criminoso, temos de lhe tirar o chapéu porque só um génio comete tamanhos crimes que por aí se escrevem e falam sem que seja possível aduzir prova e respetiva acusação. Ou então estamos perante um bando de graduados funcionários que servem o setor da justiça que são uns imbecis, uns incompetentes…

Qual destas perpetivas devemos abraçar e dar como sendo a efetiva realidade?

Pois. Que venha o diabo e escolha. Verdade que o caso está a tomar foros de perseguição política. Olhem que está. O espetáculo triste de Carlos Alexandre na SIC foi a devassa a que um juiz não devia poder expor-se. Mais uma facada na justiça que devia ser impoluta se Portugal fosse mesmo um Estado de Direito. Infelizmente nada disso acontece. Dá ideia de que são as máfias quem mais ordena. As máfias, as corporações, as elites putrefactas que se sobrepõem a tudo e a todos visando os seus próprios e exclusivos benefícios sem contemplações. Fazendo batotas, baralhando e dando de novo cartas viciadas. E nesse jogo, um dos seus, Sócrates, também é muito bom. Aguentem-se.

O que está por detrás de tudo isto talvez um dia consigamos descodificar. Para já Sócrates está inocente (até prova em contrário). Um génio a superar os imbecis e incompetentes da justiça?

Já agora leia mais, e oiça o génio, na TSF: A entrevista a José Sócrates na íntegra

Sem comentários: