terça-feira, 11 de julho de 2017

PSP COVA DA MOURA | "Nem todos os polícias são assim. Há que separar o trigo do joio" – A.I.

PARTILHAR


Pedro Neto, diretor da Amnistia Internacional de Portugal, quer ver os agentes acusados de racismo na Cova da Moura fora da polícia e levados à justiça.

O diretor da Amnistia Internacional de Portugal já reagiu ao caso que marca esta terça-feira. Pedro Neto considera de "uma gravidade inaceitável" os comportamentos dos agentes da autoridade. Ainda assim, não generaliza e diz que não se pode falar num fenómeno de racismo.

"Estes incidentes, segundo testemunhos e acusação, são de uma gravidade inaceitável, em Portugal e em todo o mundo", começa por dizer à TSF. "Este tipo de comportamento e incidentes de fevereiro de 2015 não podem acontecer.

"Este agentes, tendo feito isto, tendo tido este comportamento, têm de ser levados à justiça e não podem estar na polícia. Esta acusação, vindo a transformar-se em condenação, pois claro que é um sinal de justiça e um sinal claro que em Portugal não há espaço para atitudes e ações de racismo e xenofobia, seja por parte de agentes da autoridade, seja por parte de cidadãos. Vivemos num Estado de direito em que o respeito tem de existir e persistir", defende.

"Nem todos os polícias são assim. Há que separar o trigo do joio e é preciso entender que a polícia serve para nos proteger. A maior parte dos agentes é isso que faz. Estes maus agentes, por assim dizer, é que têm de ser trazidos à justiça", insiste.

E conclui: "A justiça tem os seus tramites e formalidades, o que não ajuda muitas vezes à celeridade que seria desejável na justiça, até porque há outros episódios que têm acontecido e que temos reportado. No entanto, não havendo estatísticas desagregadas sobre o tipo de incidentes que há com a polícia, não podemos falar de um fenómeno de racismo ou caracterizar os episódios seguintes com as mesmas motivações destes de fevereiro de 2015. No entanto, apesar de tardia, é bem-vinda [a justiça]. Que seja um sinal claro que isto não pode acontecer..."

TSF | Foto: Nuno Fox/Global Imagens

PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: