terça-feira, 15 de maio de 2018

Sporting | VÍBORAS ATACAM FEROZMENTE O LEÃO

PARTILHAR


Mário Motta, Lisboa

O termo pode ser justificável e dá o título acima. Na realidade tudo indicia que há víboras a atacar o leão. Ontem a confusão foi mais que muita. Primeiro foi propalado na comunicação social que Jorge Jesus estava suspenso, por isso afastado do encontro e respetiva preparação para o jogo do final da Taça de Portugal que se realiza no fim-de-semana. Depois surgiu o complemento de que havia jogadores que também não alinhariam na final da Taça de Portugal, solidários com o treinador Jesus. Isto para não entrar por toda a equipa técnica suspensa e também a equipa médica do SC de Portugal. Afinal era tudo mentira. A notícia está em baixo e Jesus “orienta a equipa na final da Taça”.

Como surgiu a notícia falsa não fazemos por aqui ideia. Que ela foi corrupio de todos os órgãos de comunicação social em Portugal (pelo menos) foi facto. Estranhamente os jornalistas não apuraram factos e alimentaram a tal “fake news”. O que para muitos desses irresponsáveis e maus profissionais não é novidade. É como anda e existe atualmente o jornalismo. Vão uns atrás dos outros, constroem cabeçalhos e aberturas de noticiários à compita e é ver quem vende melhor o peixe podre que tantas vezes não  dásequer um terço de lauda.

Sendo assim cabe perfeitamente considerar que existem por aí víboras que estão a atacar desalmadamente o leão, o Sporting. Como o fazem com aquele não é novidade que o fazem com a águia ou com o dragão. Mais coisa, menos coisa, podemos dizer que vão para o lado em que estão virados. Ou, então, uns quantos, mais elaborados, são a razão e os produtores dessas tais notícias falsas que encontram jornalistas a corroborar sem indicar as fontes da notícia. Uma grande trampa de jornalismo. Mas é o que está a dar. Acreditar em profissionais assim é mil vezes pior que acreditar no “milagre de Fátima”. E nesse são uns quantos milhões a acreditarem. O que é de respeitar, crenças extrasensoriais, pelo menos porque envolve religião. E etc. Contudo, no caso do jornalismo aquilo é uma maravilhosa profissão, que devia ser respeitável, mas não é. Cada vez menos com estas novas vagas de escribas que tantas vezes nem sabem escrever português, que comem de modo inconcebível regras gramaticais… Enfim, é o que temos. Como sempre acontece os que não prestam misturam-se com os bons e em muitos casos levamos imenso tempo para os detetar e assim ter a possibilidade de os selecionar.

Parece evidente que ontem, neste caso do Sporting, também houve facilitismos e por mau profissionalismo. Para muitos portugueses foi útil porque ficaram muito mais alertados para desconfiar de certas e incertas notícias. Até de certos e incertos jornalistas. De certas e incertas pessoas e organismos… E adiante, que isto mais parece uma teia de consideráveis proporções.

Bruno, o “armado em maluco”

Saiu no sábado, salvo erro, no Expresso, uma entrevista com Bruno de Carvalho. Diz-se por aí à boca cheia que ele declarou que às vezes se “arma em maluco” e gosta…

A declaração não tem ponta por onde se lhe pegue mas conduz-nos a algumas perguntas simples mas obrigatórias: Desde quando um maluco reconhece que é maluco? Têm ou não capacidades para criar manobras de diversão - para outros e eles próprios - sobre a realidade do seu estado de saúde mental que não reconhecem?

Ora aí está. O Bruno é um bom homem, apesar de diretor-adepto e impulsivo. Infelizmente não está “armado em maluco” mas usa práticas que são caracteristicamente de maluco. É o que transparece. Esse facto, aliado às víboras e outras “caldeiradas” que atacam o Sporting, o leão, são um mal que pode afetar sobremaneira o grande clube português, dos maiores e mais antigos. Coisa que nem os seus adversários devem desejar porque é uma perda nacional, como seria a perda do Benfica, do Porto e de outros clubes desportivos. O que seria de uns sem os outros?

Segue a notícia sobre Jesus, o treinador do Sporting da Taça de Portugal. Que vai vencer, vaticina-se. Mas o clube está na berra e hoje apareceram notícias sobre corrupção em outras modalidades que não o futebol... Tudo muito estranho. Estão a atirar-se como gato a bofe e isso convida a desconfiar sobre a razão de tantos ataques... das muito prováveis víboras adversárias e inimigas do leão. Ataques ferozes e parece que organizados por qualquer Estado-Maior de víboras. Vamos ver onde isto vai dar. E que Bruno recupere o juízo convencional adotado pelo sistema para dar a luta inteligente, sábia, aos inimigos do Sporting Clube de Portugal. São estes os votos de um "lampião" amigo, que é extraordinariamente feliz quando o Benfica vence o Sporting. Até se for no jogo do chinquilho... E tão infeliz quando o Glorioso perde com o leão. Mas a vida saudável é feita de tudo isso. E é muito bom estar vivo. (MM)

Jorge Jesus vai orientar equipa na final da Taça de Portugal

O Sporting anunciou, esta terça-feira, que Jorge Jesus vai orientar a equipa na final da Taça de Portugal, domingo, no Jamor.

"Em face das notícias vindas a público e à especulação que existe na comunicação social, a Sporting SAD informa que o treinador Jorge Jesus estará a orientar a equipa do Sporting CP na Final da Taça de Portugal", lê-se num comunicado de um só parágrafo colocado na página oficial da SAD no Facebook.

Segunda-feira, após uma reunião entre o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, a equipa técnica, jogadores e médico do clube, foi noticiada a alegada suspensão de Jorge Jesus, que assim ficaria impossibilitado de orientar a equipa na final da Taça de Portugal, domingo, frente ao Desportivo das Aves, no Jamor.

À noite, quando deixou Alvalade, Bruno de Carvalho foi enigmático na resposta aos jornalistas, reagindo às notícias que foram circulando quando ainda estava no estádio. "Se o Bruno suspendeu o Jesus, perguntem ao Bruno, que vem aí atrás. O presidente não suspendeu o treinador", disse.

Esta terça-feira, vários órgãos de comunicação social noticiaram que a suspensão de Jesus estava iminente, dependendo apenas do envio da nota de culpa ao treinador. O comunicado da SAD, publicado cerca às 14.30 horas desta terça-feira vem encerrar a polémica.

No domingo, o Sporting foi derrotado por 2-1 frente ao Marítimo, nos Barreiros, e perdeu o segundo lugar do campeonato, que dava acesso à terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões e a um possível encaixe financeiro que podia ascender a mais de 20 milhões de euros, para o rival Benfica.

No final do jogo, os adeptos do Sporting que acompanharam a equipa à Madeira manifestaram de forma veemente o seu desagrado junto do treinador e da equipa, chegando a registar-se tentativas de agressão a jogadores no aeroporto e insultos e protestos à chegada da comitiva a Lisboa e ao Estádio José Alvalade.

Augusto Correia | Jornal de Notícias | Jorge Jesus em foto de Hélder Santos/Aspress
PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: