Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Portugal: VAI HAVER ACORDO!



Nicolau Santos – Expresso, opinião

PSD, CDS e PS estão à beira de chegar a um acordo, que respeita os três princípios exigidos pelo Presidente: marcação da data de eleições, acordo sobre o memorando e entendimento quanto ao pós-troika.

O PSD está tão empenhado em que isso aconteça que se mostra disponível para aceitar a flexibilização das metas orçamentais e das políticas, bem como dos prazos para os seus cumprimentos.

O líder do PS também pende claramente para a assinatura do acordo. Por um lado, porque talvez este não seja o momento ideal para ir para o Governo. Depois, porque a Europa pode mudar após as eleições alemãs e essa mudança vir a favorecer Portugal.  

Com o acordo, o PSD e o CDS ganham tempo para recuperar da sua desgastada imagem. Eleições agora seriam provavelmente dramáticas para os dois partidos. O PS ganha respeitabilidade e as mudanças que vinha pedindo. E o país respira de alívio.

Há, claro, algumas incógnitas. A troika aceitará a flexibilização que lhe pedem? O Presidente considerará o acordo sólido e credível? E quem ganhará mais com o adiamento das eleições antecipadas, o centro-direita ou o centro-esquerda?

A partir de Junho de 2014 se saberá. Até lá, podemos dormir mais descansados. Vai haver acordo, o Governo vai continuar em funções, as taxas de juro da dívida pública descerão e o PS votará a moção de censura dos Verdes contra o executivo sem que isso perturbe esta "ménage a trois".

Até porque, se não fosse assim, o Presidente da República não iria dormir na quinta-feira à casa do vigilante nas Selvagens. Habemus salvação!

Sem comentários: