sábado, 30 de junho de 2018

Rock in Rio: Todos cantámos para Zé Pedro, dos Xutos - The Killers também lá estiveram

PARTILHAR

O Rock in Rio em Lisboa até amanhã, domingo. Todos os dias têm sido grandes, assim como todas as noites. Ontem, sexta-feira, foi um dia muito especial para muitos portugueses que acompanharam e são fãs dos Xutos & Pontapés e de Zé Pedro, daquela banda. Zé Pedro faleceu há pouco tempo e a homenagem, mais uma, não se fez esperar no palco maior do RiR. Todos cantámos em sua homenagem, até os políticos presentes - Marcelo, Costa, Ferro Rodrigues, Fernando Medina e outros. Cantámos para Zé Pedro "a nossa casinha, com muitas saudades" e do céu caiu chuva, talvez lágrimas comovidas e de agradecimento, de amizade, do Zé Pedro por todos nós. (PG)

Marcelo 'não foi o único' a cantar 'as saudades' que já temos de Zé Pedro

Numa homenagem a Zé Pedro dos Xutos & Pontapés, várias foram as personalidades que juntaram a sua voz a Tim, o vocalista da banda, no palco mundo do Rock in Rio. Hoje, 'nesta casinha' coube um país inteiro a cantar para Zé Pedro.

Naquele que foi o momento mais aguardado do terceiro dia da edição de 2018 de Rock in Rio, Marcelo Rebelo de Sousa subiu ao palco e, numa homenagem de emocionar as pedras da calçada, juntou a voz à de Tim, o vocalista dos Xutos & Pontapés, para cantar 'A Casinha' em homenagem a Zé Pedro. 

Mas o Presidente da República não foi o único. Várias outras personalidades de diferentes quadrantes, da economia ao desporto, passando pela política nacional, subiram ao palco, tais como António Costa, Fernando Medina, Eduardo Ferro Rodrigues, Catarina Martins, Júlia Pinheiro, Raquel Tavares, Sá Pinto, Pauleta, Maria Rueff e Roberta Medina. 

A minha alegre casinha', a icónica música da banda portuguesa, era a última do alinhamento deste concerto. Assim que se ouviram os primeiros acordes, Marcelo dirigiu-se ao palco mundo, assim como todas as outras personalidades. E em uníssono cantaram a uma só voz para Zé Pedro.

A emoção terá, certamente, falado mais alto nos corações de muitas gerações de fãs de Xutos & Pontapés. Esta sexta-feira, no Parque da Bela Vista, a chuva não levou a melhor; sentiram-se e cantaram-se 'as saudades que já temos' de Zé Pedro. Hoje, 'nesta casinha' coube um país inteiro a cantar para Zé Pedro. 

Questionado pelos jornalistas sobre se se sentia uma 'estrela', por causa do entusiasmo demonstrado pelo público presente, o chefe de Estado respondeu que "aquele entusiasmo todo" era para fazer "uma homenagem merecida a Zé Pedro".

Entre as várias interpelações às quais sempre respondeu, nem que fosse com um sorriso ou um aceno, Marcelo ouviu os "parabéns pelo que disse ao senhor americano".

Veja, na galeria, o vídeo de homenagem a Zé Pedro. E não perca igualmente a oportunidade de ver o entusiasmo de Marcelo Rebelo de Sousa e de António Costa durante o concerto: em Notícias ao Minuto.

Filipa Matias Pereira com Natacha Costa e Lusa | Notícias ao Minuto | Foto da SIC


Rock in Rio: Os maiores sucessos dos The Killers no terceiro dia

Os norte-americanos The Killers puseram na sexta-feira milhares de pessoas no Rock in Rio Lisboa a cantar alguns dos maiores sucessos de uma carreira com cerca de 16 anos, num momento em que a chuva deu tréguas.

Cinco anos depois do último concerto em Portugal, a banda de Las Vegas, que entrou em palco pelas 21:15, apostou num alinhamento carregado de êxitos antigos, apesar de ter editado um álbum novo no ano passado.

"Conhecem esta? Provem-no", desafiou o expressivo vocalista Brandon Flowers, levando os presentes a entoar 'Runaway' a plenos pulmões.

O mesmo aconteceu com músicas como 'Somebody told me', 'Spaceman', 'Smile like you mean it', 'Read my mind' e 'When we were young' que arrancaram manifestações mais efusivas do público.

A dada altura, Brandon Flowers disse ao baterista Rooney Vannucci que "as pessoas estiveram à chuva e ainda estão aqui", como que lembrando que aquele público merecia que dessem tudo em palco.

Isto porque, na parte final do concerto da banda que os antecedeu no Palco Mundo, os Xutos & Pontapés, choveu copiosamente na 'cidade do rock', no Parque da Bela Vista.

Como em qualquer concerto de um cabeça de cartaz num festival, houve 'encore'. A banda saiu de palco momentaneamente, o público pediu que voltasse, mas não muito porque as luzes não se apagaram.

A questão 'Are we human?' [Somos humanos?, em português] deu o mote para a reentrada em palco e para um final de concerto com dois dos temas mais marcantes da banda: 'Human' e 'Mr. Brightside'.

Esta última começou com uma versão mais lenta, como uma espécie de ensaio, para a versão original, bem mais ritmada.

No final, o agradecimento de Brandon Flowers, que durante várias músicas tocou num teclado que estava colocado atrás de uma espécie de 'néon' do símbolo do masculino.

Já com o vocalista fora de palco, foi a vez do baterista se chegar à frente e agradecer ao público, que decidiu presentear com um "bouquet de madeira", constituído por três baquetas.

Apesar de serem os cabeça de cartaz de hoje, os The Killer não foram os últimos a atuar no Palco Mundo.

Pelas 23:20 entrou em cena a dupla britânica de música eletrónica The Chemical Brothers, também velha conhecida do público português. Pelas 00:45 de hoje, mantinham-se em frente ao Palco Mundo milhares de pessoas.

Aliás, na sexta-feira, o dia no Palco Mundo foi preenchido por bandas que já passaram várias vezes por Portugal e pelos Xutos.

Ao final do dia passaram por lá os britânicos James, velhos conhecidos do público português, que fizeram questão de tocar sucessos antigos como "Sometimes", "Born of frustration" e "Laid".

Embora prejudicados por alguns problemas de som, deixaram o público rendido, com Tim Booth a descer várias vezes do palco para a plateia.

Na sexta-feira atuaram no Rock in Rio Lisboa, noutros palcos, artistas e bandas como Manel Cruz, Capitão Fausto, Nástio Mosquito. O dia ficou também marcado pelo evento revivalista "Revenge of the 90's", que ao início da noite ocupou o Music Valley com música da década de 1990, numa festa que durou até cerca das 02:00 de hoje.

Até às 00:45 de hoje, a organização não tinha divulgado o número de pessoas que estiveram no Parque da Bela Vista. Nos dois primeiros dias desta edição, no sábado e no domingo passados, registaram-se 71 mil e 85 mil espectadores, respetivamente.

Notícias ao Minuto com Lusa

Leia também em Notícias ao Minuto:
PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: