Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quinta-feira, 21 de julho de 2016

São Tomé e Príncipe. Rir, para não chorar. PRESIDENTE ELEITO AFINAL NÃO FOI ELEITO



PROVÁVEL SEGUNDA VOLTA ELEITORAL

Dir-se-ia que o país é o da ficção e do “banho” (compra de votos). Pelo menos no dia seguinte às eleições presidenciais a Comissão Nacional de Eleições anunciou a eleição do candidato da família Trovoada, Evaristo Carvalho, por uma margem muitíssimo reduzida. Mesmo assim era o novo PR. Agora é a mesma CNE que vem desmentir e dizer que não, que Evaristo não atingiu os 50% dos votos e mais um. Que por esse motivo não foi eleito PR. Nem ele nem nenhum dos candidatos na contenda. A segunda volta das eleições presidenciais em São Tomé e Príncipe é mais que provável. Leia, inclusa a seguir, a notícia do Téla Nón, jornal santomense online, com os respetivos pormenores.

Não deixa de ser estranho esta gafe da CNE e a pressa com que anunciou o vencedor das eleições. No país da ficção, do “banho” e dos cambalachos, somado à gula pelo poder da família Trovoada. O recuo do anúncio apressado terá a ver com os protestos dos restantes candidatos? Poderia estar mais um cambalacho em curso? Alguma vez se saberá o que realmente aconteceu? Uma certeza existe: em sistemas e esquemas como o daquele país o melhor é nunca nos fiarmos. Ali, se for conveniente a uns quantos, parece que até o Pokemon pode vir a ser eleito. (PG)

CEN desmente eleição do novo Presidente da República nas eleições de 17 de Julho

Num comunicado distribuído esta tarde a imprensa, e devidamente assinado pelo Presidente da CEN Alberto Pereira (na foto), é anunciado que «provisoriamente nenhum candidato conseguiu obter mais de metade dos votos validamente expressos, estando assim aberta a hipótese para a realização de uma segunda volta das eleições presidenciais 2016», diz o comunicado de Alberto Pereira.

O Presidente da CEN desmente assim o anúncio feito por ele mesmo na madrugada de 18 de Julho, em que anunciou provisoriamente a eleição do candidato Evaristo Carvalho na primeira volta das eleições como novo Presidente da República, uma vez ter conquistado 50,1% dos votos expressos nas urnas de 17 de Julho.

Alberto Pereira e a Comissão Eleitoral Nacional, justificam o desmentido com base nos resultados das eleições realizadas no dia 20 de Julho na Roça Maria Luísa, em que Evaristo Carvalho conquistou 31 votos, Pinto da Costa 18 e Maria das Neves 14.

Segundo a CEN a recepção das actas das mesas de voto na diáspora veio confirmar que afinal de contas nenhum dos candidatos conseguiu mais de 50% dos votos expressos nas urnas no acto eleitoral de 17 de Julho.

Pela primeira vez na história da democracia são-tomense e da existência da Comissão Eleitoral Nacional, acontece anúncio de vitória eleitoral, que depois acaba por ser desmentido pela mesma instituição.

Abel Veiga - Téla Nón - Na foto: Evaristo Carvalho, o PR falsamente anunciado eleito pela CNE.

Sem comentários: