sexta-feira, 8 de junho de 2012

São Tomé e Príncipe: Principal partido da oposição elege novo presidente no sábado

PARTILHAR


MYB - Lusa

São Tomé 08 jun (Lusa) - O Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe (MLSTP-PSD), principal partido são-tomense da oposição, realiza no sábado o seu congresso extraordinário que deve confirmar Jorge Amado como novo presidente.

Jorge Amado, 54 anos, doutorado em ciências agrárias e licenciado em engenharia zootécnica, é o candidato de consenso a líder do partido.

A sua lista foi aprovada "por consenso", pelo conselho nacional do MLSTP-PSD, principal órgão de decisão do partido, realizado no sábado passado.

O congresso de sábado vai aprovar também o novo estatuto e um programa de ação que consagra a mobilização dos militantes em torno dos ideais do partido que ser poder dentro dos próximos dois anos.

A decisão de levar ao congresso um candidato único obedece a vários apelos dos militantes que acreditam ser esta a única saída para evitar a proliferação de candidaturas durante o congresso, a semelhando do que aconteceu com as eleições presidenciais e conter a divisão interna no MLSTP-PSD.

Jorge Amado, que durante os três mandatos que exerceu como deputado, ficou conhecido entre os seus pares como "verdadeiro opositor do poder" prometeu ser "um líder forte, com capacidade de mobilização, com sentido de responsabilidade e de servir o partido e a nação".

O antigo ministro da Agricultura vai suceder no cargo a Aurélio Martins, jovem empresário eleito presidente do MLSTP-PSD no congresso de 15 de janeiro de 2011.

Aurélio Martins que se candidatou as eleições presidenciais em julho do ano passado, obteve na primeira volta apenas 4,5 por cento de votos.

Pressionado a organizar um congresso extraordinário, lançou um apelo no sentido de que os vários grupos internos trabalhassem para a obtenção de "um consenso" em torno de uma candidatura única, "congregadora e inclusiva" para que no final o partido esteja unido.

PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: