sábado, 21 de janeiro de 2017

Portugal. Bataglia denuncia Salgado e Santos Silva. Sócrates nega envolvimento



Os advogados de José Sócrates emitiram, este sábado, um comunicado de imprensa.

A manchete do Expresso deste sábado revela que Hélder Bataglia confessou ao Ministério Público que Ricardo Salgado lhe pediu para colocar 12 milhões de euros em contas na Suíça. Mais. No seu depoimento perante a equipa do procurador Rosário Teixeira, o ex-líder da ESCOM confessou ainda que Carlos Santos Silva, o melhor amigo de José Sócrates, também estava envolvido no esquema. Isto porque o dinheiro em causa tinha como destinatário final José Sócrates.

Segundo o semanário, o empresário revelou que se reunia com Santos Silva no escritório da ESCOM, em Lisboa, para definirem datas em que as transferências tinham de ser feitas e contratos que justificassem tais quantias avultadas.

A notícia do Expresso diz ainda que este dinheiro era uma compensação de Ricardo Salgado a José Sócrates por este ter defendido, enquanto primeiro-ministro, interesses do Grupo Espírito Santo no chumbo da OPA da Sonae à PT e na venda da Vivo à Oi.

Porém, o ex-primeiro-ministro vem, uma vez mais, negar todas as acusações que, direta ou indiretamente, lhe são feitas.

Num comunicado enviado às redações assinado pelos dois advogados de José Sócrates, lê-se que as notícias divulgadas hoje “são falsas, destituídas de qualquer fundamento e verdadeiramente absurdas”, sendo também “difamatórias” e estando “ao serviço destas pseudo-investigações e com origem necessária nos responsáveis por este inquérito”.

Leia aqui o comunicado enviado ao Notícias ao Minuto pela equipa de advogados que defende o engenheiro José Socrates.

Patrícia Martins Carvalho – Notícias ao Minuto

Sem comentários: