terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Imagem Escolhida: PASSOS? SOBRE ESSE SÓ APETECE É DIZER PALAVRÕES!


Clicar para ampliar
Redação

É a Imagem Escolhida, é o título, é o texto que segue depois do nosso. Tudo sacado ao We Have Kaos in the Garden, blogue de qualidade com título em inglês mas bem português.

A exemplo dos sacadores dos do governanço Passos Coelho fomos lá e fizemos um ligeiro desvio do trabalho dos daquele blogue para os nossos “cofres”. Por si só o título é muito atrativo e ajusta-se perfeitamente àquele Trampas, agora dito PM Passos, que foi de fraldas para os “laranjinhas” PSD depois de voar na brasa desde Angola com o cuzito apertadito e provavelmente mamar uns subsídios chorudos do IARN – um instituto para os retornados (1974/75) das ex-colónias que foi um “fartar vilanagem” para uns quantos filhos da puta e quase zero para a maioria dos que regressaram à sua Pátria, o costume. Ah, esquecíamo-nos de que aqui não podemos dizer estes palavrões. De merda para cima não. Escreve-se Passos, que é o mesmo, e já cheira muito mal. Pois. (AV)

O POMPOSO DE MERDA


Aqueles mais pudicos e que não gostam de ouvir palavrões é melhor não continuarem a ler este texto. Não sei o que vou escrever mas sempre que ouço este palhaço do passos Coelho a falar só me apetece chamar-lhe todos os nomes mais porcos da língua portuguesa. Este pomposo veio agora dizer aos portugueses para serem “mais exigentes”, “menos complacentes” e “menos piegas” porque só assim será possível ganhar credibilidade e criar condições para superar a crise. Logo este filhinho da sua mãe que nos chamou de preguiçosos, nos acusa de não assumirmos desde já a nossa condição de pobres, de termos gastado acima das nossas possibilidades, que já nos fez de parvos, que é mentiroso, que é hipócrita. Agora, por reclamarmos dos direitos roubados, nos indignarmos pela politica de empobrecimento por ele assumida e de apelo à imigração dos nossos trabalhadores mais qualificados, promovendo da destruição do futuro, vem-nos chamar de piegas. Razões para corrermos com esta canalha não faltam, só falta mesmo a força a este povo para tirar o rabo do sofá. Custa-me a entender como há quem ouça estas coisas e não sinta logo uma raiva a crescer cá dentro, uma vontade de o correr a pontapé. Isto de só lhe rogar pragas já não chega.

Sem comentários: