sábado, 24 de junho de 2017

NARENDA MODI | De visita a Portugal, primeiro-ministro da Índia expressa condolências

PARTILHAR


O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, expressou hoje perante o primeiro-ministro português, António Costa, "profundas condolências" pelas vítimas do incêndio de Pedrogão Grande que provocou a morte a 64 pessoas.

Na primeira visita bilateral de um primeiro-ministro indiano a Portugal, Modi expressou "profundadas condolências e solidariedade pelas vítimas dos devastadores incêndios em Portugal na semana passada".

Estas foram as primeiras palavras do chefe do Governo da Índia, na declaração à imprensa conjunta com o primeiro-ministro português, no Palácio das Necessidades, em Lisboa.

Dois grandes incêndios, que provocaram a morte a 64 pessoas e ferimentos a mais de 200, deflagraram no dia 17 na região Centro, tendo obrigado à mobilização de mais de dois milhares de operacionais.

Estes incêndios, que deflagraram nos concelhos de Pedrógão Grande e Góis, consumiram cerca de 53 mil hectares de floresta [o equivalente a 53 mil campos de futebol] e obrigaram à evacuação de dezenas de aldeias.

Após um encontro de mais de trinta minutos e de um almoço entre os dois chefes de Governo e respetivas delegações, foram assinados 11 memorandos de entendimento para a cooperação nas áreas comerciais, da ciência e tecnologia.

Os acordos envolvem a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), a Portugal-India Business Hub, a Universidade do Minho, o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia de Braga e a Fundação para a Ciência e Tecnologia.

O primeiro-ministro indiano encontra-se em Lisboa para uma visita de um dia a Portugal, depois de António Costa ter estado na Índia em janeiro passado.

Na sequência da invasão de Goa por tropas da União Indiana em dezembro de 1961, Portugal e Índia apenas restabeleceram relações diplomáticas após o 25 de Abril de 1974.

Lusa | Notícias ao Minuto | Foto: Reuters

PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: