sexta-feira, 6 de julho de 2018

Obama hoje no Porto. Prevêem-se por lá odores nauseabundos e hipocrisia

PARTILHAR

Curto com Costa, da SIC, no Expresso. Coutadas do senhor Bilderberg Balsemão. Mas o Curto vale. Atualizamo-nos sobre o que acontece ou é pura ficção ou manipulação. Acontece sempre assim e compete-nos ter a “Liberdade para pensar”, que é o slogan do Expresso. Muito bem aplicado.

Hoje há Trump e Obama. Olha que dois. Que na Venezuela a “situação caótica” continua. Claro, os Obamas e os Trump & Associados não abandonam a senda do crime contra os países e povos que só querem ser livres e decidir os seus presentes e futuros. Disso já sabemos como é. Basta olharmos para o mundo e seus imensos focos de desestabilização provocados pelos criminosos das elites do grande capital dos EUA e de mais uns quantos do mundo. Imensos da anglofonia, mas não só.

Por hoje chega de nós para vós. Pensem com a vossa massa encefálica. O tal cérebro. Ficção pode ser giro. Manipulação nem por isso.

Obama chega hoje ao Porto e vai-se logo. Com um cheque de valor inaudito. Vejam se lhe dão uns marteladas à São João, mas sem “amortecedores”. Bem as merece, por toda a trampa que fez e que atualmente ainda está a sobrar ao Trump. Por aquele seu sucessor ainda aproveita para escavar mais na fossa de desgraçar outros povos e países. Afinal o que é que se pode esperar de criminosos de guerra e de outros crimes contra a humanidade?

Bom dia, bom fim-de-semana e boas festas aos animais de quatro patas que passem por vós. Os de somente duas patas nem sempre são de fiar. Cuidado. (MM | PG)

Bom dia este é o seu Expresso Curto

A guerra de Trump começa em dia de Obama Vintage Port

Ricardo Costa | Expresso

Hoje vamos ouvir falar muito de dois presidentes americanos. O atual, que lançou esta madrugada uma verdadeira guerra comercial à China, aumentando o número de produtos a taxar, com a resposta de Pequim já a caminho. E o anterior, que aterra por umas horas no Porto para uma conferência, que vai parar a cidade e trazer níveis de segurança inéditos ao Coliseu e redondezas.

Ainda bem que Obama não mora cá ou Rui Moreira estaria em muito maiores apuros para lhe estacionar a frota e responder às excentricidades da segurança do que Fernando Medina tem com a, essa sim, moradora Madonna.

É um toca e foge, mas o suficiente para colocar o Porto, o Douro e o Vinho do Porto na rota noticiosa do dia e com grade aparato. A coisa terá custado uma pipa (metáfora acertada ao caso) de massa (esta parte da metáfora não correu bem) aos organizadores, mas o propósito é mais do que nobre: os efeitos das alterações cimáticas no vinho. O que nos reserva esse Obama LBV? Só depois de tirarmos a rolha é que vamos saber.

A Climate Change Leadership Porto Summit 2018 é o ponto de partida para um tema que os organizadores, com Adrian Bridge, do grupo Fladegate, à cabeça, pretendem tenha o Porto como centro da discussão. A ideia é que a cidade lidere o debate sobre as alterações climáticas e os efeitos no vinho. Não há, de facto, melhor maneira de começar do que com um Obama Vintage Port. É certo que o ex-Presidente dos EUA vai logo de seguida para Madrid, onde esperemos que não estrague o dia com um xerez, e logo de seguida para o Quénia, mas a sua marca ficará indelevelmente ligada ao tema e, esperemos, ao vinho do Porto.

Está provado que o vinho é uma das nossas mais poderosas armas diplomáticas. Quem não se lembra da curta lição de história que Marcelo deu a Trump sobre o vinho da Madeira a fundação dos EUA? Poucos dias depois aí está o vinho do douro a trazer Obama ao burgo. À nossa.

Enquanto bebericamos as notícias, convém manter os olhos numa guerra mais que anunciada e que teve disparos violentos esta noite. É uma guerra comercial, daquelas que não faz mortos nem feridos, mas que provoca tumultos nas economias de todo o mundo. Trump tinha-a fisgada há muito tempo e ela aí está. Não fiquem à espera de ver o Albarran no deserto do Arizona ou imagens de raios verdes a cruzar a noite de Pequim, mas preparem-se para choques económicos grandes a que a UE não vai escapar. Mais um motivo para acabar o dia com um vinho do Porto. Como ainda estamos longe dessa hora, bebamos... outras notícias.

OUTRAS NOTÍCIAS

Um mergulhador e antigo membro da marinha tailandesa morreu hoje, por falta de oxigénio, depois de ter levado uma reserva de ar aos jovens presos numa gruta inundada no norte da Tailândia. O acidente ocorreu quando as equipas de socorro e busca dos 12 rapazes e do seu treinador de futebol, presos na gruta há 13 dias, aceleravam os preparativos para a sua retirada, antes do regresso anunciado da chuva.

Foi um rude golpe na esperança de salvar os rapazes e o treinador, quando as autoridades estão numa corrida contra o tempo a tentar bombear água para fora das grutas, os dias de chuva torrencial se aproximam e a o estado de saúde de alguns dos jovens se tem agravado.

Para quem tem acompanhado menos a evolução da situação caótica na Venezuela, vale a pena espreitar este trabalho do El País, sobre os efeitos da hiper inflação. As consequências são tão dramáticos como absurdas: o salário mínimo permite comprar milhares e milhares de litros de gasolina mas não chega para uma lata de atum!

Espantado? Então talvez não tenha visto o que o governo italiano decidiu ontem. No próximo ano letivo, os pais já não precisam de mostrar o boletim de vacinas dos seus filhos, basta garantirem que estão vacinados. Tanto o Movimento 5 Estrelas como uma parte dos dirigentes da Liga adoram o movimento anti-vacinas e acham um exagero que as crianças italianas tenham que ser vacinadas contra tantas coisas. Enfim… O artigo do New York Times mostra bem a loucura que por ali vai e está visto que não é só na imigração.

O governo japonês anunciou que Shoko Asahara, o líder de uma seita que lançou um ataque com Gás Sarín no metro de Tóquio em março de 1995, foi executado na passada sexta-feira. As autoridades japonesas acrescentaram que outros seis dirigentes da seita também foram enforcados nesse dia, numa prisão japonesa.

Hoje é dia de ter um olho no Parlamento. É certo que com tanta coisa a acontecer, vai ser difícil seguir o tema, mas há dois casos que lhe interessam. Um, pelo debate que lança e que, apesar de não ter probabilidade de sucesso imediato, vai, como se costuma dizer, andar por aí: o fim das touradas, ideia defendida pelo PAN e que provocaria uma pequena revolução em boa parte do país.

O outro, bem mais relevante, é o das alterações às leis laborais, recentemente decididas em sede de concertação social. O tema está a provocar profundas divisões entre PS, PCP e Bloco.

Há 30 cursos superiores a garantir emprego a recém-diplomados. A análise à oferta de cursos superiores está hoje plasmada na imprensa e fica disponível a partir de hoje no portal infocursos (onde estão todos os dados e estatísticas do ensino superior). É seguir este link e ver o que lhe interessa que o concurso nacional de acesso ao ensino superior público arranca no dia 18 deste mês.

Hoje é dia de Mundial e de dois grandes jogos. Chegámos finalmente aos quartos-de-final e temos um França-Uruguai às 15h e um promissor Brasil-Bélgica pelas 19h. O Brasil acaba de saber que o lateral direito Danilo (ex-F.C. Porto) está fora do torneio por lesão, mas parece suficientemente motivado para enfrentar uma promissora equipa belga.

Nos desportivos é época de vai e de vem, e também de muito desejo que não se materializa. É o chamado mercado de verão, onde a bomba é Ronaldo.

Os jornais espanhóis e italianos dão como quase fechada a transferência surpresa do craque português para a Juventus de Turim, numa jogada que é considerada em Itália o “golpe do século” dos Agnelli, os patrões da FIAT que também mandam no clube e em muito do que se passa e pensa Turim.

A apresentação de CR7 nos estádio da Vecchia Signora estará prevista para amanha

Ao lado de CR7 tudo parece pequeno. E nessa frente parece que:

Gelson pode sair do Sporting para o Atlético de Madrid

Nani pode estar de volta a Alvalade saindo do Valência

O F.C. Porto deu nega ao Bayern e a Juve sobre Alex Telles, o Rei das assistências no Dragão

FRASES

“CR7 alla Juve? Il calcio italiano vincerebbe alla lotteria” (CR7 na Juve? O futebol italiano ganharia a lotaria). Christian Vieiri, ex-jogador italiano e agora comentador na BeIN Sports

“CR7 ya há dado su palabra a Agnelli” (CR7 já deu a sua palavra ao patrão da Juventus). Manchete da Marca, jornal desportivo de Madrid

“Não quero que ele fique sem emprego, mas quero que ele não volte a exercer funções destas”. Nicol Quinayas, a jovem agredida por um vigilante ao serviço da STCP, que participou ontem num protesto, no Porto, contra o racismo

“A chegada dos turistas correspondeu quase a um momento de libertação”. José Luis Carrilho da Graça, arquiteto, no Jornal de Negócios

O QUE EU ANDO A LER

Os Ricos, de Maria Filomena Mónica. Um livro partido em três épocas e em três tipos de ricos: os fidalgos antigos, os milionários do liberalismo e os capitães da indústria do século XX. À primeira vista pode parecer redutor, mas o resultado é um olhar completamente diferente para três séculos da história de Portugal através dos (nossos) ricos.

Talvez a entrada do texto que José Cutileiro publicou na Revista E do Expresso seja a recomendação mais simples e consistente sobre este livro:

“O último livro de Maria Filomena Mónica, admiravelmente bem escrito, é uma profunda reflexão sobre a criação e a distribuição de riqueza em Portugal”.

E talvez a última frase da obra resuma bem uma ideia que perpassa todo o trabalho:

“Aos ricos tudo lhes é dado, incluindo a possibilidade de serem independentes. É pena que não aproveitem.”

Esta visão crítica dos ricos portugueses cruza o livro. Quase sempre fechados sobre si mesmo, com uma extrema dependência do Estado, iniciativa limitada, pergaminhos a mais, várias coisas menos. Não foram todos assim, longe disso, mas muito do atraso do país em várias épocas fica bem explicado neste excelente livro.

O Expresso Curto fica por aqui. Amanhã há Expresso nas bancas e, num dia em que o calor vai apertar, o jornal vem com o primeiro dos GUIAS DO EXPRESSO – À descoberta de Portugal, que é melhor colecionar e ter por perto nas próximas oito semanas. O primeiro tem a curadoria de Tiago Pires (Saca) e é, claro, sobre as melhores praias do país. É pegar no jornal e no guia e aproveitar. Depois não digam que eu não avisei… Bom fim de semana.
PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: