domingo, 15 de julho de 2012

FRUSTRADOS PARTIDÁRIOS DERAM INICIO A ATOS DE VIOLÊNCIA EM DÍLI

PARTILHAR


Redação PG

"FRETILIN CAIU NA ESPARRELA DE XANANA GUSMÃO-CNRT"

Segundo refere o Timor Hau Nian Doben “A violência explodiu hoje nas ruas de Díli, logo após Xanana Gusmão ter anunciado que iria formar governo com o Partido Democrático e com a Frente Mudança”, notícia da Lusa a que fazemos referência em postagem mais em baixo. Sobre os ato de violência ainda não registámos nenhum despacho da Agência Lusa.

Menciona o referido blogue timorense que segundo as suas fontes, em Díli “está uma grande confusão em Comoro e os manifestantes atiram pedradas aos carros e tiros. A violência é entre a área do Comité Central da Fretilin até Comoro”.

E ainda acrescenta que: “Há relatos também de que a situação está "quente" nos bairros de Santa Cruz, Quintal Bo'ot, Taibesse, Audian e Becora. Nesta última localidade um residente escreveu no Facebook que ouviu tiros. Em frente ao Comité Central da Fretilin encontra-se já a Policia Nacional de Timor Leste e a estrada foi bloqueada.”

Por mais que tivéssemos procurado nestes últimos minutos não conseguimos apurar as razões das manifestações violentas de descontentamento nem quem são os seus agentes. Sabe-se que a violência eclodiu após o anúncio do CNRT sobre a sua escolha de aliança nos partidos que são seus aliados naturais e que podem contribuir para a política que Xanana preconiza de Mais do Mesmo, ou seja: os interesses do povo e do país por último.

Aparentemente, neste momento, perante a situação de violência que decorre em Díli, fontes por nós contactadas há poucos minutos referem que os iniciados da violência foram militantes e simpatizantes da FRETILIN “que se convenceram que a FRETILIN  ia ser governo em aliança com o CNRT´” e que após a recusa do CNRT e respetiva notícia “deram inicio à violência”, começando a “apedrejar viaturas e pessoas e a agredir indiscriminadamente transeuntes”. Não confirmámos esta versão em outras fontes ligadas à FRETILIN ou próximas daquele histórico partido político timorense mas fazemos a referência por considerarmos a sua credibilidade. Com insistência estamos a procurar a efetiva “verdade da notícia” através de quem está em Díli e nos possa melhor informar com objetividade e imparcialidade.

Aguardamos igualmente um despacho publicado pela Agência Lusa. Podemos adiantar que segundo opiniões recolhidas avulso salientamos "a FRETILIN caiu na esparrela de Xanana-CNRT". (Redação PG – António Veríssimo)

- Atualização da situação em breve

PARTILHAR

Author: verified_user

3 comentários:

Anónimo disse...

Caro António Verissimo,

A situação em Dili parece calma, os tiros já acalmaram, mais um pouco o sol vai nascer.
Não se compreende como tanta gente tem armas e as disparam de forma arbiru.
Enfim é triste ver a forma democrática, como a Fretilin se comporta.
O povo nas montanhas anda a pé e estes animais arrogam-se a destruir 58 carros, porque não concordam com o resultado das eleições.

Beijinhos da Querida Lucrécia

Anónimo disse...

São militantes que ficaram sem cargos públicos e agora mostram seu desespero pouco se importando com a imagem do país. Cadeia neles!!!!

Anónimo disse...

Gentes falam que a violencia foi provocada por pessoas irresponsaveis, mas esquecem que os que falam contra a Fretilin sao as vitimas tambem pelos membros irresponsaveis da Fretilin na base, quais praticam actos de violencia contra direitos dos cidadaos, intimidacoes e as pessoas são forçadas a ter um cartão de membro da Fretilin (escolha ou a casa vai ser queimada, etc.).
Muitos membros da CNRT, foram tambem membros da Fretilin que foram marginalizados por nao participar activamente nas atividades do partido e preferem agir como simpatizantes comuns