sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Draghi. PRESIDENTE DO BCE VOLTA A SER INVESTIGADO POR LIGAÇÕES À BANCA

PARTILHAR


Mario Draghi já tinha sido investigado em 2012 e provedoria da justiça da Comissão Europeia reabriu processo.

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mário Draghi, voltou a ser investigado pela justiça europeia pelas ligações à banca, noticia o Financial Times.

Draghi já tinha sido investigado em 2012 pela ligação ao Grupo dos Trinta, um grupo considerado de lobbying e criado para promover os interesses financeiros privados, e na altura a investigação foi arquivada por se considerar que a participação de Draghi não afetava a independência do BCE.

A investigação, contudo, foi novamente aberta pela provedoria da justiça da Comissão Europeia, disse ao Financial Times a responsável da entidade.

“A minha decisão de abrir o inquérito reflete as maiores responsabilidades que o BCE ganhou nos últimos anos”, afirmou a provedora Emily O’Reilly. Como o BCE tem mais poderes ligados à banca poderá justificar que as relações entre Draghi e o Grupo dos 20 justifiquem “um escrutínio mais apertado”, acrescenta a responsável.

“Pedimos pediu uma reunião com o BCE e a leitura de documentos. Quaisquer passos adicionais serão considerados neste contexto”, explica.

O grupo conta com elementos como o presidente do Credit Suisse ou do UBS, o economista Paul Krugman, o ex-governador do BCE, Jean-Claude Trichet, e o governador do Banco do Japão.

Dinheiro Vivo

PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: