sexta-feira, 25 de maio de 2018

Timorense-australiana condenada à morte na Malásia por tráfico de droga

PARTILHAR

Uma timorense-australiana, Maria Pinto Exposto, foi quinta-feira condenada à morte por enforcamento na Malásia, por tráfico de droga, depois de um tribunal de recurso reverter a absolvição da primeira instância.

Na decisão, o Tribunal de Recurso em Kuala Lumpur deliberou, por unanimidade, reverter a decisão tomada há cinco meses, considerando Maria Pinto Exposto culpada dos crimes de que era acusada.

"Vemos os méritos do recurso [da procuradoria], reconhecemos o recurso (...) e consideramo-la culpada. A única pena de acordo com a lei é morte por enforcamento", refere o acórdão dos juízes.

Shafee Abdullah, advogado da timorense-australiana, disse aos jornalistas que vai recorrer desta decisão para uma instância superior.

Exposto, de 54 anos, e residente no subúrbio de Liverpool, Inglaterra, continuava detida na Malásia apesar de em dezembro ter sido absolvida do crime de tráfico de droga.

Essa decisão, que surpreendeu observadores judiciais, marca um caso que remonta a 2014 quando Exposto foi apanhada com um quilo de metanfetamina na mala quando chegou a Kuala Lumpur num voo da China.

Na primeira instância, o juiz aceitou a versão da defesa de que Exposto não tinha conhecimento das drogas e que tinha sido enganada por um namorado que conheceu online, declarando a sua absolvição e permitindo que seguisse viagem para a Austrália.
Lusa | em Notícias ao Minuto

Na foto: Maria Pinto Exposto / Lusa
PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: