terça-feira, 25 de julho de 2017

PSD E CDS REZAM: O FOGO VOSSO DE CADA DIA ATEAI HOJE

PARTILHAR





Mário Motta, Lisboa

Portugal está a arder, parece que mais do que é costume. Mais tarde as estatísticas nos dirão, talvez em breve já existam estimativas. Os fogos têm sido de origem espontânea ou são obra de incendiários? Na comunicação social isso tem sido muito pouco perceptível. Talvez porque certos e incertos da comunicação social andam ocupados em incendiar os próprios incêndios, o que parece paradoxal mas, vistas as práticas, até nem é.

Hoje não terá aqui o Expresso Curto e a cafeína do costume. É que por lá o que está a ser servido é veneno incendiário dos fogos de modo impressionante. Eles acenam com o cartaz que diz: "ora vejam bem como estes fogos dão um jeitão para desgastar e derrubar o governo". Bem, é que a leitura deste tipo de bíblia pseudo jornalística já antes a fizemos, quando a direita incendiária pôs Portugal a ferro e fogo com os fogos postos com a sua assinatura. E bombas. E pseudo exércitos de libertação... E os "jornalistas" a ajudarem aos fogos das mentes, manipulando. Já vimos esse filme, tio Balsemão e sobrinhos Impresos. Só falta saber se agora também os fogos provocados por mão humana, trastes incendiários, se confirmam... Falta saber tanta coisa... Mas isso os tais da (des)informação não perguntam, nem se põem a fazer contas. Preferem, tal qual abutres licenciados (dótores), andarem a contar cadáveres.

Politicamente até parece que depois do diabo preferido - de Passos e da chefe do CDS - eles viraram casaca e agora rezam a deuses para que o fogo vosso de cada dia nos ateai hoje...

Já voltamos, com mais algumas dicas... Tudo se compõe para daqui sair uma obra digna das Bocas do Inferno se continuar a ler.

VENDENDO GATO POR LEBRE

É título em TSF: “Governo desmentido no acidente com helicóptero no incêndio de Alijó”. A dramatização da notícia é sinónimo do desconhecimento dos prosadores sobre a queda completamente descontrolada de um helicóptero e a queda de tal nave manobrada para aterragem de emergência ou impacto controlado. Tanto assim foi que o piloto saiu com ligeiras escoriações que não requereram hospitalização. Mas, pergunte-se: quem informou o governo? Qual foi a fonte? O que informaram? Como informaram? Qual o interesse do governo em mentir neste caso específico? Fê-lo intencionalmente ou por ignorância?


Com estas dramatizações, ou aparentes manipulações que inculpam o governo, só vêm dar razão aos que defendem que as declarações só devem ter lugar após conclusões dos inquéritos elaborados por especialistas. Porém, entretanto, quando o governo se recusa a comentar e recomenda a consulta de especialistas – Proteção Civil, etc., aqui-del-rei que o governo está a esconder isto e aquilo. Até esconde cadáveres. Todo este sururu, agitação, dramatização concertada, não faz sentido. Vislumbram-se exageros dos órgãos de comunicação social mais vistos e mais lidos – que é onde a frequência é de cabo-esquadra para a manipulação e títulos apelativos mais facilmente vendáveis. Vendem gato por lebre… Ou será para Coelho?

Já agora: No incêndio de Pedrógão decerto que todos nos recordamos da tal aeronave que se "despenhou"... E até hoje não apareceu, Assim como os "suicídios" anunciados por Passos Coelho acerca de Pedrógão. Que depois se veio a saber não corresponder à verdade...

OS 80 CADÁVERES DO INCÊNDIO DE PEDRÓGÃO

Já foi enunciado por aí que são cerca de 80 as vítimas de Pedrogão Grande e que o governo está a mentir, que está a guardar "segredo". E o mesmo está a fazer a Proteção Civil? E se está em segredo de justiça não podem para já serem divulgados os quase mais 20 cadáveres... Porque a PGR não os divulga para se acabar com este triste e lamentável "carnaval" dos abutres? Dos que usam uma tragédia humana para tirar proveitos políticos no desgaste ao governo.

É que se o governo sabia que morreram mais de 64 pessoas por via do incêndio de Pedrógão e podia naquele momento inicial divulgar (por não estar em segredo de justiça) não se compreende que não tenha feito. E isso é de loucos. E assim todos nós teríamos todos os motivos para "bater" em Costa e nos seus ministros. Mas o certo é que não existem provas de mais vítimas, felizmente.

Mas a manipulação continua, a dramatização é rainha. Um modo de acabar com isto será apelar aos jornais, rádios e televisões que conseguem sempre que querem "furar" o segredo de justiça e divulgarem de uma vez por todas aquilo que é a  sua suspeição e corresponde à verdade. Assim acabariam com o vai-e-vem do drama e da dança macabra sobre os cadáveres das vítimas, desrespeitosos, ordinários, desumanos. Pois também é verdade que assim, uma vez chegados a números definitivos, então divulgados por esses profissionais da carniça, também se acabava com o desaforo e os títulos que vendem. Uns a vender gato por lebre. Uns que já são demais. Profissionais da informação? É o que mais tarde veremos. E então, se estão somente a exagerar, a extrapolar, a ser oportunistas de uma calamidade, o melhor será mudarem de profissão. Irem para cangalheiros, ou, pela carniça, para talhantes. É que serem mercenários da informação não será aceitável.

Fiquem bem, se conseguirem, depois destas bocas.

*Foto do helicóptero em TSF

PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: