sexta-feira, 9 de Março de 2012

Angola – CSN: O NOVO PARTIDO DE CHIVUKUVUKU



Club K

Abel concorre às eleições de 2012

Lisboa – Abel Chivukuvuku prepara-se para na próxima semana, (14 de Março, caso não seja alterada a data) fazer apresentação formal da nova força política que irá apresentá-lo nas eleições de Setembro do corrente ano como candidato à Presidência da República de Angola. A força, ainda mantida no secretismo, deverá se firmar como uma coligação, e registada com a sigla CSN - Convergência de Salvação Nacional.

A CSN tenciona ser uma força política que irá reunir grupos ou tendências isoladas e outras franjas que se assumem oposicionistas ao rumo a que o país está a ser levado pelo Presidente José Eduardo dos Santos. Dois filhos do nacionalista Mendes de Carvalho do MPLA abraçaram a iniciativa. O líder do PDP-ANA, Sediangani Mbimbi irá fazer parte, devendo ter um lugar de destaque nas listas de deputados da CSN. Outra figura influente dentro do projecto é William Tonet, que dirige o AMC - Amplo Movimento de Cidadãos.

O Partido de Apoio para a Democracia e Desenvolvimento de Angola – Aliança Patriótica (PADDA-AP) de Alexandre Sebastião André, que inicialmente se manifestava disponível para integrar o projecto de Abel Chivukuvuku, terá recuado para indicar como cabeça de lista para as eleições gerais deste ano, um general reformado que estima ser “ harmonizador dos diferentes segmentos da sociedade angolana”. Estão também de fora, o Bloco Democrático de Justino Pinto de Andrade e o Partido Popular de David Mendes.

Há algumas semanas atrás, um grupo que trabalha no “draft” da CSN deslocou-se ao interior do país numa missão que visou testar a aceitação de Abel Chivukuvuku em praças tradicionais da UNITA. Leonel Gomes, ex- membro da comissão política do “Galo Negro” trabalhou em Benguela e Bie, tendo na primeira província ficado convencido com o nível de aderência que teve por parte dos benguelenses. Na zona leste do país e ou Lundas esteve a trabalhar o ex- Ministro do Comércio, Joaquim Icuma Muafumba, que é nascido nesta região. Na província do Huambo esteve José Gomes e dois ex- militares das FALA, o coronel Chipalavela e o Major “Três tiros”. O trio realizou duas reuniões num dos restaurantes da cidade.

Carlos Xavier, Secretário da JURA em Malanje esteve prestes a aderir ao grupo, tendo recuado na sequência de um convite da direção central do seu partido para integrar a comissão provincial eleitoral naquela província.

Em paralelo, aos trabalhos deste “grupo de avanço”, Abel Chivukuvuku fez trabalho idêntico fora do país junto de entidades estrangeiras no qual explicou as razões que o levaram a projectar algo fora da UNITA. Esteve em Portugal, Paris, Inglaterra, tendo regressado ao país, no passado domingo (3). Em terras Lusas, abordou o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas e através deste foi referenciado ao Primeiro Ministro, Passos Coelho. Foi também convidado para um jantar em casa da família Soares, por iniciativa do ex-Presidente português, Mário Soares. Deve deslocar-se em menos de 60 dias para os Estados Unidos para uma audiência no departamento de Estado e com correntes daquele país que manifestam vê-lo.

Antes da apresentação do projecto em Luanda deverá submeter uma carta à direcção da UNITA para congelar temporariamente a sua militância em obediência a outros desafios de “dimensão nacional”. Desde a realização do congresso da UNITA em Dezembro que este político deixou de atender convites para reuniões partidárias. A última vez que foi visto em círculos do “Galo Negro”, foi a 23 de Fevereiro, no velório de Azevedo Kangaje, nos bombeiros em Luanda.

O quadro da UNITA mais comprometido com Chivukuvuku é o medico Xavier Jaime e Carlos Morgado que actua como responsável do seu gabinete. O outro é Rafael Aguiar. Não está claro se estes deverão congelar a militância ou se sairão definitivamente.

Notabilizados Quadros da Comissão política da linha de Maurilio Luiele e Horácio Junjevile que outra hora o apoiavam passaram a renegá-lo na proposta de abandonar a UNITA. Outro que se teria desmarcado de eventuais contactos é Mfuka Muzemba, o Secretário-Geral da JURA. Embora circulem rumores de que esteja a ser hostilizado pela direção do partido (Chegou a dizer a Isaías Samakuva numa reunião que este não confiava nele), Muzemba diz em privado que a sua causa “está dentro da UNITA e não fora”.

Carlos Candanda que fora o primeiro do Grupo de Reflexão, a congelar a militância, recuou na decisão tendo sido readmitido para a comissão política. Invoca que como histórico a sua vida está comprometida com a UNITA. Entretanto manifesta respeito às ambições presidenciais do antigo líder da bancada parlamentar do seu partido.

Em contactos internos que vai tendo, Abel Chivukuvuku não incentiva os seus correligionários a abandonarem a UNITA em massa para o seguirem. Sente que tal rotura pode fazer com que o CSN seja visto como uma congregação de “desertores” ou uma “segunda UNITA”. Em razão do qual o lugar destinado a segunda figura das listas de deputados da sua coligação está destinado a uma personalidade “não proveniente” da UNITA.

O assunto da saída tem sido objecto de reações divergentes dentro da UNITA. Uns alegam que os estatutos são claros em determinar a expulsão das suas fileiras ao militante que se filie num partido diferente. A 4 de Março, no final de um acto de massas na comuna do Hengue, Bailundo (Terra natal dos pais de Chivukuvuku), o Secretario provincial da UNITA, Liberty Chiaka foi duro ao tentar transparecer que Abel “já não é um factor de vantagem competitiva, mas sim um factor de instabilidade, portanto, um factor de descrédito para UNITA”, e que “nessas condições o melhor é mesmo ele partir”.

Numa reunião recente da comissão política, o Secretario dos assuntos eleitorais, José Pedro Katchiungo referiu o assunto tendo criticado que ao invés de se conversar com o “grupo de desertores”, alguns “maninhos” mostravam-se numa posição de aplauso. É de opinião que se deve escutar a corrente desertora no sentido de evitar a eventual saída.

A saída temporária de Abel Chivukuvuku está a ser aproveitada por correntes do MPLA que promovem a tese segundo a qual “a UNITA vai perder pela saída de Abel”. Em reação membros da direcção do maior partido da oposição invocam que até mesmo nas comunas da chamada “Angola profunda”, os seus militantes (com realce aos que não sabem ler) sabem que no dia das eleições, votam “na bandeira onde há o Galo”.

Leia mais sobre Angola - use os símbolos da barra lateral para se ligar aos países lusófonos pretendidos

7 comentários:

Bartolomeu Simao disse...

O Abel vai carregar muita gente dos dois partidos principais.
Os descontentes do MPLA e da UNITA,vam desabafar com o novo partido.força.

Anónimo disse...

Em massa a sociedade Biena acolheu com bastante satisfação essa nova formação política, que vai ser dirigida pelo filho muito querido genuinamente de origem Angolana, Abel Epalanga Chivukuvuku, esse foi tão esperado por todo País e ao Planalto Central em particular, pelo qual a sociedade Biena deseja bem vinda a CSN a esta parcela do território Angolano.

Anónimo disse...

So, while I am no roving reporter I am endeavoring with my menial reporting skills, to bring you.
This glass would cost less than $1000 and would be available to almost all
the people in Britain. Committee on Gulf War and Health:
Health Effects of Serving in the Gulf War,
Update 2009.

My blog ... Latest Daily News

Anónimo disse...

Hello, wanted to say, I enjoyed this article.
It was funny. Continue publishing!

Feel free to surf to my blog post :: http://croadria-agency.com

Anónimo disse...

Based on my own experiences I am going to make five recommendations that I wish someone had made to me
to help take the fear out of fitness. You have to find a way to take the tips
you learn and make maximum use of them. These tips are
followed by every pregnant woman all around the world but remember whatever you
do, you should first check with your gynecologist so that there is no complication in your pregnancy.


Visit my webpage exercise and fitness tips aerobic exercise

Anónimo disse...

Amazing! Its actually awesome paragraph, I have got much clear idea
about from this paragraph.

Here is my web-site; visit the up coming document

Anónimo disse...

Of course, one of the reasons why this area of Ohio has remained
so persistently branded as a pocket of joblessness
is its failure to recover from the death of the
steel industry and also because of automotive production lines outsourced to foreign lands.
The ultimate online news source that covers news, travel, money,
sports, life, technology and weather. The facility of websites and online news are also getting lot of appreciation because
it is very time saving and people can read it in between their work.


Here is my web-site - www.latestdailynews.com