Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quinta-feira, 18 de maio de 2017

FAPLA E POLÍCIA DE ANGOLA ESTÃO A COMETER GRAVES VIOLAÇÕES EM CABINDA


Os membros das forças de segurança do regime angolano que ocupa ilegalmente o território de Cabinda, estão a cometer graves violações dos direitos humanos. 

A situação dos direitos humanos em Cabinda é deveras preocupante! As perseguições, assassinatos, as intimidações e detenções arbitrarias com recurso a tortura atingem níveis dramáticos.

Os membros das forças de segurança do regime Comunista do MPLA que desgoverna Angola desde 1975, tem intimidado, todos os que em Cabinda ousam pensar de forma diferente das autoridades Coloniais de Angola.

A sua Excelência, o senhor Francisco Bilendo Junior, chefe da diplomacia do Governo de Cabinda no exílio, liderada pelo Comandante António Luis Lopes, alerta a Comunidade Internacional sobre a violação dos direitos humanos no Estado de Cabinda; e lança um apelo aos Cidadãos do Protectorado Português de Cabinda, para não se calarem, para que continuem a falar e a denunciar as injustiças no Território de Cabinda.

Cabinda é um território ilegalmente e ilegitimamente ocupado por Angola.

O Território de Cabinda não é, nunca foi, nunca será uma província de Angola, mesmo com a ditadura do MPLA, a cobardia dos portugueses, e a hipocrisia da Comunidade Internacional .

No âmbito da Constituicão portuguesa de 1933, São Nações distintas, e que , por isso, deve ser um país independente.

Viva  o Tratado de Simulambuco!

Viva  o Protectorado Português de Cabinda!

Viva  a Independência do Estado Livre de Cabinda!

Benelux, aos 06 de Maio de 2017

Fonte: Governo de Cabinda no Exílio da Frente de Libertação do Estado de Cabinda

Sem comentários: