Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

terça-feira, 2 de maio de 2017

BALEIA AZUL JÁ EXISTE EM PORTUGAL, JUSTIÇA ATEMPADA... ESTAMOS PARA VER




Já opinámos aqui e ainda referimos aqui sobre a Baleia Azul, o tal site que leva pessoas à morte. Por todo o mundo já há registos de mortes via suicídios. Em Portugal parece que ainda não houve registos de suicídios consumados por via desses anormais assassinos a que chamam lá no sítio “curadores”. O suicídio é despoletado por indução. Por enquanto suicídio dos próprios. A continuar lá chegará o momento e a oportunidade de o “curador” ordenar que assassinem os pais, um irmão ou irmã, o bebé que acabou de nascer, a vizinha, um qualquer. E os trouxas meio-loucos, de mentes pouco sãs, lá vão assumir a postura ordenada como se autómatos fossem. 

Esta é uma postura muito habitual e peculiar de certos seres humanos. São em maior número do que aquilo que a maioria considera. Autómatos é o que não falta. São esses que por indução vão nas loas para implantação de ditaduras e de democracias de faz-de-conta. São esses que são adeptos de futebol fanáticos dispostos a matar ou simplesmente ferir adversários – sendo que adversários são aqueles que sejam adeptos de outros clubes. De adversários a inimigos vai um intervalo de palito. Mata, mata. 

Há ainda os que são capazes de ser tão estupidamente manipulados por auto-indução que defendem políticos, patrões, este e aquele sacana (este ou esta) que exploram, roubam e fazem a vida terrível para dezenas, para centenas, para milhares, para milhões. Veja-se que ainda hoje vimos desgraçados e desgraçadas que mesmo após todo o mundo ter percebido que o governo de Passos Coelho foi devastador para os portugueses e para o país por razões ideológicas, que o salafrário é um mentiroso compulsivo de que existem provas áudio e vídeo gravadas, ainda o defendem com unhas, dentes e indiferença à evidência dos prejuízos causados a milhões e benesses a uns quantos – cujos interesses demonstrou representar. Isto para além da constatação provada de ser um trapaceiro.

Afinal a indução é o diabo de que falava Passos Coelho agora na oposição. Ele é o Baleia Azul cá de Portugal. Quantos suicídios de portugueses foram induzidos por via das medidas de roubo ou esbulho é que não se sabe, mas que houve… Lá isso houve, decerto aconteceu. As políticas de "terra queimada" por via ideológica neoliberal-fascista, o desespero, naquele caso, foi a indução.

Diz a PGR sobre a Baleia Azul, já apresentada aqui no PG, que abriu três inquéritos. Até diz que se necessário bloqueia os sites. Como do setor da justiça vimos tanta inoperância, tanta mentira legal (para esses o que é que não é legal?) ou incorreções, tanta coisa que nem lembra ao diabo, esperamos para ver.

Que abriu inquéritos. Pois. Mas no mundo já há casos de mortes, de suicídios. Já existe um elaborado traço do perfil dessa tal Baleia assassina que é azul… E agora é que a PGR acordou, e vai proceder ao inquérito (bem), e vai demorar quanto tempo, quantas semanas, quantos meses, antes de bloquear os links da dita e conhecida assassina. Ah, e tal, mas é porque em Portugal ainda não “matou” ninguém. Pois. Então o melhor é esperar que mate, ou seja, que por indução leve gente robotizada (que é o que em Portugal e no mundo não falta) a suicidar-se, ou a assassinar alguém. Ou… sabemos lá o que pode acontecer vindo daquelas mentes frágeis induzidas por "curadores" assassinos?

Muito bem. Façam lá o inquérito como devem. Muito mal... Se levarem tempo em demasia. E desta tal dita justiça não podemos esperar grande coisa. Aliás, tem sido um grande empecilho para a efetivação da democracia de facto em Portugal. É que sem justiça não há democracia que resista. Em Portugal qualquer analista chega facilmente à conclusão da democracia cada vez mais debilitada que existe no país. Se são cobardes ou coniventes com uns quantos certos e incertos manhosos da política e do grande capital é que não sabemos. Às vezes o que parece até é, mas induzem-nos para que não vejamos a realidade, o sensato, o evidente. E tudo pode ser facilmente desmontado e desacreditado com aquela da “teoria da conspiração”. Por essas e outras é que certos e incertos criminosos andam por aí à solta, vivendo do bom e do melhor, mesmo debaixo das barbas dos trouxas, que somos quase todos nós mais os que já são autómatos e que até acreditam na senhora de Fátima que veio de passeata à Cova da Iria!

Continue a ler. Da Lusa, e do Notícias ao Minuto, em tamanho baleia… azul. Boa noite, até amanhã para um expresso curto do tamanho que der para produzir... Ainda não sabemos.

MM | PG

PGR abre três inquéritos relacionados com o jogo 'Baleia Azul'

Decisão foi tomada após dois jovens em Portugal terem sido hospitalizados

A Procuradoria-Geral da República (PGR) abriu três inquéritos em torno jogo ‘Baleia Azul’, que incita os jogadores a cometer o suicídio. As investigações foram iniciadas nas comarcas de Faro, Setúbal e Portalegre.

O Ministério Público admite ainda estar a ponderar mandar bloquear as hiperligações que permitem o acesso ao jogo que lança 50 desafios que incluem automutilação e suicídio.

"O Ministério Público encontra-se, assim, atento à situação e, no âmbito dos inquéritos, não deixará de ponderar todas as medidas processuais adequadas previstas na lei do Cibercrime, incluindo a de bloqueio de 'links'", refere a Procuradoria.

A decisão da PGR foi tomada depois de o jogo ter feito duas vítimas em Portugal. Uma rapariga de 18 anos tentou suicidar-se, atirando-se para uma linha de comboio, em Albufeira, e um rapaz de 15 nos foi hospitalizado em Setúbal com cortes no braço. Os cortes feito pelo próprio delineavam uma baleia e davam por concluída uma das etapas do jogo.

O jogo 'Baleia Azul', que terá começado numa rede social da Rússia, onde suicídios de mais de uma centena de jovens podem estar relacionados com o jogo, foi também já ligado a casos de suicídio de jovens no Brasil.

Contactada pela Lusa, uma porta-voz da PSP, disse que a polícia está também a trabalhar junto das escolas, através do programa Escola Segura, para aconselhar crianças e jovens para os riscos do jogo.

No jogo, os jovens são compelidos a seguir 50 passos, provando que completaram cada desafio com fotografias que enviam a um 'curador', que incita o jogador a cumprir os desafios.

O jogo começará com o desafio de a pessoa escrever "F57" na palma da mão, com uma faca, enviando de seguida uma fotografia ao curador.

Os desafios incluem acordar às 04:20 e subir a um telhado ou uma ponte, cortar os lábios e falar com outros jogadores. O desafio 50 (o último de 50 dias) é o suicídio, da forma que o curador indicar.

Lusa | Notícias ao Minuto

Sem comentários: