sábado, 24 de setembro de 2016

Documentos secretos indicam envolvimento de funcionários sauditas no 11 de setembro



A CIA e o FBI apontaram para o possível envolvimento de funcionários do governo da Arábia Saudita nos ataques de 11 de setembro de 2001 ao World Trade Center, em Nova York, segundo páginas secretas de um inquérito do Congresso americano.

"De acordo com vários documentos do FBI e pelo menos um memorando da CIA, alguns dos sequestradores do 11 de setembro, enquanto estavam nos Estados Unidos, tiveram contato, aparentemente, com indivíduos possivelmente ligados ao governo saudita", diz uma parte do inquérito.  '28 pages': Congress releases report on Saudi government involvement in 9/11 attacks - #SaudiArabia #911 # https://t.co/Kw0iQMU4WS — Beau Blackwell (@LegalBlackwell) 15 июля 2016 г. 

O relatório identifica dois suspeitos, Omar al-Bayoumi e Osama Bassnan, como possíveis agentes da inteligência de Riad. Também são citados Abdullah Bin Laden, irmão de Osama Bin Laden que teria trabalhado na Embaixada da Arábia Saudita em Washington, e Saleh al-Hussayen, funcionário do Ministério do Interior saudita, e Shayk al-Thumairy, diplomata.

Sputnick em 15.07.2016

Sem comentários: