domingo, 30 de outubro de 2016

“ESTAMOS A SER CONDICIONADOS PARA ODIAR OS RUSSOS”, afirma consultor português



Branco Martins alertava o seguinte: "agora todos os ataques na Síria são culpa dos russos. De repente mostram-se crianças estropiadas e ensanguentadas no telejornal, apenas para dizer que foram vítimas dos bombardeamentos russos", enfatizando que "estamos a ser condicionados para odiar os russos".

João Branco Martins é consultor em antecipação política e económica, presidente da Associação para o Posicionamento Estratégico e Financeiro (APEFI), autor de três obras sobre economia - sendo que a mais recente ("A Economia lá de Casa, A melhor estratégia para fazer crescer o seu dinheiro e deixar a crise para trás", Texto Editores, 2014) foi já alvo de duas edições - ex-radialista do Rádio Clube de Sintra e presença ocasional nas televisões portuguesas, pronunciou-se nas redes sociais acerca do tratamento que a comunicação social e a comunidade internacional estão a dar à Rússia.

Flávio Gonçalves

Em dois textos publicados na sua página oficial no Facebook no passado dia 28 de Outubro, Branco Martins alertava o seguinte: "agora todos os ataques na Síria são culpa dos russos. De repente mostram-se crianças estropiadas e ensanguentadas no telejornal, apenas para dizer que foram vítimas dos bombardeamentos russos", enfatizando que "estamos a ser condicionados para odiar os russos".

Referindo-se ao desenlace da mais recente votação no Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), afirmava: "a Rússia é posta fora do Conselho (...) Quem mantém o seu lugar e liderança? A Arábia Saudita", nação conhecida pelas contínuas violações dos Direitos Humanos, país que ainda possui a pena de morte e que, em 2015, executou 153 pessoas e, até Julho deste ano, já tinha executado 100 cidadãos - de acordo com os dados da Amnistia Internacional.

Encerrando o seu desabafo acerca da máquina de propaganda actualmente encetada contra a Federação Russa, João Branco Martins alertava, preocupado, que "dentro de uns anos todos nós, eu incluído, estaremos a odiar os russos. Estaremos dispostos a arriscar a nossa vida e a dos nossos filhos contra a Rússia. E digo eu incluído porque ninguém estará imune à lavagem cerebral que nos vão fazer."


1 comentário:

Anónimo disse...

Para pensar um pouco:
https://www.youtube.com/watch?v=wGexLK8v9xE