quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Presidente do parlamento da Guiné-Bissau quer debater reconciliação nacional sem demoras

PARTILHAR


Bissau, 08 fev (Lusa) - O presidente do parlamento da Guiné-Bissau, Cipriano Cassamá, defendeu hoje celeridade na preparação de uma iniciativa nacional que defina caminhos para o processo de reconciliação política e social no país.

Cassamá lançou um repto aos dirigentes do país para concentrarem atenções na organização "o quanto antes" da Conferência Nacional "Caminhos para Paz e Desenvolvimento" destinada a debater a reconciliação entre os guineenses.

O líder da Assembleia Nacional Popular falava na abertura de um simpósio internacional que decorre até sábado, iniciativa da comissão organizadora daquela conferência nacional.

Cipriano Cassamá enalteceu o suporte técnico e financeiro de Timor-Leste para a realização da conferência, iniciativa que disse ter sido "esquecida devido às crises cíclicas" dos últimos tempos.

O ex-Presidente de Timor-Leste e antigo representante das Nações Unidas na Guiné-Bissau, José Ramos-Horta, é o convidado de honra do simpósio e usará da palavra na quinta-feira para partilhar com os participantes a sua experiência quanto aos desafios de reconciliação de um país.

No mesmo dia estarão em debate questões ligadas à justiça como pilar do desenvolvimento num sistema democrático.

Na sexta-feira, serão analisados os processos de transformação socioeconómicos e políticos e o papel da sociedade civil na estabilização política e reconciliação nacional.

O ex-líder timorense voltará a usar da palavra no sábado, antes de o Presidente guineense, José Mário Vaz, encerrar o simpósio.

MB // EL

PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: