domingo, 23 de outubro de 2016

EUA planeia ofensiva contra Coreia do Norte por arma nuclear



Após a falha no lançamento de um míssil nesta quinta-feira por parte da Coreia do Norte, as forças armadas de EUA e Coreia do Sul acordaram intensificar os esforços para contrapor as manobras nucleares.

Pravda.ru - Tradução de Edu Montesanti

O chefe do Pentágono, Ashton Carter, garantiu nesta quinta que os Estados Unidos responderam de maneira "esmagadora" se a Coreia do Norte realizar novos testes nucleares. A ofensiva poderia ocorrer logo após as eleições presidenciais de 8 de novembro.

"Não se enganem, qualquer tipo de ataque aos Estados Unidos ou a nossos aliados e, sobretudo o uso de armas nucleares, contará com uma resposta esmagadora", afirmou Carter durante uma entrevista coletiva conjunta com o ministro da Defesa sul-coreano, Han Min-koo.

"Os Estados Unidos estão comprometidos com a defesa de seus aliados, e para isso se serve de todo o espectro do poder militar estadunidense", afirmou Carter após a visita do ministro Han e do ministro de Relações Exteriores, Yun Byung-se para reafirmar seu compromisso com a defesa da Coreia do Sul, onde os EUA mantêm mais de 28.500 soldados como medida dissuasória diante da Coreia do Norte.

A Coreia do Norte testou, nesta quinta-feira, um míssil que falhou imediatamente após seu lançamento, informaram as forças armadas dos Estados Unidos e da Coreia do Sul horas depois de que ambos os países acordaram intensificar os esforços para contrapor a ameaça nuclear e de mísseis de Pyongyang, divulgaram as agências de notícias.

http://www.telesurtv.net/news/EE.UU.-planea-ofensiva-contra-Corea-del-Norte-por-arma-nuclear-20161020-0048.html

Pravda.ru

Sem comentários: