sábado, 17 de setembro de 2011

Trabalho: EXPERIÊNCIA BRASILEIRA NO TIMOR-LESTE




 MTE - SETRAB

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e a Secretaria de Estado da Formação Profissional e Emprego do Timor Leste inauguraram, em agosto, o Observatório do Mercado de Trabalho de Timor Leste. Fruto de um acordo de Cooperação Técnica assinado entre os governos dos dois países, o Observatório tem como objetivo levantar informações e realizar pesquisas sobre o mercado de trabalho timorense, além de subsidiar as políticas públicas relativas às questões do trabalho daquele país. 

“Estivemos no Timor Leste para fazer a implantação e durante seis meses acompanharemos suas atividades. O acordo firmado prevê estudos que possam acompanhar o mercado de trabalho daquele país”, disse a coordenadora do Observatório do Trabalho, Adriana Giubertti, que representou o ministro Carlos Lupi na inauguração do projeto.

Durante o período de realização da missão para a criação do Observatório do Mercado de Trabalho Nacional de Timor Leste, Adriana contou que os técnicos brasileiros visitaram várias instituições, o que facilitou o acesso aos institutos de pesquisas e centros de qualificação daquele país. Antes disso, autoridades timorenses estiveram no Brasil para conhecer as experiências brasileiras, dentre elas, o Observatório do Mercado de Trabalho Nacional.

O Observatório do Mercado de Trabalho será um órgão de assessoramento técnico da Secretaria de Estado da Formação Profissional e Emprego, dedicado à promoção de conhecimentos sobre o mundo do trabalho e da legislação trabalhista timorense. Pretende contribuir nas tomadas de decisões sobre as políticas publicas de emprego, amenizando problemas como o desemprego, oportunidades desiguais de inserção no mercado de trabalho, ausência de trabalho decente e baixas remunerações. O Observatório do Mercado de Trabalho no Timor Leste conta com quatro funcionários e sua implantação ocorreu via Agência Brasileira de Cooperação (ACB). 

Sem comentários: