segunda-feira, 9 de maio de 2016

BARROSO E PASSOS NO TOP DO FESTIVAL DOS ALDRABÕES NESTE FIM-DE-SEMANA

PARTILHAR


Barroso, Passos e Relvas - ex-governantes e ainda ativos aldrabões
Depois do fim-de-semana para ganhar coragem (Sérgio Godinho) eis que é segunda-feira. No fim-de-semana tivemos um festival de mentiras com dois aldrabões do PSD. Durão Barroso, aldrabão compensado em presidente da Comissão Europeia por alinhar com George W. Bush na nefasta Cimeira dos Açores e consequente invasão do Iraque (estamos agora a pagar a fatura disso mesmo) e Passos Coelho, que declarou não ter andado em inaugurações quando foi primeiro-ministro, isto em crítica a António Costa – talvez por causa do túnel do Marão. Sobre Passos só há a dizer que é um mentiroso compulsivo e isso já sabemos há muito. O salafrário não merece nem mais uma palavra sobre o seu mau caráter. Sobre Barroso, que envolveu na mentira o ex-Presidente da República Jorge Sampaio, aguardamos uma peça do nosso companheiro Carlos Tadeu a abordar o assunto.

E agora o Expresso Curto, servido por Martim Silva. Futebol. Benfica e blá-blá. Não vamos em futebois. O Benfica vai conseguir o tri? E o que é que isso contribui para a nossa felicidade coletiva a nível nacional? Vai deixar de existir sem-abrigo? Não vai haver mais portugueses a passarem fome enquanto alguns se banqueteiam imoralmente e deitam comida fora? Vai subir o salário mínimo para 800 euros? Os ladrões de colarinho branco vão ser realmente investigados pelos crimes que cometem, e punidos? O legislador vai alterar o seu comportamento e considerar fora-da-lei os que recorrem aos offshores e puni-los por crimes de lesa economia nacional? Os tribunais vão deixar de ser fracos com os ricos e dar trato equitativo a todos os cidadãos portugueses, com os mesmo direitos de facto? Tudo o que tem sido detetado estar comprovadamente errado e ser causa de injustiças vai ter a atenção do legislador e alterado para que a democracia, justiça, direitos, liberdades e garantias sejam aplicados de modo igualitário para todos os cidadãos? Ah, pois, o Benfica… Ah, pois, o Sporting… Ah, pois, o Porto… Blá-blá-blá… Pa-ta-ti-pa-ta-tá. (MM / PG)

Bom dia, este é o seu Expresso Curto 

Martim Silva – Expresso

Benfica, a um pequeno passo da (tri)felicidade

Bom dia,

"Um jogo, uma equipa e um campeonato que são um drama"

Foi desta forma que ontem à noite a Mariana Cabral titulou no Expresso a sua crónica do jogo muito sofrido que o Benfica venceu na Madeira, por dois a zero, frente ao Marítimo, e que deixa os encarnados a um pequeno passo (uma vitória) do título nacional, o terceiro consecutivo.

Este vai ser seguramente tema para muito falatório hoje quando chegar ao escritório e o bate-boca deve ir em crescendo até ao próximo fim de semana, com uma última jornada eletrizante, com o Sporting a visitar Braga e o Benfica a receber os madeirenses no Nacional.

Ainda sobre a partida de ontem, aqui fica o relato feito pelo Público. Eaqui António Tadeia sublinha que o Benfica conseguiu ontem a sua melhor exibição dos tempos mais recentes.

Na última jornada, castigados, vão estar de fora dois dos pilares dos encarnados e leões ao longo da temporada, Renato Sanches (que ontem foi expulso) e Adrien (que viu amarelo no sábado).


Com os encarnados a um passo de voltarem ao Marquês para celebrar, o DN lembra como há 39 anos o Benfica não é tricampeão.

Referência ainda para o regresso do Chaves à primeira divisão, 17 anos depois.

Se por cá o campeonato está ao rubro (embora com o Benfica francamente favorito), em Espanha a situação não é muito diferente. A última jornada também é no fim de semana e Barcelona e Real Madrid (que ontem ganhou com dois golos de Ronaldo) estão separados por um ponto. Os dois jogam foram na última ronda.

PANAMA PAPERS

Hoje, 9 de maio, é o dia em que o consórcio internacionalcomeça a revelar publicamente os dados da mega base criada a partir da fuga de informação da Mossack Fonseca que deu origem aos Panama Papers, e que há um mês o Expresso anda a revelar.

A esse propôsito, o Público tem hoje uma curiosa entrevista de três páginas com Frederik Obermaier, um dos jornalistas do Suddeutsche Zeitung a quem chegaram os 11,5 milhões de documentos e que decidiram entregá-los ao Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação para que fossem trabalhados em conjunto.

“Quando percebemos a imensidão dos documentos, tornou-se evidente que isto teria de ser em colaboração”, afirma o repórter, que na entrevista explica em detalhe todo o processo que se iniciou há cerca de um ano.

No último sábado, a investigação Expresso/TVI sobre os Panama Papers revelou como Álvaro Sobrinho usou uma offshore para comprar um barco e como Helder Bataglia é sócio da filha do presidente do Congo.

OUTRAS NOTÍCIAS

Cá dentro,

O fim de semana ficou marcado por várias polémicas. Curiosamente, envolvendo três nomes que foram primeiros-ministros em Portugal: Passos, Sócrates e Durão.

Polémica 1.

O Governo mexeu nos contratos de financiamento, o tema levantou forte polémica no final da semana, inclusivamente commuitos socialistas a tecerem críticas ao ministro da Educação e o PSD a acusar o PS de estar a fazer um ataque encapotado à Igreja, como noticiou o Expresso.

No sábado, Passos colocou ainda mais gasolina, questionando as verdadeiras intenções do ministro Tiago Brandão Rodrigues. E como não há polémica sem réplica, eis que ontem o Governo respondeu de forma dura, através do secretário de Estado Pedro Nuno Santos.

Polémica 2.

Tema do fim de semana foi a inauguração (finalmente) do Túnel do Marão, entre Amarante e Vila Real, marcada pela presença de um ex-primeiro-ministro, José Sócrates (com quem António Costa se mostrou pouco efusivo) e pela ausência de outro, Passos Coelho. Costa devia ou nao ter feito o convite? Passos devia ou não ter recusado? Sócrates fez bem ou não em ir?

O Público decidiu desenvolver a forma como Sócrates e Costa pouco se cruzaram na ocasião e a razão pela qual não há imagens a registar os dois cumprimentos entre os dois. Coincidências?

Polémica 3.

Outra polémica do fim de semana nasceu com a declaração de Durão Barroso na entrevista ao Expresso e à SIC (o Ricardo Costa foi a Princeton), dizendo que Jorge Sampaio não só soube como concordou com a célebre Cimeira das Lajes (que juntou Barroso, Bush, Aznar e Blair nas vésperas da guerra no Iraque). Está bem de ver que Sampaio não se ia ficar e no domingo o ex-Presidente publicou no Público um artigo muito duro a acusar o antigo primeiro-ministro de "memória seletiva".

A entrevista serviu, no entanto, sobretudo para Durão de alguma forma anunciar o seu "adeus" à política, depois de décadas na primeira linha, em que esteve dez anos nos governos de Cavaco, foi líder do PSD, foi primeiro-ministro e ainda liderou a Comissão Europeia durante dez anos.

-Ontem, na SIC, o "oráculo de Carnaxide" revelou que o processo de venda do Novo Banco vai avançar e que os interessados têm até ao verão para apresentar as suas propostas.

-Alunos de direito de Lisboa vencem o Prémio Sousa Franco.

-O aguardado concerto dos recauchutados AC/DC, com Axl Rose como vocalista (a cantar sentado por causa de uma lesão num pé), parece que correu muito bem, como relata a Blitz.

Lá fora,

Este foi um domingo, mais um, bem difícil para Alexis Tsipras, commanifestações e violência nas ruas de Atenas em protesto contra novas medidas de austeridade - a polémica reforma das aposentações. As medidas são uma forma de Atenas tentar junto do Eurogrupo (que hoje reúne) alguma flexibilidade com a sua dívida, mas ainda assim foram mal entendidas internamente.

Um terrível acidente envolvendo dois autocarros e um camião causou mais de 70 mortos no Afeganistão.

Um incêndio de grandes proporções no Canadá pode demorar meses a controlar e está a criar uma onda de solidariedade no país.

TTIP. Convém decorar estas letrinhas e o que elas significam.

Sadiq Khan foi eleito mayor de Londres, torna-se o primeiro muçulmano a ocupar o lugar e a sua história de vida é impressionante.

Quem é Melania Trump, a antiga modelo de 46 anos que pode tornar-se primeira-dama dos EUA?

Ainda sobre a campanha, aqui pode ver os novos anúncios de Hillary, de ataque a Trump e usando o que o próprio Trump tem andado a dizer.

O gigante Amazon encontrou uma forma de distribuir mais rapidamente as suas encomendas pelo mundo: comprou uma frota de aviões próprios.

O novo álbum dos Radiohead foi divulgado digitalmente este domingo, chama-se A Moon Shaped Pool.

E é já quarta-feira que tem incio o Festival de Cinema de Cannes.

NÚMEROS

7278
Mais de sete mil milhoes de euros foi o total feito em pagamentos por cartões bancários em Portugal nos três primeiros meses do ano, um aumento de 8% face ao mesmo periodo do ano passado. O tema é hoje manchete do Público

13
Treze vezes apenas por século acontece o fenómeno que se designa por trânsito de Mercúrio (o mais pequeno planeta do sistema solar) sobre o Sol. E é hoje…

30
João Sousa atinge hoje o lugar mais alto no ranking ATP de ténis que um tenista português já conseguiu

FRASES

“Sabe-se que a direita perdeu uma discussão sobre educação em Portugal quando a ouvimos dizer duas palavras: Mário Nogueira”,Rui Tavares, no Público, a propôsito da polémica dos contratos de associação

“União Europeia é uma bicicleta sem ar nos pneus”, Martin Schultz, Presidente do Parlamento Europeu

O QUE EU ANDO A LER

Uma notícia de tecnologia que foi marcante nas últimas semana foi a que dava conta da verdadeira loucura em torno do lançamento demais um carro elétrico da Tesla, que já tem cerca de 400 mil encomendas (aqui pode ler as últimas envolvendo a companhia) antes mesmo de chegar ao consumidor.

Isso despertou-me de tal forma a atenção que na última quinta-feira agarrei-me à biografia do excêntrico e fulgurante milionário Elon Musk. Com um feitiozinho à Jobs e Bezos (parece uma marca deste tipo de figuras) e uma inteligência e brilhantismo equivalente, é ou foi o rosto de empresas como a PayPal, Tesla, Space X, estando envolvido em áreas como a aeroespacial, automóveis eléctricos ou painéis solares.

A biografia “Elon Musk - fundador da PayPal, da Tesla e da SpaceX, o génio que está a inventar o nosso futuro” tem assinatura do jornalista do The New York Times Ashlee Vance e por cá foi publicada pela Vogais.

Deixo ainda algumas sugestões de leituras longas, com textos publicados nas últimas semanas na Revista do Expresso e que valem mais do que uma espreitadela:


1. Este, sobre ghost writters portugueses, escritores muitos deles famosos e conceituados e que aceitam escrever em nome de outros.

2. Este outro, "Um Pensador em Ato à Escuta do Mundo", sobre o percurso e atuação do Papa Francisco.

3. E ainda este, uma muito interessante entrevista ao ultra-polémico primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban, que passou recentemente por Lisboa.

4. E finalmente esta reportagem com o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina.

Por hoje ficamos por aqui, tenha um grande início de semana. Ah, e não se esqueça que hoje, 9 de maio, é o Dia da Europa.

PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: