sexta-feira, 8 de junho de 2012

Brasil - São Paulo: Polícia utiliza ônibus de universidade para prender 43 estudantes

PARTILHAR



Foram presos 43 estudantes durante a reintegração de posse do campus da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em Guarulhos. Eles protestavam por melhorias na educação.

Os detidos foram levados na última quarta-feira (6) pela polícia em um ônibus cedido pela reitoria da universidade. A operação foi executada pela tropa de choque da Polícia Militar e acompanhada pela Polícia Federal (PF).

Também estava presente no local o Secretário Geral da Presidência da República, o ministro Gilberto Carvalho, que tentava negociar com ambos os lados. Entretanto, uma hora após o aviso dos oficiais de Justiça, a PM invadiu o local e fechou todas as entradas e saídas do local, dando voz de prisão aos manifestantes.

Os estudantes foram levados para a Superintendência da PF. Lá eles prestaram depoimento e lavraram termos circunstanciados, que mantêm a primariedade dos acusados. Diversos estudantes que apoiavam a ocupação seguiram junto até o prédio da PF e realizaram uma manifestação no local pedindo a liberdade dos detidos.

A ocupação do prédio foi iniciada no dia 23 de maio. Dentre as principais reivindicações dos estudantes que ocupavam o prédio está questão da melhoria da estrutura da universidade, moradia estudantil e transporte de qualidade para o local.

Atualmente, a instituição tem utilizado o espaço de uma escola infantil da Prefeitura de Guarulhos para realizar suas atividades acadêmicas devido a problemas de infra-estrutura. A Unifesp se encontra em greve junto com mais 52 universidades federais, segundo o Sindicato Nacional dos Docentes do Ensino Superior (Andes-SN). (pulsar)

PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: