segunda-feira, 9 de maio de 2016

“BCE TEM UMA FIREWALL CONTRA O VÍRUS DA DEMOCRACIA” – Marisa Matias

PARTILHAR


Segundo a eurodeputada bloquista, “vivemos no quadro de uma tripla crise democrática no espaço europeu”. Marisa Matias alertou para o poder crescente dos mercados e do setor financeiro que “raptaram a democracia”.

No seu espaço de comentário semanal na TVI, ‘Simplesmente Marisa’, a eurodeputada avançou que “o momento que a Europa atravessa é muito complicado”, sublinhando que “vivemos no quadro de uma tripla crise democrática no espaço europeu”.

Em causa está, por um lado, segundo defendeu Marisa Matias “uma crise do ponto de vista dos direitos humanos e dos direitos sociais”, nomeadamente no que respeita à crise dos refugiados e aos níveis históricos das taxas de desemprego e de pobreza.

Por outro lado, assinalou, enfrentamos uma “crise de legitimidade”, bem como uma “crise de aceitação das democracias nacionais”.

A dirigente do Bloco alertou para o crescente poder dos mercados financeiros e do setor financeiro que “raptaram a democracia”, salientando ainda que existe um grupo de instituições europeias, como o Eurogrupo e o próprio Banco Central Europeu (BCE), que têm poder para intervir nas políticas dos diferentes países.

Marisa Matias lembrou que “o BCE tem muito poder” e que “a cadeira de Mário Draghi é provavelmente a cadeira mais poderosa da União Europeia, sem qualquer tipo de controlo democrático” e sem que tenha de “prestar contas, por exemplo, das intervenções que tem a nível nacional e tem tido muitas”.

“O BCE tem uma firewall contra o vírus da democracia, não é contaminado pela democracia”, acrescentou a eurodeputada do Bloco, defendendo que são instituições como esta que “fazem o que lhes apetece e usam isso como chantagem sobre os países”.

Esquerda.net – Foto: Paulete Matos

PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: