sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Gigantes da nossa praça e do mundo

PARTILHAR

Bom dia. Boa praia e muito lazer com lazeira qb. Boas festas aos animais com que se cruzam nas ruas e por onde estiverem, dêem-lhes água. Muita. Bebam-na também.

Nesta sexta-feira, 3 de Agosto, fazem exatamente 50 anos que o salazarismo fascista caiu da cadeira [há teses que dizem que não caiu da cadeira, só que estava em pé e caiu. Pronto]. Mesmo assim, depois de ficar um grande e inútil repolho - até para o fascismo - Salazar “despachava” as coisas do Estado. Ia até junto da cama, no Hospital da Cruz Vermelha, junto à Estrada de Benfica, em Lisboa. Iam lá uns basbaques igualmente fascistas, fazer de conta que lhe levavam “coisas” a “despacho”, quando já era primeiro-ministro Marcelo Caetano. Ridículo, era o que mostrava aquele regime putrefacto, que Marcelo queria manter só com ligeiras “aberturas”. Do regime saiu a merda que foi substituída pelo cagalhão – dizia, com razão, o povo. Adiante. O resto leia no Expresso porque interessa para se documentar historicamente e saber das 'passas do Algarve' por que os portugueses passaram durante quase 50 anos. Sacana do Santa Comba, o Botas, o fascista, tramou-nos as vidas. Pior seria sem acontecer o 25 de Abril de 1974. Basta, por agora.

No Curto de hoje, 3 de Agosto, Ricardo Marques “cola” a lavra. Inclui “coisas grandes”, navio gigante, Arnaldo de Matos (o gigante educador do…) e provável cambalacho que quer caçar acerca do prédio em Alfama para Ricardo Robles… Era bom, não na Câmara mas onde devia, que também fosse deslindar o caso dos submarinos e dos Pandur de Paulo Portas & Associados. E outros. Isso, investiga, Arnaldo. Estamos a ficar velhotes mas também acontece com o vinho e quase sempre ele é bom. Força na bengala.

Mais escreve Ricardo, o Marques, do Curto do Expresso. Deixamos para si o resto que interessa. Bom dia. Cuide-se. O calor mata. Beba muita água. Pois. (MM | PG)

Bom dia, este é o seu Expresso Curto

Arnaldo e os gigantes

Ricardo Marques | Expresso

Bom dia,

Quantas vezes já se interrogou acerca da verdadeira natureza da relação entre a política, o mar e a nobre arte de navegar? Lembra-se das águas agitadas da política nacional? Do remar contra a maré? Das boas marés e dos ventos contrários? Chegar a bom porto? Dos líderes à deriva? E dos motins e das ondas... de choque? Tempestades e travessias? Como esquecer os peixes miúdos, os de águas profundas e até os chernes…

Pois bem, este é o dia em que tudo vai fazer sentido. É uma daquelas coincidências só possíveis em dias de muito calor - tanto que nem o mais improvável dos acontecimentos parece espantar os homens.

No mesmo dia em que chega a Sines o segundo maior cargueiro do mundo, eis que um peso pesado da política emerge das profundezas atraído pela luz da mais recente polémica imobiliária.

O Madrid Maersk, um monstro com 400 metros de comprimentos e onde cabem 20.586 contentores TEUS, atracou esta madrugada em Sines. A paragem será breve e o enorme porta-contentores deverá zarpar durante a tarde rumo ao Norte da Europa. Pode acompanhar a viagem em tempo real através deste viciante site , que também tem informação sobre tudo o que mexe nos sete mares deste planeta.

Em terra, há um outro gigante em movimento. Arnaldo Matos, o peso mais pesado da política nacional, líder do MRPP e verdadeiro porta-contentores marxista à deriva nas tumultuosas águas do capitalismo global, chega esta manhã à Câmara Municipal de Lisboa, com dois advogados e um arquiteto, para consultar toda a documentação sobre o processo Ricardo Robles. É o próprio Arnaldo Matos a garantir que os três acompanhantes estarão, e cito, "sob a minha direção" - dele, entenda-se.

Correndo o risco de me repetir, pode acompanhar tudo em tempo real através desta viciante conta do Twitter , que também tem informação sobre tudo o que mexe nos sete mares desta nossa política (é quase sempre sobre o mesmo, mas…)

Não se admire muito se ouvir falar do Madrid Maersk e do Matos (Arnaldo). Mas não se admire mesmo nada se as conversas mudarem de repente para outro gigante - o da maçã. É verdade, a Applevale, desde ontem, muito dinheiro. Não digo quanto porque uma das discussões do dia vai ser acerca do termo certo a utilizar. Haverá quem diga que é a primeira empresa americana a valer em bolsa um triliãode dólares e não faltará quem jure que o valor é um bilião. De qualquer modo, são muitos zeros, é muito dinheiro, mas não é um feito inédito.

Mas já ninguém se lembra da Petrochina? A sério? Pode ler aqui, à boleia de mais um artigo sobre a Apple, um pequeno parágrafo onde se recorda como esta petrolífera chinesa se tornou a primeira empresa a atingir o bilião ou trilião em bolsa. Por fim, como estamos a falar de ondas, espreite este gráfico e veja a onda que faz uma empresa de software a crescer. Ou este trabalho do New York Times, que ajuda a perceber quantas companhias gigantes são precisas para chegar ao valor da empresa que começou numa garagem.

Esta é a escala do mundo. Olhar para uma maçã trincada e pensar no prédio de um político português é como estar na Nazaré a ver as ondas e a pensar no mar calmo do Algarve.

Só o enorme cargueiro, que o horizonte faz pequeno, é o mesmo.

OUTRAS NOTÍCIAS

Vamos então aos restantes temas quentes da atualidade.

O calor, como é óbvio. Alertas e avisos vermelhos até domingo, reportagens na praia, recordes de temperatura (Alvega, em Abrantes, foi a recordista ontem). Vai ser mais um dia quente e até a CNN está interessada no que se passa em Portugal. A cadeia de televisão norte-americana tinha ontem à noite em destaque um especial sobre a onda de calor e no artigo principal estava a fotografia de um miúdo com a camisola do Sporting de Braga a molhar a cara…

Há minutos, a página da Autoridade Nacional de Protecção Civil registava 2 incêndios florestais ativos.

[A propósito, permita-me um desabafo. Ontem ao fim da tarde estive uma hora parado no trânsito, na CREL, umas centenas de metros antes do Túnel de Montemor, no sentido Estádio-Alverca. Via-se ao longe uma coluna de fumo negro e, creio, não terei sido o único a pensar que se tratava de um incêndio florestal. Ia pegar no telefone quando passou um carro de bombeiros e juro que quase ouvi o ‘obrigado’ dos senhores da empresa de reparação de vidros automóveis. De qualquer modo, ao olhar para os condutores parados ao meu lado debaixo de um calor infernal, notei que estávamos todos preocupados, aborrecidos, chateados e capazes de qualquer coisa para sairmos dali. E foi a pensar nisso, que estava a ter um dia mesmo mau, que, quando finalmente a fila andou, passei devagar por um tipo de colete à beira de um carro completamente queimado.]

Sem deixar arrefecer as brasas, soube-se ontem que Bruno de Carvalho está fora da corrida eleitoral para a presidência do Sporting. O sócio presidente- deposto foi suspenso durante um ano e, como tal, está impedido de concorrer. Podia ser simples, mas com Bruno de Carvalho nunca é. “Quem não deve não teme. Não matei ninguém ou roubei alguém. Só tentei defender o Sporting. O processo é todo ilegal”, disse. A novela segue.

Já o Benfica quer saber, entre muitas outras coisas, de que clube são os dirigentes da Federação Portuguesa de Futebol e da Liga.

As verdadeiras noticias de desporto estão mais abaixo.

Antes, porém, deixo-lhe aqui um pequeno bloco a que decidi chamar “Novas de terras mais frescas”. Às 16h00 de ontem, quando me ocorreu a ideia, estavam:

- 3 graus em Santiago, no Chile. Graças ao La Tercera pode ver em câmara lenta a ruptura de um tendão de Aquiles;

- 11 graus em Buenos Aires, Argentina. Indivíduos encapuzados invadiram a sala onde estreou o filme sobre Santiago Maldonado. Se o nome não lhe diz nada, aproveite para reler o artigo que publicámos há uns mesesna revista E;

- 12 graus em São Francisco, nos EUA. Ou, como refere um estudo recente, a cidade que está no top das cidades que tem as ruas mais sujas do planeta;

- 12 graus em Auckland, Nova Zelândia, onde mora uma senhora chamada Melissa Cole que quer cobrir o mundo de crochet ;

- 15 graus em Assunção, Paraguai, e a grande discussão por lá é sobre a possível adjudicação da atividade tributária a uma empresa privada.

Adiante.

Está farto de ouvir dizer que passamos os dias no Facebook? E que tal ir ao Facebook - real, não virtual - sem sair da página do Expresso? Uma reportagem da Maria João Bourbon em Menlo Park, Sillicon Valley, in the USA.

Se está de férias e num dos destinos identificados neste artigo – que identifica os destinos de férias preferidos dos portugueses - então é uma boa oportunidade para ver chover no molhado. Caso contrário, sonhar um pouco até ajuda a passar o tempo...

Esta é para guardar na agenda e ver depois das férias: dia 11 de setembro há manifestação de taxistas em Lisboa.

O Presidente da República entra oficialmente de férias. Antes, promulgou a lei-quadro da descentralização, mas com avisos, e vetou a lei que impõe o direito de preferência dos arrendatários sobre os imóveis, sobre a qual pediu duas clarificações aos deputados. Claro que as férias presidenciais são relativas e, por isso, Marcelo Rebelo de Sousa estará hoje no XXV Acampamento Nacional da Associação dos Escoteiros de Portugal, em Barosa. Segue-se Cantanhede, para uma visita de fim de tarde à Expofacic. Depois toma o volante nas mãos e ruma aos concelhos atingidos pelos incêndios do ano passado.

Também pela zona de Leiria andará Assunção Cristas. A líder do CDS tem visita marcada para as 11h30 ao Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria.

Mais uma notícia local, isto se ainda se lembrar da senhora do crochet… Em Ribeira da Pena, Vila Real começa a 20ª edição da Feira do Linho.

Aceleramos agora pelo resto da autoestrada informativa, dentro dos limites de velocidade, sem paragens nem grande preocupação com a geografia.

Começamos por uma entrevista à mãe de Osama bin-Laden, para ler no The Guardian.

O PCP e o CDS querem ouvir o Governo a propósito da nova estrutura acionista do Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal. Esse mesmo, o SIRESP que o Estado queria controlar, e que agora a Altice controla de forma maioritária. O SIRESP, o tal sistema que falhouquando era mais preciso e que ninguém garante que não falhe outra vez.

Depois dos diretos televisivos e antes dos filmes de Hollywood, fica a informação de que as autoridades tailandesas vão construir um museu para preservar a história do resgate dos miúdos que ficaram presosnuma gruta.

O The New York Times mostra-lhe em quatro minutos e 22 segundos o que se passou nas eleições do Zimbabué: da tranquilidade aos confrontos. O secretário-geral da ONU está preocupado com a escalada de violência no país, que já provocou a morte de seis pessoas.

Termina hoje a discussão sobre a nova Constituição de Cuba.

Alf, o extraterrestre peludo que se pelava por um belo gato no prato, está de volta à TV. O mundo mudoubastante desde o último episódio…

… e mais ainda desde que alguém, sabemos agora um pouco melhor quem, escolheu construir o estranho monumento de Stonehenge.

Aproveite, fique mais um pouco no passado e conheça o trabalho de Jordi Bru, o fotógrafo que ressuscita batalhas célebres. É um génio do photoshop e não dará por mal empregues os minutos necessáriospara a ler a sua história. Mas principalmente para ver as suas imagens.

A Islândia quer garantir que os estrangeiros não compram terrenos no país. E os suecos estão tristes porque alguém, não se sabe ainda quem, rouboutrês preciosos artefactos de ouro, verdadeiros tesouros nacionais, de uma catedral.

E se de repente a polícia entrasse em sua casa e o prendesse enquanto falava em direto na rádio sobre os direitos humanos na China? Soaria mais ou menos assim — em mandarim, mas com legendas.

Um dos assuntos do dia, e que já vem de ontem, será a discussão sobre a decisão do Papa Francisco acerca da pena de morte. A Igreja passa a considerar inadmissível aquilo que, até agora, considerava aceitável, em determinadas circunstâncias.

Termina a greve de cinco dias dos trabalhadores dos Registos e Notariado.

O funeral da fadista Celeste Rodrigues realiza-se hoje, pelas 13h00, do Pátio da Galé, na Praça do Comércio, em direção ao Talhão dos Artistas, no cemitério dos Prazeres.

Agora o desporto.

O Rio Ave está fora da Liga Europa. A equipa de Vila do Conde empatou ontem, em casa, 4-4 com os polacos do Jagiellonia Bialystok. Na primeira mão, na Polónia, a equipa portuguesa tinha perdido por 1-0.

A 2.ª etapa da Volta a Portugal - 203,6 quilómetros entre Beja e Portalegre - sai para a estrada às 12h30. Rafael Reis, da CAJA RURAL / SEGUROS RGA, segue de amarelo.

Durante a etapa, começa na Macedónia o jogo dos quartos de final da divisão B do Campeonato da Europa de Basquetebol de sub-18. Portugal joga às 13h15 com a Bélgica.

Acabei de reparar que não tenho qualquer notícia sobre Donald Trump. Com o único objetivo de não melindrar os leitores regulares desta newsletter, habituados às aventuras de Donald, aqui ficam duas ou três ligações. A primeira sobre uma estranha teoria da conspiração, outra sobre a ingerência russa e mais uma sobre política de ambiente e os automóveis.

Manchetes:

Correio da Manhã: "INEM leva 106 milhões dos seguros"
Jornal de Notícias: "Produtores pagos para desistir do negócio do leite"
Público: "Estado tem 200 obras de arte do ex-BPN fechadas num cofre"
i: "Em nove meses, governo só conseguiu fazer um terço do cadastro das terras"

O QUE ANDO A LER

Não tenho livros. Lamento. Mas, ao mesmo tempo que o desafio a ver quem consegue ser o primeiro a ter nas mãos um exemplar do novo Hemingway, atrevo-me a sugerir algo que pode ler na praia, enquanto os miúdos brincam na areia.

Imaginemos uma situação absolutamente banal: está atrasado para um compromisso, tem os seus filhos no carro e ainda precisa de apanhar uma encomenda numa loja. Imaginemos que estaciona o carro à porta da loja, sai, recolhe a encomenda e volta para o carro, onde os miúdos, claro, estão à sua espera.

O que há de extraordinário nesta história? Bom, se acontecer nos Estados Unidos da América é muito provável que passe longos meses em tribunal a tentar provar que não é um mau pai. É por aí que começa este longo artigo que deve ler com toda a atenção.

Quando acabar, espreite as reações que chegaram de pais e mães um pouco por todo o mundo.

Hoje é dia internacional da cerveja. Amanhã é sábado e há Expresso nas bancas. Até lá, tem toda a informação na página do Expresso e mais alguma às seis da tarde, com o Expresso Diário.

Tenha uma fresca sexta-feira de calor.
PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: