Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Portugal | SALVEM O PPD/PSD!



Mário Motta, Lisboa

Comecemos preocupados. Ao que parece a espécie humana está condenada à extinção nos países ditos desenvolvidos… E os cientistas estão preocupados, como pode ver e ouvir na TSF: “A contagem de espermatozóides mostra um declínio de mais de 50% em menos de 40 anos. É uma diminuição perigosa afirmam os especialistas e não mostra sinais de abrandamento.”

Foi salientado que a preocupação é mais – ou totalmente – do mundo dito “desenvolvido” porque assim é o resultado das investigações cientificas. Ora veja se bate certo: “A equipa internacional de investigadores fez uma análise a mais de 180 estudos publicados ao longo de 38 anos, que incidem na contagem de espermatozóides em homens nos Estados Unidos, Europa, Austrália e Nova Zelândia.” Pois é.

Se quer saber mais vá direto ao título, na TSF: Homens têm cada vez menos espermatozóides. Boa leitura. Preocupe-se. Estamos em vias de extinção.

Também em vias de implosão e expectável extinção está o PPD/PSD em Portugal. Passou de partido político com assento na Assembleia da República e nos poderes do Estado para um circo inaudito que retira a já abalada dignidade ao Parlamento.


Bem que por vezes no Facebook víamos classificarem Cavaco e Passos Coelho de palhaços. E isso nada tinha de positivo nem de ilustre – como são os verdadeiros profissionais de palhaço. Era, e é, mesmo para arrasar, para simbolizar por palavras e figurativamente os péssimos atores desse tal circo em que o PSD foi transformado.

De Passos Coelho já sabemos das imensas e tristes palhaçadas que vimos quando foi um mentiroso compulsivo (ainda é) no cargo de primeiro-ministro. Atualmente temos do sujeito a apresentação dos mais escabrosos e ridículos quadros e sketches que em nada o dignificam enquanto deputado e, principalmente, chefe-dirigente do PPD/PSD. Agora com os fogos é que ele não pára de pretender representar e pintar a manta tão ridiculamente, tão porcamente, que já aparecem os que o alcunham de Mete Nojo. Muito pior que palhaço.

O pior é que aquela postura comportamental está a demonstrar ser contagiosa. Isso mesmo foi o que Carlos Abreu Amorim demonstrou. Sempre servil ao chefe. Outras figuras gradas daquele circulo laranja mostram sintomas preocupantes da mesma “doença”.

Tudo isto a propósito dos aproveitamentos políticos que Passos e o seu alaranjado e deteriorado PSD tem tomado como prática diária acerca dos fogos. Incidindo maioritariamente sobre o trágico incêndio de Pedrógão Grande. Assim, sem escrúpulos, sem um pingo de decência. Por isso, ainda foi ontem, depois da revelação da PGR - que comprovou a boa-fé com que o governo vigente se comportou - que seres humanos de bem admitiram que Passos e o PSD metiam a viola no saco e se calariam com as sujeiras acerca de inculpações ao governo de Costa, que nada têm que ver com mau governo mas sim com a mixórdia que foi sendo acumulada do passado por todos os governos que em décadas não acertaram uma na ordenação do território, no combate aos fogos, etc. E nessas décadas passadas o PSD também se farto de ser governo. Assim como o CDS. O tal famigerado vicioso e incompetente "arco da governação".

Abreviando, para não saturar…

Quem pensou que o PSD se calaria e meteria as trombas em trampa para expiar culpas e vergonha de como mal se tem comportado, querendo tirar vantagens políticas de tragédia e de cadáveres em Pedrógão, eis que hoje na bancada do PSD surge o sketche de Carlos Abreu Amorim a exigir pedido de desculpas ao governo e mais o que lhe deu na real gana, sem nexo. Tal quadro, de tão caricato e triste, até deu para largarmos umas valentes gargalhadas de reprovação e incredulidade. Palhaços do piorio num circo de terror que decerto terá por missão acabar de vez com o PPD/PSD como partido com credibilidade que merece e anda tão por baixo por via das suas “danças”. 

Primeiro social-democrata, depois neoliberal, agora populista… Mas onde é que o PSD irá parar? Ao fascismo puro e duro? Ou será que pela mão destes protagonistas já lá está mas ainda com vestes pseudo-democráticas? Ali já não falta o racismo nem a xenofobia, nem faltou o desprezo pelos portugueses mais carenciados e mais doentes que durante o governo de Passos/Portas foram esbulhados nos seus ordenados, nas suas reformas, nas suas casas, na sua alimentação, na sua saúde, nas escolas dos filhos, na velhice daqueles que já cumpriram a sua cidadania ativa no mercado de trabalho e tanto que foram explorados… Mas onde é que vai parar o PSD. Mas quando é que o chefe-dirigente Passos Coelho conclui que está a tornar-se ainda mais em alguém que é 'persona non grata' para os portugueses?

E assim, no quadro de hoje na Assembleia da República lá voltam os incêndios à baila, prova da demência e abandalhamento de uns quantos alaranjados. Para choque e espanto, para o presente e memória futura, surgem as declarações do deputado Carlos Abreu Amorim a gerar este título no site do Notícias ao Minuto: “Aproveitamento do PSD? Indigna é a política de ocultação e passa-culpas".

Senhores, é preciso ter uma grande lata. É preciso serem desprovidos de decência. E é aquele sujeito um deputado e chefe, também, do PSD.

Sá Carneiro deve estar a sentir o seu esqueleto todo desconjuntado, devido às tantas voltas que está a dar no seu túmulo. 

Senhores e senhoras, salvem o PPD/PSD!

Sem comentários: