domingo, 15 de Julho de 2012

Incidentes registados entre facções políticas em Díli foram controlados e “pacificados”



i online - Lusa

Divergências entre fações políticas timorenses culminaram hoje em apedrejamentos, cortes de estradas, carros queimados e alguns ferimentos sem gravidade em Díli, Viqueque e Baucau, revelou à Lusa o comandante Barradas do sub-agrupamento Alfa, em Díli.

Os incidentes terão sido suscitados após o anúncio de que a Fretilin não faria parte da coligação governamental que está a ser formada, na sequência das eleições legislativas realizadas a 07 de julho, em que o CNRT, de Xanana Gusmão, venceu, mas sem maioria absoluta.

Os incidentes tiveram lugar por volta das 19:00 em Díli (11:00 em Lisboa), obrigando à intervenção das autoridades policiais, com o envolvimento dos militares portugueses da GNR.

Pelas 23:00 em Díli a situação estava "pacificada", mantendo-se o patrulhamento da Polícia timorense, apoiada pelos militares portugueses da GNR, adiantou à Lusa o comandante Barradas.

O partido de Xanana Gusmão, que ganhou sem maioria absoluta as legislativas timorenses, decidiu convidar o Partido Democrático e a Frente Mudança para formar o próximo Governo, rejeitando uma coligação com a Fretilin, segundo fonte oficial.

Relacionado


Sem comentários: