segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Portugal. ANIMAIS SUPOSTAMENTE HUMANOS NEGAM ÁGUA PARA COMBATER FOGOS



A desumanidade é característica da avareza e da ganância. Encarnados no aspeto de homens e mulheres vimos animais que são supostamente humanos mas na realidade são animais do pior que abunda neste planeta.

O Jornal de Notícias descreve em edição exclusiva o caso de um dos demasiados desses supostos animais humanos que usam obstáculos nos tanques repletos de água para que os bombeiros nos helicópteros não lancem o balde e não lhes “roubem” a água para apagar fogos. Fogos que ocorrem exatamente nas imediações das propriedades desses animais do piorio. Ao que parece o animal do narrado no JN incorreu num crime. O JN especifica. Atualize-se lendo a notícia. (PG)

Negam acesso a água para combate aos fogos


O fogo avançou depressa e ultrapassou a fronteira entre Arouca e S. Pedro do Sul, deixando famílias desalojadas, animais mortos, propriedades destruídas e um homem ferido com gravidade.

No ar, aviões e helicópteros procuraram água em rios, piscinas e tanques. As pessoas têm de dar acesso à água mas, numa propriedade, o tanque estava bloqueado por paus e arame.

O piloto fotografou o reservatório, georreferenciou a imagem e apresentou queixa à GNR de Viseu: impedir o combate aos fogos é crime punível com um a oito anos de prisão.

Casos como este são "comuns", lamenta Ricardo Silva, comandante operacional da Helibravo, uma das empresas que estão a combater os incêndios. "São recorrentes", reforçou o também piloto de helicóptero Pedro (nome fictício).

Jornal de Notícias

Artigo completo em exclusivo na edição impressa

Sem comentários: