Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sexta-feira, 3 de junho de 2016

MORREU NZITA TIAGO, LIDER DA RESISTÊNCIA DE CABINDA. FUNERAL É EM PARIS



O presidente e cofundador da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda - Forças Armadas de Cabinda (FLEC/FAC), morreu hoje de madrugada em Draveil, arredores de Paris, indicaram fontes familiares citadas no portal noticiosa e-Global.

Nzita Tiago, 88 anos, nasceu a 14 de julho de 1927 em Mboma Lubinda, Cabinda.

Depois de um longo período de atividade política no antigo Zaire (atual República Democrática do Congo), juntamente com Patrice Lumumba, participou em 1963 na criação da FLEC em Ponta Negra, República do Congo.

Na véspera da independência de Angola, vendo que Cabinda não entraria no quadro da descolonização portuguesa, Nzita Tiago inicia uma guerra de guerrilha contra as forças angolanas no enclave, apoiadas por tropas cubanas.

JSD // APN – Lusa

Funeral de Nzita Tiago (FLEC/FAC) será em Paris e não em Cabinda, diz família

O funeral de Nzita Tiago, líder histórico da luta pela independência de Cabinda que faleceu hoje de madrugada num hospital nos arredores de Paris será realizado num cemitério da capital francesa, disse hoje à agência Lusa fonte familiar.

Contactado telefonicamente pela Lusa desde Lisboa, Jean-Claude Nzita disse a partir de Paris que o corpo do presidente e cofundador da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda - Forças Armadas de Cabinda (FLEC/FAC) vai ser ainda autopsiado para determinar as causas da morte de Nzita Tiago, que contava 88 anos.

"Em princípio, o funeral será em Paris. Não sei se poderá vir a ser trasladado para Cabinda (enclave angolano limitado a norte pela República do Congo e a leste e a sul pela República Democrática do Congo)", referiu.

Lusa

Sem comentários: