quarta-feira, 7 de setembro de 2016

OH EVARISTO, TENS LÁ… DEMOCRACIA EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE? E O GOLPE ELEITORAL?



O artigo do Téla Nón, de 3 de Setembro passado, refere a tomada de posse do “novo” presidente da República de São Tomé e Príncipe. Já sabíamos. Vale aqui recordar que Evaristo de Carvalho é presidente de São Tomé e Príncipe após uma eleição que não foi nada transparente e até com comprovadas irregularidades no processo. Daí ter de suportar a cruz que cabe aos políticos cujos processos que os elegem não primam pela transparência, pela honestidade. 

Ficarão para a história do país os episódios ridículos e quase kafequianos que pespegaram com Evaristo de Carvalho na Presidência da República, como era vontade e empenho do atual primeiro-ministro Patrice Trovoada. Ele lá sabe porque tudo se compôs para ter Evaristo em PR. A justiça esteve com o PM e considerou as opacidades como se fossem transparências. Talvez por miopia conveniente ou encomendada. Certo é que ficaram muito mal na fotografia, facto que pode revelar-se muito inconveniente no futuro.

A seguir trazemos do Téla Nón o anúncio sobre a tomada de posse de Evaristo, um PR que começa o mandato por cavar a sepultura da democracia com uma eleição que deixa muitas dúvidas. O extemporâneo da situação, o ridículo, a hilariedade que causa devido a esse ridículo, inspira que parafraseemos Vasco Santana num dos seus filmes famosos, a Canção de Lisboa. Dizia ele para o Evaristo maniento, autoritário e sovina, que era proprietário de uma mercearia: “Oh Evaristo, tens lá disto?” Frase que ficou famosa em Portugal.

É agora a vez de São Tomé e Príncipe pegar na frase: Oh Evaristo, tens lá… democracia? Tens? Pois, mas muito anémica, muito deficitária. E o golpe eleitoral, Evaristo?

Se não houvesse quem se dispusesse a servir gente desonesta este mundo seria muito melhor. Muito mais justo, muito mais democrático. Pois. Mas os cifrões do petróleo estão quase a chegar a São Tomé e Príncipe e…

Petróleo, cifrões, autoritarismo por parte do PM monarca… É semelhante àquela de “o rei vai nu”. Pois.

No Téla Nón. Algo que todos sabemos mas que é de bom tom ficar registado no PG.

Mário Motta / PG

EVARISTO CARVALHO PRESIDENTE DE STP

Num dia em que a chuva deu sinal de que a estação seca, conhecida em São Tomé por gravana, está a beira do fim, e que se aproxima a estação de fartura para o país, as chuvas, em que a ilha fica coberta de um verde de esperança de várias tonalidades, Evaristo Carvalho, passou a ser o quarto Presidente da República Democrática de São Tomé e Príncipe em regime democrático.

Na praça da Independência tomou posse, depois de ter trocado a cadeira da presidência com Manuel Pinto da Costa, que esteve presente na cerimónia dando mais uma vez ao país e ao mundo, prova de que é de facto um homem de Estado.

Na presença de várias individualidades, Evaristo de Carvalho prestou juramento como novo Presidente da República.

Murarde Murargy secretário executivo da CPLP, esteve presente assim como os Ministros da Justiça de Angola, e da defesa da república Federativa do Brasil, o primeiro-ministro da Guiné Equatorial, a Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros de Portugal, e o Ministro da Presidência dos Camarões.

A República da China Taiwan fez-se representar pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros enquanto a República da Costa do Marfim fez-se representar pelo ministro do Estado.

Sem comentários: