Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

domingo, 6 de agosto de 2017

Moçambique | É PREOCUPANTE NOSSA PROPENSÃO À CORRUPÇÃO



@Verdade | Editorial

Não é necessário um aturado estudo para perceber o quanto a corrupção tem vindo a ganhar proporções alarmantes neste país, basta olhar para os lados. Aliás, quase todos os dias, são reportados casos de corrupção envolvendo particularmente os dirigentes moçambicanos, e a ideia que sobressai é de que somos um país de corruptos incorrigíveis.

A imagem que transmitimos é de que somos um país onde os roubos e os saques aos cofres do Estado tornaram-se numa prática reitirada. E, diante de todos esses casos, desde a burla qualificada da EMATUM, Proindicus e MAM até às comissões no negócio da compra de aeronaves da Embraer pela LAM, tudo indica que alguns moçambicanos têm vocação para o roubo ou saque do erário.

Os 42 anos de governação da Frelimo têm sido marcados por actos de corrupção, desde o nível de base até ao pessoal do topo. Este é único resultado visível do Governo da Frelimo nos últimos tempos e, como consequência disso, milhares de moçambicanos estão condenados a uma vida miserável. Quando a situação parece controlada, através do Gabinete de Combate à Corrupção, eis que somos surpreendidos com casos bastantes revoltantes. O pior de tudo é que o Gabinete de Combate à Corrupção tem estado a ocupar-se dos pilha- -galinhas ou a fazer ouvidos moucos para situações realmente preocupantes.

O caso envolvendo os membros da Polícia da República de Moçambique (PRM) na Ponta de Ouro é apenas mais uma situação de milhares que têm acontecido a nível de todo o país. Há muito que se sabia que a Polícia na Ponta de Ouro, no distrito de Matutuíne, vinha extorquido e maltrado os turistas. Foi necessários residentes daquela zona, cuja dinâmica da vida e a sobrevivência dependem, em certa medida, da afluência de turistas, revoltarem- se para que o Comando Geral da PRM tomasse a medida de temporariamente suspender as actividades dos efectivos naquele ponto do país.

Esta medida que parece bem-vinda deveria, na verdade, culminar com a expulsão dessa corja de indivíduos que tirava o sossego da população e dos turistas naquela parcela do país. Não se pode continuar a manter na corporação pessoas com propensão ao roubo e a extorsão de cidadãos que dia e noite luta para ganhar o seu sustento de forma honesta.

É importante que se diga que também existem um bando de corruptos em quase todas as instituições públicas e de Estado. Deveria-se também começar por suspender definitivamente o Governo da Frelimo, pois ele é o culpado por enraizamento e o promotor da corrupção neste país.

Sem comentários: