Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

terça-feira, 28 de março de 2017

CHUVAS CONTINUAM A PROVOCAR LUTO EM MOÇAMBIQUE


Maputo, 28 Mar (AIM) Pelo menos três pessoas morreram e outras cerca de 800 ficaram afectadas na sequência de chuvas fortes que tem vindo a cair desde semana passada em algumas regiões de Moçambique.

Falando hoje, em Maputo, no fim de mais uma sessão do Conselho de Ministros, o Porta-voz do Governo, Mouzinho Saíde, disse que o desabamento de uma casa no distrito de Morrumbala, província central da Zambézia, ceifou a vida das três pessoas, membros da mesma família.

Quanto aos afectados, Saíde indicou que residiam nos distritos de Alto Molocué e Gurué, na mesma província, e Marracuene, em Maputo, sul.
No dia 26 de Março, devido ao impacto de chuvas fortes no distrito de Alto Mólocuè e Gorué verificou-se, ainda, a interrupção de algumas vias de acesso por erosão de solos, disse o Porta-voz.

Acrescentou que 175 casas foram destruídas em Marracuene, sexta-feira última. Na mesma região, três salas de aulas, uma unidade sanitária e sete estabelecimentos comerciais tiveram a mesma sorte.
 Registou-se ainda a queda de dois postes.

Actualmente, prosseguiu o ministro, foram mobilizadas plataformas móveis para garantir a transitabilidade nas estradas afectadas e já decorrem acções para reposição de infra- estruturas danificadas.

Sexta-feira passada, o Instituto Nacional de Meteorologia (INAM) previu a ocorrência de chuva moderada a forte, acompanhada de trovoadas para as províncias de Niassa e Nampula (norte), Zambézia e Tete (centro), e Maputo e Gaza (sul).

Na sessão de hoje, o Conselho de Ministros aprovou a resolução que ratifica o acordo de crédito celebrado entre o Governo de Moçambique e a Associação de Desenvolvimento Internacional (IDA), assinado a 20 de Fevereiro de 2017, em Maputo, no montante de 20 milhões de dólares destinados ao financiamento adicional para o Projecto de Recuperação Resiliente de Emergência. 


(AIM) ht/mz

Sem comentários: