terça-feira, 18 de junho de 2019

STM de Angola coloca ex-chefe do Serviço de Inteligência (SISM) em prisão domiciliar


O Supremo Tribunal Militar (STM) angolano aplicou, esta segunda-feira (17), a medida de coação pessoal de prisão domiciliar ao ex-chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar (SISM), general António José Maria.

O general José Maria deverá aguardar nesta condição os ulteriores trâmites do processo.
Uma nota do Supremo Tribunal Militar (STM), divulgada nesta segunda-feira (17), refere que José Maria é indiciado como autor do extravio de documentos, aparelhos ou objetos com informações de carácter militar e insubordinação.

De acordo com a nota do STM,  o antigo chefe do SISM incorre em ilícitos previstos e puníveis nos termos dos artigos 42 número 01 e 17 número 01, ambos da Lei 04/94, de 28 de Janeiro (Lei dos Crimes Militares).  A agência estatal Angop não detalha as acusações contra o militar, que serviu o governo do ex-presidente da República José Eduardo dos Santos

África 21 Digital com Angop |  Foto: António Escrivão

Sem comentários: