Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sábado, 23 de julho de 2016

Portugal - UE. Uma "Comissão que anda entretida a tentar punir Estados mais frágeis"



O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, acusou hoje a Comissão Europeia de andar entretida a tentar punir Estados que estão numa situação frágil quando devia estar preocupada em resolver problemas como o terrorismo ou os refugiados.

"Temos uma Comissão Europeia que devia estar virada para resolver esses problemas [terrorismo e dos refugiados] e anda entretida a tentar punir Estados que se encontram numa situação mais frágil, quando foi muito complacente com outros", afirmou Capoulas Santos.

O governante deslocou-se hoje a Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, onde vai inaugurar o Festival da Melancia.

Questionado sobre o eventual processo que o Governo português está a ponderar em relação à Comissão Europeia, no caso de haver sanções por défice excessivo, o ministro sublinhou que o Governo "está muito serenamente" a executar o seu programa.

"Vamos ver, acho que o Governo está a ter uma atitude que é aquela que os portugueses exigem. Uma atitude de não confronto mas, de acordo com as regras dos tratados, defender com dignidade aqueles que são os nossos interesses e que passam pela normalização da situação, criação de condições para atração de investimento e na boa execução dos programas com fundos europeus", disse.

O ministro da Agricultura disse ainda que lhe causa "alguma estranheza" o facto de nas últimas semanas ter sido colocado na agenda política "a sensação que as instituições europeias, se preparam para sancionar o Estado português na ultrapassagem do défice que ocorreu na vigência do Governo anterior".

"Eu penso que nos tratados, como vários comissários têm vindo a referir e alguns altos responsáveis, tem que ser tratados e interpretados com inteligência", concluiu.

Lusa, em Notícias ao Minuto

Sem comentários: