sábado, 11 de agosto de 2018

Atentado ao coração vigoroso da paz de Simon Bolívar!

PARTILHAR

PADRE nuestro que estás en la tierra, en el agua, en el aire
de toda nuestra extensa latitud silenciosa,
todo lleva tu nombre, padre, en nuestra morada:
tu apellido la caña levanta a la dulzura,
el estaño bolívar tiene un fulgor bolívar,
el pájaro bolívar sobre el volcán bolívar,
la patata, el salitre, las sombras especiales,
las corrientes, las vetas de fosfórica piedra,
todo lo nuestro viene de tu vida apagada,
tu herencia fueron ríos, llanuras, campanarios,
tu herencia es el pan nuestro de cada día, padre.

Tu pequeño cadáver de capitán valiente
ha extendido en lo inmenso su metálica forma,
de pronto salen dedos tuyos entre la nieve
y el austral pescador saca a la luz de pronto
tu sonrisa, tu voz palpitando en las redes.

De qué color la rosa que junto a tu alma alcemos?
Roja será la rosa que recuerde tu paso.
Cómo serán las manos que toquen tu ceniza?
Rojas serán las manos que en tu ceniza nacen.
Y cómo es la semilla de tu corazón muerto?
Es roja la semilla de tu corazón vivo.

Por eso es hoy la ronda de manos junto a ti.
Junto a mi mano hay otra y hay otra junto a ella,
y otra más, hasta el fondo del continente oscuro.
Y otra mano que tú no conociste entonces
viene también, Bolívar, a estrechar a la tuya:
de Teruel, de Madrid, del Jarama, del Ebro,
de la cárcel, del aire, de los muertos de España
llega esta mano roja que es hija de la tuya.

Capitán, combatiente, donde una boca
grita libertad, donde un oído escucha,
donde un soldado rojo rompe una frente parda,
donde un laurel de libres brota, donde una nueva
bandera se adorna con la sangre de nuestra insigne aurora,
Bolívar, capitán, se divisa tu rostro.
Otra vez entre pólvora y humo tu espada está naciendo.
Otra vez tu bandera con sangre se ha bordado.
Los malvados atacan tu semilla de nuevo,
clavado en otra cruz está el hijo del hombre.

Pero hacia la esperanza nos conduce tu sombra,
el laurel y la luz de tu ejército rojo
a través de la noche de América con tu mirada mira.
Tus ojos que vigilan más allá de los mares,
más allá de los pueblos oprimidos y heridos,
más allá de las negras ciudades incendiadas,
tu voz nace de nuevo, tu mano otra vez nace:
tu ejército defiende las banderas sagradas:
la Libertad sacude las campanas sangrientas,
y un sonido terrible de dolores precede
la aurora enrojecida por la sangre del hombre.
Libertador, un mundo de paz nació en tus brazos.
La paz, el pan, el trigo de tu sangre nacieron,
de nuestra joven sangre venida de tu sangre
saldrán paz, pan y trigo para el mundo que haremos.

Yo conocí a Bolívar una mañana larga,
en Madrid, en la boca del Quinto Regimiento,
Padre, le dije, eres o no eres o quién eres?
Y mirando el Cuartel de la Montaña, dijo:
"Despierto cada cien años cuando despierta el pueblo".



Martinho Júnior | Luanda  

1- O império da Doutrina Monroe (https://www.britannica.com/event/Monroe-Doctrine), o império da Operação Condor (https://www.youtube.com/watch?v=YDHt1nr3gnw), o império da hegemonia unipolar (https://paginaglobal.blogspot.com/2016/01/a-hegemonia-unipolar-estimula.html) é a única fonte de inspiração para aqueles que estão a elevar a fasquia da agressão, do caos e do terrorismo na incessante procura de subverter o coração vigoroso da paz de Simon Bolívar numa Venezuela que tanto tem avançado, de missão em missão, em benefício da felicidade do seu povo, de todos os povos da América e da humanidade! (http://paginaglobal.blogspot.pt/2018/02/civilizacao-e-barbarie-uma-constante.html).

A paz é o imenso oxigénio tão necessário à longa luta contra o subdesenvolvimento em toda a América como onde quer que seja, seguindo a via do socialismo, da justiça social, da educação, da saúde, da habitação, dos equilíbrios tão necessários à humanidade e do respeito que tanto carece o planeta que está cada vez mais sobreaquecido e à beira do abismo!

O pacote de medidas do império da Doutrina Monroe contra a Venezuela progressista e contra os componentes da ALBA, “Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América – Tratado de Comércio dos Povos”(http://paginaglobal.blogspot.pt/2017/03/alba-evocacao-pegada-ardente-de-bolivar.html), está a ser paulatinamente reforçado colocando lenta mas inequivocamente a fasquia da agressão, do cacete de que se serve o império, cada vez mais alto, para não ferir repentinamente a mentalidade do universo daqueles 99% que procura formatar por via dos seus maquiavélicos e constantes objectivos de domínio, que não exclui a abrupta manobra da guerra convencional para com a Venezuela, que procura desenhar no horizonte… (http://paginaglobal.blogspot.com/2018/05/pressao-asfixiante-sobre-venezuela.html).

Nesse pacote, para elevar a fasquia, há muitas opções imperiais que estão em aberto no âmbito da agressão, da guerra económica, da subversão sócio-política e da guerra psicológica!… (https://www.youtube.com/watch?v=8y5bHQIR61I).

A manobra de propaganda e contrapropaganda por parte desse império da Doutrina Monroe, acompanha a manobra dos cobardes que accionaram o atentado desses dois “drones” assassinos! (http://paginaglobal.blogspot.pt/2018/02/a-persistencia-da-barbarie.html).


2- A utilização instrumentalizada dos “drones” (http://ciudadccs.info/drones-usados-intento-magnicidio-presidente-maduro-contenian-dos-kilogramo-c4/), em função das possibilidades imensas abertas pela revolução contemporânea das novas tecnologias (http://paginaglobal.blogspot.com/2013/09/novas-tecnologias-ao-servico-da.html), está a ser manipulada pelo império da hegemonia unipolar no sentido da elevação da fasquia da agressão e da guerra psicológica onde quer que seja, na Ásia, em África, ou na América, em particular ali onde seu “soft power”, exercido por via do seu domínio “suave” sobre as massivas comunicações internacionais, seja fragilizado enquanto ênfase em prol da generalizada mentalidade de bloqueio psicológico e mental que só um poder como o da hegemonia unipolar, recorrendo às ciências humanas (sobretudo as que tanto servem às sua elites) pode entender decidir, formatar e difundir!

O medo, no âmbito da guerra psicológica do império (https://paginaglobal.blogspot.com/2018/06/a-guerra-psicologica-do-imperio-da.html), é um factor psicológico enfático e essencial desse domínio, pois em relação aos povos de todo o mundo, em relação a 99% da humanidade, não bastam as mensagens da “psicadélica” e “multicolorida” cenoura desse“soft power”, que foi a propósito reinterpretada por “filósofos” como Gene Sharp (http://www.rebelion.org/noticia.php?id=182262), ou George Soros! (https://frenteantiimperialista.org/blog/2018/08/06/la-guerra-imperialista-contra-venezuela-incorpora-los-atentados-terroristas-analisis-del-atentado-al-presidente-venezolano-nicolas-maduro/).

Para o império da hegemonia unipolar, há que fazer prevalecer, ainda que cirurgicamente, o cacete sobre a panóplia das alienações a que recorre profusamente! (http://www.rebelion.org/noticia.php?id=244970).

A droga inebriante e entorpecente que se instrumentaliza na propaganda e contrapropaganda, por via das múltiplas mensagens de conveniência produzidas diariamente, conotadas em apropriados expedientes tornados autênticas“correntes ideológicas” que de forma deliberada se expandem desde os fundamentalismos das religiões, até às poderosas“indústrias” dos futebóis e das telenovelas, passando pelo arsenal “persuasivo” duma NATO com disseminadas culturas“stay behind”, não chega enquanto recurso do domínio de 1% sobre os outros 99% (http://paginaglobal.blogspot.com/2012/02/coisas-que-globalizacao-tece-06-uma.html)!

O império (http://paginaglobal.blogspot.com/2012/01/o-caminho-das-trevas-ditadura.html) não tem outra alternativa senão quebrar a sonolência e o torpor das alienações e, sob o seu próprio ponto de vista que também não pode deixar de ser intrinsecamente dialético, sempre usa agora o poder do cacete, integrando nele as mais contemporâneas tecnologias!…

Julgam os algozes, que com essa aparentemente maneira “séptica” de matar, estão a “lavar as mãos como Pilatos”!

O Pentágono e a NATO, desde a administração de Barack Hussein Obama, o cínico “Nobel da Paz”(https://www.abrilabril.pt/intelligentsia-nos-seus-labirintos), são instrumentos de domínio essenciais para o constante exercitar desse cacete da hegemonia unipolar sobre a cabeça de 99% da humanidade e os “drones” passam assim a ser um dos factores mais intensos na aplicação da dose de medo que a aristocracia financeira mundial tende a aplicar, na ânsia que lhe é culturalmente endógena… (https://www.abrilabril.pt/o-polimento-da-tragedia-obama).

Agora, dois “drones” foram, ignóbil e cobardemente utilizados na tentativa de assassinar o Presidente Nicolas Maduro! (https://venezuelanalysis.com/news/13977)...


3- A Venezuela Bolivariana tem vindo a alcançar, com um exercício de paz consequente intimamente identificada com as mais legítimas aspirações, esperanças e espectativas do povo bolivariano, vitórias significativas e exemplares, inclusive sobre o medo nutrido pelo império da Doutrina Monroe na sua azáfama duma pérfida e cobarde guerra psicológica e de desgaste (http://www.voltairenet.org/article201239.html)!

Já não basta o domínio da oligarquia agenciada na Venezuela sobre a passagem das cada vez mais identificadas mensagens da conveniência, que ampla, massiva e quotidianamente esse império procura fazer recair sobre a cabeça dos eleitores e círculos eleitorais do povo bolivariano da Venezuela, o povo que mais eleições tem vivido ao longo das últimas décadas, mas também o povo que mais se tem organizado em prol duma democracia popular que é cívica e militarmente motivada por uma constante luta inspirada no que de mais vital foi protagonizado por Simon Bolívar e Hugo Chavez!... (http://resistir.info/venezuela/boron_26jul17.html).

O povo bolivariano, com uma vanguarda como a do Partido Socialista Unido da Venezuela reforçada por coerentes aliados e alianças (http://paginaglobal.blogspot.pt/2018/03/caracas-jamais-sera-como-santiago.html), ganha na luta cada vez mais consciência crítica e firme ideologia bolivariana, numa massiva mobilização que se impõe à velha mentalidade que, durante um inebriante plasma de dois séculos, alimentou a tirania, intercalada com os mais hipócritas servidores de turno da cosmética em que se tornou a “representativa democracia”!

Já não basta, a essa oligarquia, o peso do seu poder no ambiente sócio-político, um peso decadente, minguante senão moribundo! (http://resistir.info/pilger/pilger_17jan17.html).

O poder dessa oligarquia mercenária (http://paginaglobal.blogspot.pt/2018/04/oligarquias-da-corruptela-neoliberal.html), é algo que se tem escorregado de suas mãos de há duas décadas a esta parte, é algo que se fragmenta e se esvai, pois as suas vantagens foram sendo perdidas, ou derrotadas e agora estão irrecuperáveis por que os próprios instrumentos de poder de estado, são as Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (http://www.mindefensa.gob.ve/mindefensa/2018/08/05/comunicado-de-la-fuerza-armada-nacional-bolivariana-ante-el-intento-de-magnicidio-al-ciudadano-presidente-cj-nicolas-maduro-moros/), num estado em que há um equilíbrio cívico-militar alimentado pelos ensinamentos clarividentes de Símon Bolívar e Hugo Chavez!... (https://www.laiguana.tv/articulos/308469-buscados-autores-atentado-maduro/).

Por isso essas oligarquias agenciadas pelo império da Doutrina Monroe, recorrem ao medo, por que não bastando o“soft power” com que se socorre, com o qual os seus interesses vão experimentando derrota após derrota, necessita como pão para a boca recorrer ao medo, recorrer à cobardia do uso dos “drones” sem visível rosto, para se fazer sentir e desesperadamente tentar prevalecer!...


A oligarquia venezuelana embarca agora na alucinação dos seus próprios e tenebrosos labirintos, agenciados pelo império da Doutrina Monroe e de seus vassalos!... (http://misionverdad.com/la-guerra-en-venezuela/intento-de-magnicidio-contra-el-presidente-nicolas-maduro).


4- A experiência do recurso aos “drones” por parte dos mais “profissionais” fanáticos e fundamentalistas emissores de caos e de terrorismo, no caso da Venezuela têm as mesmas origens do que muitas vezes tem sido feito contra Cuba a partir da Florida (https://paginaglobal.blogspot.com/2015/02/uma-fruta-que-nao-caiu-ix.html), com o reforço da“plataforma” constituída na Colômbia, cujo poder tem sido filtrado pelos agenciados vínculos que sob o pretexto de combate à droga acabou recentemente por ser “cooptado” pela NATO!... (https://9videos.tv/video/q3d4y5l3l3s4o4p48474w4.html).

Por detrás desses “profissionais” há sempre vínculos que conduzem à CIA, ao Pentágono, à NSA, ou à NATO, instrumentos disponíveis dos organismos decisores dos falcões nazis do império da hegemonia unipolar!

A NATO agora e por seu turno, em reforço do Pentágono estende-se assim não mais no espaço curto do Atlântico Norte que lhe deu o nome, mas entre dois dos principais produtores mundiais de droga: do Afeganistão à Colômbia: “North Afeganistan to Colombia Organization”, “NACO”!... (https://br.sputniknews.com/americas/2018080411880200-maduro-colombia-atentado-acusa/).

Às alienações inerentes ao exercício do seu “soft power” de cultura elitista eminentemente anglo-saxónica, o império da hegemonia unipolar junta as alienações concebidas a partir dos seus recursos motivados pelo cínico “combate à droga”,que não destrói a cabeça do aparentemente visado polvo, antes aumenta exponencialmente o volume do tráfico, do que está conectado com ele e, na Colômbia, tantos instrumentos paramilitares continua a mover!

O império procura apenas cortar os braços desse polvo que não sirvam ao seu “diktat”, mas continua a alimentar, a engrossar, a inspirar e a incentivar os que podem ser instrumentalizados sobretudo contra a Venezuela Bolivariana, contra a Nicarágua Sandinista e, antecipo o alerta, contra o México progressista que ganhou as últimas eleições!

O próprio nome do grupo terrorista que recorreu aos dois “drones” industriais modelo DJI M600 no atentado com que tentaram assassinar o Presidente Nicolas Maduro, só cabe na cabeça de alienados de ultradireita ou de “inspirados”drogados: “movimento soldados de flanelas”… (https://www.jn.pt/mundo/interior/movimento-soldados-de-flanelas-reivindica-atentado-a-maduro-9680829.html).

A própria aristocracia financeira mundial (http://paginaglobal.blogspot.com/2017/04/aristocracia-financeira-mundial-impoe-o.html) possui franjas de seus negócios que cada vez mais têm a ver com o tráfico de droga aliado às especulações financeiras e, uma das provas, é a tão flexível quão ambígua vocação de George Soros, o mesmo Soros que tanto tem tido que ver com as “revoluções coloridas”, em relação às políticas relativas ao consumo de drogas (https://www.virgin.com/virgin-unite/george-soros-ending-war-drugs)...

Estão a experimentar no “laboratório” de guerra psicológica que constitui para o império da Doutrina Monroe a Venezuela Bolivariana, num regime programado duma escalada de agressões, um novo modelo de atentado que o poder dominante desse império vai disseminar onde quer que seja onde houver consciência crítica, entidades ou estados progressistas! (http://www.voltairenet.org/article201130.html).

O medo da aristocracia financeira mundial perder o domínio dos 1% sobre os 99%, será contudo infinitamente maior do que o medo dos 99% sujeitos à contínua e escalonada guerra psicológica sobre os quais recai esse domínio!

É precisamente assim (http://paginaglobal.blogspot.pt/2018/03/venezuela-na-praca-de-la-guaira.html) que devem sentir todos os mais consequentes bolivarianos da Venezuela, promissora e heroica pátria de Simon Bolívar e do Comandante Hugo Chavez!

Martinho Júnior - Luanda, 6 de Agosto de 2018

Imagens: 4 instantes do acontecimento e foto de manifestação de repúdio ao atentado.
PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: