quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Quase 200 mil timorenses votaram na eleição de líderes da Fretilin - fonte partidária



Díli, 06 set (Lusa) - Cerca de 200 mil pessoas votaram, no passado fim de semana, para a eleição direta do presidente e secretário-geral do partido timorense Fretilin, devendo os resultados ser conhecidos no domingo, disse à Lusa fonte do partido.

"Estamos a proceder com a contagem dos votos que foram recolhidos em todo o país e esperamos poder anunciar os resultados a 11 de setembro, o 42º aniversário da transformação da ASDT em Fretilin", disse à Lusa José Reis, secretário-geral adjunto.

Na eleição que decorreu no sábado passado havia apenas uma lista, a do presidente Francisco Guterres Lu-Olo e do secretário-geral Mari Alkatiri que deverão ser reeleitos nos cargos que já ocupam.

Apesar de não haver outra lista os boletins de voto preparados pela Fretilin incluíam a opção "não" ou contra.

Reis explicou que a votação foi "muito expressiva" e a taxa de participação foi "mais elevada do que a eleição anterior de 2011 e que os dados estão agora a ser recolhidos.

"Foram instalados 448 centros de votação nos 442 sucos (equivalente a freguesias) de Timor-Leste, e penso que terão votado entre 190 e 200 mil pessoas", explicou.

A eleição dos dois líderes do partido ocorre antes do Congresso Nacional da Fretilin, previsto para a Fretilin, e já a pensar nas eleições de 2017, quer as legislativas quer as presidenciais, em que Lu-Olo, derrotado em 2012, deverá ser novamente candidato.

Entre 15 de setembro e 22 de outubro decorre o processo de eleição das novas estruturas de poder local em Timor-Leste, as Assembleias de Aldeia e Conselhos de Suco, e dos Lian-na'in (autoridades tradicionais).

ASP//ISG


Sem comentários: