terça-feira, 29 de outubro de 2013

Portugal: CAVACO AFASTA CENÁRIO DE ELEIÇÕES ANTECIPADAS

 

Jornal i - Lusa
 
Recuperando uma ideia já anteriormente por si defendida, Cavaco Silva recusou que Portugal seja "um país anormal dentro da Europa"
 
O Presidente da República voltou hoje a afastar o cenário de eleições antecipadas, sublinhando que Portugal "é um país governável" e que o "normal" é os mandatos dos Governos serem cumpridos até ao fim.
 
"Já disse noutra ocasião que é bom que Portugal seja na Europa um país normal e o normal na Europa, de que nós fazemos parte, é os mandatos serem cumpridos", afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, em declarações ais jornalistas no final de uma visita à base naval de Lisboa, no Alfeite, onde assistiu a um treino de apoio a ações de proteção civil.
 
Recuperando uma ideia já anteriormente por si defendida, Cavaco Silva recusou que Portugal seja "um país anormal dentro da Europa".
 
Caso contrário, acrescentou, "os outros olham para nós e os mercados também e dizem: ‘aquele país até parece ingovernável'.
 
"Não é esse o caso, estou convencido que Portugal é um país governável e está a demonstrar que apesar dos pesados sacrifícios exigidos à população, a resposta que ela tem dado tem sido extremamente responsável", enfatizou o Presidente da República.
 

Sem comentários: