sábado, 26 de maio de 2018

Brasil aciona Exército para desimpedir estradas bloqueadas pela greve

PARTILHAR

Greve dos camionistas entrou no quinto dia. Cidade de São Paulo decretou hoje o estado de emergência.

O presidente brasileiro, Michel Temer, anunciou esta sexta-feira, ao quinto dia de paralisação dos camionistas, que deu autorização ao Exército para desbloquear as estradas que foram parcialmente fechadas pelos grevistas.

Depois de uma reunião os ministros, Brasília, Temer fez saber que tanto o Exército, como a polícia de trânsito estadual e federal, podem proceder à remoção dos bloqueios colocados pelos camionistas, que desde segunda-feira protestam contra o constante aumento de preço do diesel.

“Comunico que acionei as forças federais de segurança para desbloquear as estradas. E solicitei aos senhores governadores que façam o mesmo”, disse o presidente.

“O governo terá coragem de exercer sua autoridade em defesa do povo brasileiro”, acrescentou, indicando que é uma minoria mais radical que está a impedir que “muitos camionistas levem adiante seu desejo de atender a população e fazer seu trabalho”.

Temer sublinhou ainda, numa mensagem televisiva, que o executivo "aceitou as 12 principais reivindicações das transportadoras, que se comprometeram a pôr fim às barricadas imediatamente".

Recorde-se que a greve afetou gravemente o transporte e a distribuição de alimentos e combustíveis, levando à especulação de preços. A cidade de São Paulo, sublinhe-se, decretou hoje o estado de emergência que “pode evoluir para um estado de calamidade pública”.

A paralisação, que vai no quinto dia, já afeta os 27 estados brasileiros, prejudicando o setor alimentar, os combustíveis e a circulação. A frota de autocarros na cidade de São Paulo, por exemplo, circula a 60% da capacidade.

Anabela Sousa Dantas | Notícias ao Minuto | Foto Reuters
PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: