terça-feira, 15 de dezembro de 2020

ETNO-NACIONALISMO VISCERALMENTE DESAGREGADOR

Martinho Júnior, Luanda

Dizia eu em “UNITA PARA LAMENTAR” que “o azoto do etno-nacionalismo está a ser garantido pela botija do império da hegemonia unipolar por via dos seus enredos de democracia representativa que, em relação a Angola, constata-se ser uma contínua armadilha!...”

De facto os sinais vão-se acumulando, providenciados pela recentemente eleita direcção da UNITA, que indicia ao mesmo o tempo ser uma inveterada saudosista de Jonas Savimbi, dos tempos de Ronald Reagan, dos Botha, de Mário Soares & Cavaco Silva, das actividades do BRINDE pelas capitais da Europa e dos “diamantes de sangue”…

Não é de admirar, pois o seu actual Presidente eleito, Adalberto da Costa Júnior, (há muitos “costas” a darem à costa), repesca o saudosismo para calibrar sua intervenção que inclui “assimetrias extra parlamentares”, de forma a coligir o que foi contra os sucessivos governos angolanos, sincronizadamente coligido de forma tão paciente (quem diz que a paciência é chinesa?) pelo “arco de governação” e a actual “geringonça”!...

O fenómeno da “osmose” corresponde ao caracter de repescagem fascistoide das redes “stay behind” da NATO, de que os governos do após 25 de Novembro de 1975 em Portugal são pródigos na direcção de Angola (e por tabela outras paragens africanas), reaproveitando os “dossiers” do Exercício Alcora, do Le Cercle (Jaime Nogueira Pinto e os “Jogos Africanos”), da Aginter Press e das enormes potencialidades dos seus serviços de inteligência em África, continuadores dos esforços da PIDE/DGS no continente africano!... (https://www.dn.pt/artes/a-pide-no-xadrez-africano-ou-as-acoes-e-subversoes-de-um-agente-para-manter-imperio-portugues-8869014.html).

Julgam todos os costas juntos (os “Costas” de serviço que agora “dão à costa”), que no (re)aproveitar é que está o ganho!... (https://www.facebook.com/UNITABRUXELAS/videos/400923104289514https://www.facebook.com/UNITABRUXELAS).

01- Os “estímulos” do império da hegemonia unipolar, via NATO, AFRICOM e seus múltiplos sistemas de vassalagem pendurados no tempo e no espaço, provam uma vez mais o seu retrógrado “sentido de oportunidade”, sempre do lado errado da história, também em Angola e em tempo do recente bolsar de fascismo que se distende aproveitando em especial o “republicanismo proteccionista” da administração de Donald Trump (que em relações internacionais, muito tem a ver, na origem, com o exercício neoliberal de Ronald Reagan e Margareth Thatcher)!... (http://www.novojornal.co.ao/politica/interior/entrevista-as-autarquias-sao-uma-limitacao-da-fraude-e-o-mpla-sabe-disso-adalberto-costa-junior-97767.html).

A NATO faz uso “providencial” de suas redes “stay behind” (https://www.washingtonpost.com/archive/politics/1990/11/14/cia-organized-secret-army-in-western-europe/e0305101-97b9-4494-bc18-d89f42497d85/), não só na Europa (União Europeia, Ucrânia da Praça Maidan e Balcãs, com a implosão da Jugoslávia), mas também no Médio Oriente Alargado (as “revoluções coloridas” na Geórgia, na Arménia e o que é exemplo “avançado”, a “neo otomania” de Erdogan) e em África dos enlaces com o AFRICOM (no caso de Angola a “oportuna repescagem” da “nova” e saudosista direcção da UNITA, enquanto uma oportuna correia de transmissão, desde logo ao nível duma disponível superestrutura ideológica)!... (https://aaprp-intl.org/africas-biggest-terrorist-threat-africom-nato/https://www.defense.gov/Explore/News/Article/Article/774700/africoms-chief-discusses-mission-to-build-partner-capability/https://www.researchgate.net/publication/321025944_The_US_informal_empire_US_African_Command_AFRICOM_expanding_the_US_economic-frontier_by_discursively_securitizing_Africa_using_exceptional_speech_acts; file:///C:/Users/v%C3%ADtor/Downloads/The_US_informal_empire_US_African_Command_AFRICOM_.pdf; https://twitter.com/USNavyEurope/status/1163818974821408768).

O Exercício Alcora, conforme a leitura que se pode fazer desde a biografia do seu criados, o general do “apartheid” que dá pelo nome de Charles Alan “Pop” Frazier (https://isgp-studies.com/le-cercle-membership-list), constituindo-se ele próprio como “apêndice” e rede “stay behind” da CIA (Le Cercle), do Pentágono e da NATO, ao integrar os etno-nacionalismos angolanos (FLEC, FNLA e UNITA), explora seus vínculos até hoje, garantindo os “bons ofícios” de seus agenciados líderes e programando-os (ou reprogramando-os), em função da evolução dos contenciosos! (https://aveiro123.blogspot.com/2017/06/uma-longa-luta-em-africa-vi.htmlhttps://paginaglobal.blogspot.com/2012/09/angola-um-so-povo-uma-so-nacao-i.htmlhttps://paginaglobal.blogspot.com/2012/09/angola-um-so-povo-uma-so-nacao-ii.html;  https://paginaglobal.blogspot.com/2012/09/angola-um-so-povo-uma-so-nacao-iii.html).

Se isso ganhou novo vigor com o choque e a terapia neoliberais (marcos de Biocesse a 31 de Maior de 1991, Lusaka a 15 de Novembro de 1994 e Luena a 4 de Fevereiro de 2002), o agenciado BRINDE que dá pelo nome de Adalberto da Costa Júnior está encarregue de o revigorar no traje dum camaleão multicolorido (nada melhor para ensaios de “revolução colorida” que envereda por uma mentalidade de estupidez)! (https://www.facebook.com/groups/991825531179038https://www.facebook.com/UNITABRUXELAS/videos/200024808323854https://www.facebook.com/UNITABRUXELAS/videos/2741554502777176).

A pressão constante sobre as eleições autárquicas em Angola, sem reconhecer os passos que devem ser dados para tal, põe a nu a incapacidade da UNITA em reconhecer hoje o seu carácter etno-nacionalista, tribalista e racista, que lhe foi inculcado pelo colonialismo desde o berço, a coberto da “democratização” que não consegue esconder a tendência para a arruaça afim aos resquícios dos processos coloniais-fascistas! (https://www.angonoticias.com/Artigos/item/58657/o-mundo-mudou-mas-a-unita-permaneceu-como-um-gueto-etnico-e-cultural-diz-chivukuvukuhttps://www.voaportugues.com/a/afs-raul-danda-autarquicas-sao-importante-para-a-democratizacao-do-pais/1763228.htmlhttps://www.dw.com/pt-002/adiadas-primeiras-elei%C3%A7%C3%B5es-aut%C3%A1rquicas-de-angola/a-54858141https://www.rfi.fr/pt/angola/20201015-angola-aut%C3%A1rquicas-n%C3%A3o-foram-adiadas-porque-nunca-foram-convocadashttps://www.portaldeangola.com/2020/10/16/especial-estado-da-nacao-eleicoes-autarquicas-nao-foram-adiadas/).

Dos seus tempos de BRINDE (Brigada Nacional de Defesa do Estado, intimamente associada a Savimbi), em Lisboa Adalberto da Costa Júnior tira proveito dos seus enlaces Europa fora, procurando coligir todas as oposições que se têm vindo a manifestar quer contra o MPLA (recorde-se Revolta Activa e Chipenda), quer contra a República Popular de Angola (fraccionistas, franjas da OCA, dos CAC, dos Comités Henda… ), (https://www.esquerda.net/dossier/o-27-de-maio-de-1977-em-angola/48813) quer contra os mais recentes Governos de Angola… (https://www.esquerda.net/artigo/angola-violenta-repressao-policial-no-45o-aniversario-da-independencia/71197) reeditando em nova versão mais um reaproveitamento do Exercício Alcora, por que pretextos, alguns deles deles virtuais todos eles com cargas subversivas, nunca deixaram de ser forjados, “mancomunadamente” sobretudo na “experiente plataforma” de Lisboa!   (https://www.dw.com/pt-002/portugal-pactuou-com-o-apartheid-contra-a-liberta%C3%A7%C3%A3o-de-angola-e-mo%C3%A7ambique/a-18965172https://resistir.info/portugal/confer_vg_12fev04.htmlhttps://arquivos.rtp.pt/conteudos/declaracoes-de-adalberto-da-costa-junior/;   https://www.facebook.com/AdalbertoCosta.J/videos/1936613883332441https://www.angonoticias.com/Artigos/item/62806/adalberto-da-costa-junior-um-%E2%80%9Cportugues%E2%80%9D-a-frente-da-unitahttps://observador.pt/seccao/mundo/africa/angola/https://www.esquerda.net/dossier?page=1).

Sem esse proveito, as linhas de força de Adalberto da Costa Júnior teriam, sob o ponto de vista de superestrutura ideológica, menos “pujança juvenil” e, sob o ponto de vista “prático”, menos impacto “autárquico” desde já nas ruas, particularmente nas ruas de Luanda! (https://www.youtube.com/watch?v=UpSgET9DMIIhttps://www.youtube.com/watch?v=pZ5ArPNB7k8https://www.voaportugues.com/a/governo-angolano-e-unita-trocam-acusa%C3%A7%C3%B5es-sobre-manifesta%C3%A7%C3%B5es-de-s%C3%A1bado/5635650.htmlhttp://www.novojornal.co.ao/opiniao/interior/adalbertosuperstar-94937.htmlhttps://www.dw.com/pt-002/unita-lan%C3%A7a-farpas-ao-presidente-jo%C3%A3o-louren%C3%A7o/a-55097930).

… “Em nome da juventude” e (re)aproveitando os nefastos efeitos das conjugadas crises, o BRINDE Adalberto da Costa Júnior está a ser um “operativo ágil”, a título de exemplo nas alianças com franjas dos “revús” instigados a partir de Portugal pela simpatia de franjas no Bloco de Esquerda (a “esquerda” que faz parte da manobra) e por “inteligências pardas” sob a égide dos continuadores dos “contos proibidos” de Mário Soares (https://aventar.eu/2010/12/19/contos-proibidos-o-ficheiro/https://aventar.eu/wp-content/uploads/2010/12/contos_proibidos-memorias_de_um_ps_desconhecido-sem_anexos-sem_fotos2.pdf) e Aníbal Cavaco Silva. (http://www.oseculoonline.com/index.php?option=com_content&task=view&id=1682) que condecorou um oficial ao serviço do sistema de inteligência do “apartheid”, Boss/Nis…  

Mário Soares e Aníbal Cavaco Silva são outros dois bons “operacionais” ao jeito duma “reaproveitada” e “reprogramada” Gladio e Aginter Press, na esteira “pos moderna” do Exercício Alcora, (https://aventar.eu/2009/07/23/mario-soares-angola-e-o-trafico-de-diamantes/) agora a fim de “tomar as ruas” enquanto potencial de “revolução colorida”, ou “primavera árabe” tão digeridas pelos agentes “freedom fighters” ora transformados em “radicais irreverentes” da Constituição angolana!…

… A quanto se obriga a “Gladio angolana” que já esqueceu o Acordo do Luena, quando o salvado efectivo que seguia “o muata” estava exangue! (https://www.rtp.pt/noticias/mundo/acordos-de-luena-assinados-ha-10-anos-puseram-fim-a-guerra-civil_v542160https://www.dw.com/pt-002/dez-anos-acordo-de-paz-a-dif%C3%ADcil-constru%C3%A7%C3%A3o-de-uma-nova-angola/a-15842277https://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=24101&catid=17&Itemid=1067&lang=pt)

02- Os “radicais” em Angola não são necessariamente e apenas islâmicos (embora possam estabelecer eventuais laços entre si, em função de interesses dos quais pode sobressair o tráfico de diamantes), mas são tão tacitamente imprescindíveis aos “democratas” do império (leia-se: os Clinton, Barack Hussein Obama e, por fim Joe Biden, sicários no absoluto da aristocracia financeira mundial)!… (https://www.youtube.com/watch?v=I8O49pMKBWchttps://www.angonoticias.com/Artigos/item/66433/unita-diz-que-presidente-da-republica-tem-medo-do-povo;  http://www.novojornal.co.ao/sociedade/interior/funeral-de-inocencio-matos-transforma-se-num-mar-de-gente-em-protesto-97783.html?fbclid=IwAR0WTY-rb6Enbuq5bMbdAg5WrWzk3CwrAHtenW532wYNT1YJXsTZ11g7O0U;  https://www.portaldeangola.com/2020/10/07/caso-adalberto-costa-junior-unita-alerta-para-plano-horrendo-do-mpla/).

Atingida por sucessivas crises depois de ter sido encostada às cordas a 31 de Maio de 1991 em Bicesse, essas crises que perduram têm colocado também em causa os relacionamentos internacionais, uns que eram preciosos, outros que deveriam ser preciosos e cada vez mais demonstram ser nocivos!... (https://www.facebook.com/permalink.php?id=1175702582440632&story_fbid=2868721763138697https://www.facebook.com/permalink.php?id=1175702582440632&story_fbid=2868721763138697).

De facto Angola alcançou a autodeterminação, mas são por demais evidentes, conjuntura a conjuntura, que está longe de alcançar sua efectiva independência e soberania (a persistência dos etno-nacionalismos acicatados a partir do exterior, particularmente de Portugal, é disso testemunho)! (https://paginaglobal.blogspot.com/2020/04/quarentena-para-o-mpla.htmlhttps://www.plataformacascais.com/artigos/partilhado/26857-angola-em-saudaao-a-operaao-transparencia.html).

Angola arrisca-se a perder cada vez mais independência e soberania, arrisca-se a ficar cada vez mais condicionada, desamparada e anémica, arrisca-se a ficar também refém dos agentes que dão continuação a mais uma “Operação Gladio”, dirigida para Angola, sequência de muitas outras anteriores, praticamente desde o “grito de Muangai” uma das primeiras manifestações da feição etno-nacionalista da UNITA!… (http://www.noticiaslusofonas.com/view.php?load=arcview&article=13684https://www.dw.com/pt-002/jonas-savimbi-her%C3%B3i-ou-vil%C3%A3o-angolano/a-17448071).

A qualidade de vida no país reflecte essa tendência para a informal precariedade: desde a agressão à natureza (que integra o desrespeito pela água interior garante de segurança vital), até aos preços das “commodities”, aos problemas de câmbio, até à dependência ao pagamento da dívida externa a ponto de ter de privatizar as duas empresas que têm sido o eixo da economia, a SONANGOL e a Endiama, desconhecendo-se que os abutres podem vir depenicar o seu pedaço… então é neste contexto  de “democracoa representativa” que “cresce” a UNITA que desde suas origens não reconhece quando é parte do problema e não das soluções!... (http://www.novojornal.co.ao/economia/interior/sonangol-e-endiama-a-caminho-da-privatizacao---vera-daves-aponta-2021como-momento-de-inflexao-na-crise-97733.html).

A UNITA, com tanto espaço vazio que lhe foi entregue, com tantas portas escancaradas que o neoliberalismo providencia há já pelo menos duas décadas, com tanta abstinência mental, com tanta inócua “sociedade civil”, com tanta “religiosidade” e com tanta deriva ideológica, vai evidenciando a sua essência desagregadora, inerente ao seu carácter etno-nacionalista!… (http://www.novojornal.co.ao/economia/interior/sonangol-e-endiama-a-caminho-da-privatizacao---vera-daves-aponta-2021como-momento-de-inflexao-na-crise-97733.html;  https://www.angonoticias.com/Artigos/item/66629/angolanas-sonangol-e-endiama-serao-parcialmente-privatizadas-ate-2022https://observador.pt/2020/11/24/angolanas-sonangol-e-endiama-serao-parcialmente-privatizadas-ate-2022/).

Com tantas pardas eminências “representativas”, não se estará a entregar o povo angolano à alienação, à indigência, à ingerência, à manipulação e a um caos informal, com as sucessivas cargas sobre o MPLA, qualquer que seja o seu dirigente que ganhe as eleições?! (https://www.esquerda.net/dossier/quem-sao-os-ex-governantes-portugueses-nos-negocios-angolanos/65496).

O tempo dos operários e camponeses volatilizou-se, tanto pior para a aliança operário-camponesa que tanto teve a ver com a cultura de resistência ao colonialismo, ao “apartheid”, ao neocolonialismo e imperialismo, bem como para fazer face às sequelas coloniais e do “apartheid”… (https://www.novacultura.info/post/2016/11/11/discurso-de-agostinho-neto-na-proclama%C3%A7%C3%A3o-da-independ%C3%AAncia-de-angola).

O tempo dos operários e camponeses teve dialeticamente que ver com a capacidade para se enfrentar o cariz dos endógenos etno-nacionalismos, explorados desde as conjunturas de Salazar, de suas alianças (a Ibérica, a que foi feita com o “apartheid” e o regime de Ian Smith na Rodésia e a subserviência típica da vassalagem, desde o quadro da NATO, em relação às sucessivas administrações dos Estados Unidos) e do que foi repescado (“stay behind”), com os governos do “arco” e da “geringonça” do após 25 de Novembro de 1975 no reaproveitamento do Exercício Alcora (a PIDE/DGS não foi desmantelada em África e os sucessivos governos portugueses deram continuidade ao seu sistema de informações, a partir dos enlaces originais, redistribuindo os papeis dos “sistemas” operacionais, de que a actual direcção da UNITA é integrante parte)! (https://macua.blogs.com/moambique_para_todos/2009/07/alcora-o-acordo-secreto-do-colonialismo-portugu%C3%AAs-com-o-apartheid.html).

Até os termos “operário” e “camponês” desapareceram no léxico corrente do próprio MPLA que se vai distanciando assim da génese de sua própria luta! (https://www.buala.org/pt/a-ler/a-vitoria-e-certa-apontamentos-para-a-historia-do-mpla).

É assim que se tarda a entender a premente necessidade de lógica com sentido de vida, geostratégia para um desenvolvimento sustentável e cultura de inteligência patriótica! (https://www.plataformacascais.com/artigos/partilhado/12909-a-logica-com-sentido-de-vida-e-a-sobrevivencia-do-planeta-e-da-especie-humana.html).

03- Ao “africanizar” a guerra como tese, face à antítese da luta armada de libertação nacional, o colonialismo e o “apartheid” recorriam ao potencial de subversão da “africanização” com portas escancaradas para o etno-nacionalismo, o que passou a ser um sinal evidente do desespero da internacional colonial-fascista na África Austral, de que o Presidente António Agostinho Neto e seus fieis fizeram, sobre as brasas, a adequada leitura!... (http://www.unicentro.br/rbhm/ed09/dossie/07.pdf).

… Os vencedores angolanos nos campos de batalha, serviram-se do socialismo para a resistência na base da aliança operário-camponesa, mas seus sucedâneos servem-se do capitalismo neoliberal de mercado contraditoriamente “para a paz”, com todos os custos sociais e ambientais que isso implica (o modelo não comporta factores proactivos em prol da tão necessária paz social, nem modelos proactivos no sentido duma geoestratégia para um desenvolvimento sustentável)! (https://paginaglobal.blogspot.com/2017/05/angola-deve-reequacionar-as-abordagens.htmlhttps://paginaglobal.blogspot.com/2017/11/para-uma-cultura-de-inteligencia-em.html).

A plataforma portuguesa é “providencial” para que isso aconteça, dada a “cultura política” que tem sido inculcada nos últimos 45 anos, pelo “arco de governação” e pela “geringonça” de última geração, ainda que obviamente (por razões sociopolíticas, antropológicas e históricas) não se inclua nessa azáfama, é preciso relevantemente destacar, o Partido Comunista Português, profundamente crítico das manobras fascistoides, coloniais, neocoloniais e imperiais e a única trincheira de resistência e coerência em Portugal!... (https://www.plataformacascais.com/artigos/partilhado/171843-filtrar-angola.html).

É preciso recordar além do mais, que mesmo sendo colonial-fascismo. o Portugal vassalo e hipócrita que se tornou membro fundador da NATO, esteve intimamente ligado à concepção do AFRICOM, dados os contactos que na época (meados da 1ª década do século XXI) foram desenvolvidos pela Subsecretária da Defesa (Pentágono) Theresa Welan, sobre quem recaiu a impulsão africana que esteve na base da criação do AFRICOM!... (http://www.angonoticias.com/Artigos/item/9380/areas-sem-governacao-em-angola-e-mocambique-preocupam-euahttps://www.youtube.com/watch?v=Faeu8tOOZ6w;  https://www.c-span.org/video/?200351-1/future-africahttps://www.c-span.org/video/?204487-1/us-africa-command-africom#).



04- Com tanto “Costa” a dar à costa angolana, quais intrépidos “Diogo Cão” com suas caravelas de neoliberais velas pandas em pleno século XXI, depois dos “experimentados” santuários do Muangai, da Jamba, do Andulo e, esvaído o engenho e a arte, do Lungué Bungo... (https://visao.sapo.pt/atualidade/economia/2020-07-05-quem-e-xibias-o-novo-homem-do-primeiro-ministro/https://www.dn.pt/poder/antonio-costa-ao-dn-angola-um-interesse-portugues-9851819.htmlhttps://www.dw.com/pt-002/est%C3%A1-na-hora-de-angola-e-portugal-porem-a-m%C3%A3o-na-massa/a-48367190https://www.angonoticias.com/Artigos/item/62806/adalberto-da-costa-junior-um-%E2%80%9Cportugues%E2%80%9D-a-frente-da-unita).

… Agora o Costa, o que é Adalberto, ergue seu santuário em Luanda, a capital angolana, renunciando ao interior e à autenticidade savimbiesca, sem abandonar-lhe o “brindado” saudosismo no que a santuários diz respeito!... (https://www.publico.pt/2000/03/17/jornal/unita-quer-mediacao-do-governo-portugues-141348https://www.dw.com/pt-002/caso-adalberto-costa-j%C3%BAnior-unita-alerta-para-plano-horrendo-do-mpla/a-55185675https://www.youtube.com/watch?v=olYnboNUMSw;  https://www.youtube.com/watch?v=3tvqcUYLezshttps://www.voaportugues.com/a/presidente-da-unita-acusa-pr-de-querer-comprar-activistas-com-casas-e-bolsas-de-estudo/5677696.html).

Colige tudo o que foi coligido antes, em especial pelas conexões em Lisboa e Bruxelas (esta última bem ali à beira da Bolsa de diamantes de Antuérpia, receptáculo duma parte dos tráficos à escala de biliões dos “diamantes de sangue”). (https://www.hrw.org/legacy/portuguese/reports/angopor/entirebook-10.htm;  https://www.publico.pt/1999/07/08/jornal/onu-atras-do-mundo-opaco-da-unita-135953;  https://www.globalpolicy.org/global-taxes/41606-final-report-of-the-un-panel-of-experts.html).

Ao serviço do BRINDE, este Costa, Adalberto, a todo o pano está por dentro dessa “seiva inspiradora”, de que o Costa que é António, mais o outro Costa conselheiro lhe “transferem”, ao jeito do sopro duma outra pandemia global em curso, de que são eméritos vassalos!... (https://www.club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=37929:antigo-chefe-da-secreta-de-savimbi-comanda-campanha-de-adalberto-costa-junior&catid=23:politica&lang=pt&Itemid=641).

O pretexto e o argumento do detalhe são as eleições autárquicas em Angola, que para a UNITA no que diz respeito à oportunidade de lançar tensões vêm mesmo a calhar, para sublinhar com sua actual direcção, o que é e sempre foi seu carácter etno-nacionalista e suas euforias agora e uma vez mais com coloridos de desagregação, quando tanto há ainda que exigir da libertação (incompleta) de Angola, que não se pode reduzir ao êxito do Programa mínimo do MPLA, da derrota colonial, da derrota do “apartheid” e da derrota nos campos de luta armada de suas sequelas, as sequelas do Exercício Alcora!... (https://www.voaportugues.com/a/angola-fala-s%C3%B3---adalberto-costa-j%C3%BAnior-n%C3%A3o-vamos-engolir-sapos-/5195813.htmlhttps://camundanews.com/noticia/7620/entrevista-camunda-news-adalberto-costa-junior-adiar-a-autarquias-poe-em-causa-da-democracia-em-ango.htmlhttps://www.hrw.org/news/2000/03/13/sanctions-busting-angola).

As euforias da actual direcção da UNITA são de tal ordem, que não têm pejo de “animadamente” subverter (também em função das muletas portuguesas) tal como tantas vezes fizeram no passado, mantendo o estado angolano e os angolanos reféns de seus engenhos e suas artes, praticamente ao seu nível tornado democrático, quando a sucessão de crises que atinge e condiciona Angola, é por demais evidente, como são por demais evidentes os sinais externos, inclusive os que têm incentivado a corrupção, para depois incentivar o seu combate!... (https://pt.wikipedia.org/wiki/Adalberto_Costa_J%C3%BAniorhttps://opais.co.ao/index.php/2019/10/12/nacionalidade-portuguesa-pode-tramar-adalberto-junior/https://www.angonoticias.com/Artigos/item/62476/adalberto-costa-abdica-cidadania-lusa-adquirida;  https://www.rfi.fr/pt/angola/20191116-adalberto-da-costa-j%C3%BAnior-aponta-combates-para-o-futuro).

Não nos admiraria mesmo nada que venha a ser a turma dos Costa a ter uma palavra sobre a privatização da SONANGOL e da Endiama… condimentos humanos não faltam, financeiros também não, “sistema” colectável também existe e com um MPLA gestor de falidos mercados e descaracterizado, o movimento de libertação está em estertor e o que resta funde-se com os níveis de apropriação etno-nacionalista, sem remissão. (https://www.youtube.com/watch?v=rCAP-8CVQDMhttps://eco.sapo.pt/2020/06/01/angola-as-minas-e-a-poesia-quem-e-antonio-costa-silva-o-homem-que-vai-desenhar-a-retoma-da-economia/https://www.dn.pt/edicao-do-dia/02-jun-2020/um-astronauta-ao-contrario-para-remexer-a-fundo-no-pais-12264703.html).

05- As plataformas virtuais da UNITA espalhadas pelo mundo e em especial na Europa, estão a reflectir indelevelmente o seu carácter “transversalmente” subversivo e aliciador que lhe foi inculcado duma forma ou de outra desde o berço totalitário, num momento em que por via do “proteccionismo” dos republicanos alinhados com Donald Trump, deram azo à projecção neofascista e neonazi globalmente em curso, a projecção forjada sobretudo em função da Praça Maidan, de que a pseudo esquerda europeia é cúmplice… é esse o testemunho que recebe este Obama em 3ª edição, o Presidente democrata que entra em 46º turno: Joe Biden!... (https://www.odiario.info/nomeados-do-imperador/).

De oportunismo nocivo em oportunismo nocivo, esta UNITA está também a antecipar a 3ª edição de Obama em Angola, com uma democracia que tende para os retalhos em nome duma cidadania que ela própria nunca construiu dentro de si e agora serve aos Costas de Portugal e ao de cá, com uma Partex cinicamente “humanitária” pelo meio a fim de se fazer ao bife da Sonangol! (https://www.angonoticias.com/Artigos/item/12631https://climaximo.wordpress.com/2015/05/10/partex-oil-gas-extrativismo-mas-humanitario/https://pt.wikipedia.org/wiki/Partex).

Estão aferindo por tabela (como fazedores de desagregação “formatando”) seus engenhos e suas artes desagregadoras às colecções disponíveis que advêm desde o passado, como mais uma “rede stay behind” da NATO (agora em fase de aproximação, quiçá interconexão com o AFRICOM)…

Estão aferindo seus engenhos e artes desagregadoras dos tempos que, ainda com a versão reaproveitada do Exercício Alcora (https://pt.wikipedia.org/wiki/Exerc%C3%ADcio_Alcora) por Mário Soares & Cavaco Silva, (com o seu integrado concurso), foram qualificados de “freedom fighters”!... (https://journals.openedition.org/cea/2561; file:///C:/Users/v%C3%ADtor/Downloads/TIA_AspCavFerreira%20(4).pdf; http://www.scielo.mec.pt/pdf/ri/n38/n38a10.pdf).

… Sem o Exercício Alcora não haveria a “africanização da guerra”, muito menos “Operação Madeira”, nem os “freedom fighters” ao sabor neoliberal do império da hegemonia unipolar! (https://www.researchgate.net/publication/328052063_Marcelo_Caetano_e_a_Origem_do_Exercicio_ALCORA;  https://www.angonoticias.com/Artigos/item/42856/portugal-deixou-a-pide-colaborar-com-apartheid-oscar-cardosohttp://www.cd25a.uc.pt/media/pdf/Biblioteca%20digital/Artigos/Ex-secreta%20portugues%20revela%20verdades%20contra%20UNITA_JambaKiaxi.pdfhttp://litoralcentro-comunicacaoeimagem.pt/2017/07/02/portugal-sombra-de-ambiguidades-ainda/).

Também não haveria o engodo neoliberal de Bicesse, nem o choque e a terapia que se lhe seguiu, cujo estendal chega aos nossos dias!... (https://www.hrw.org/reports/1999/angola/).

Estão aferindo seus engenhos e suas artes desagregadoras, com o concurso daqueles que se inspiraram em “revoluções coloridas” e “primaveras árabes” afins a tentaculares braços da CIA, recorrendo a doutrinas como as de Milton Friedman (neoliberais), as de Leo Strauss (a “doutrina” do caos), as de George Soros (híbridas duma especulação desenfreada e uma perversa filantropia), as de Gene Sharp (violando a própria democracia em nome de conquistas “pacíficas” do poder, lavando os traumas de seu autor na guerra da Coreia)!... (https://www.aeinstein.org/dr-gene-sharp/).

… Querem com tudo isso colocar Angola ainda mais refém do que já está desde Bicesse, para além dos condicionamentos a que ela está votada em função das crises conjugadas que tanto inibem sua capacidade de independência e de soberania! (http://aveiro123.blogspot.com/2017/06/portugal-sombra-de-ambiguidades-ainda.html).

De tanto reaproveitar, a actual UNITA não tem que ocupar de forma tão avulsa e repulsiva o lugar reitor num Parlamento que está também a ser alvo desses engenhos e artes, que lhe foram além do mais insuflados a 31 de Maio de 1991 em Bicesse, por via dum conjunto de mentores rendidos ao capitalismo neoliberal da devassa das neoliberais portas escancaradas a que dão o nome de “democracia representativa” (representativa de quem e do quê?)! (https://www.youtube.com/watch?v=34ZCNJzsesg).

As ingerências e as manipulações em curso, que mobilizam franjas da juventude angolana num momento em que a pobreza cresce em função das crises, são parte do problema, não da solução (será que há alguém neste momento capaz de solução?) e isso até quando vai contaminar o ambiente sociopolítico inclusive do Parlamento angolano, como se este tivesse que ser além de refém, pântano de interesses de tanta (neo)savimbiesca “iniciativa”?... (https://www.partex-oilgas.com/the-history-of-partex/).

Em Angola, amolecido “o terreno”, são estas as coisas reais que, por via das práticas sucessivas de conspiração o império da hegemonia unipolar tece no âmbito duma IIIª Guerra Mundial contra o Sul Global que começou no dia imediatamente a seguir ao fim da IIª Guerra Mundial!...

O alvo principal foi mesmo o movimento de libertação, que indicia chegar à exaustão, abrindo espaço à sombra neocolonial!

Os “investidores” vão chegar, desde os das arábias, aos neo-otomanos, ainda que seja por interpostas entidades (os do 25 de Novembro de 1975 em Portugal são “transversais” a este tipo de “expedientes”) por que o campo está fértil a manobras e a malparados “emparceiramentos”!...

As religiões e a artificiosa “sociedade civil” vão distribuir bênçãos e “democráticas” ladainhas, na espectativa que migalhas de consumismo lhes garantam proverbial sustentabilidade, visibilidade na comunicação, relevância social e reverência em função dos azotados processos geradores de desequilíbrio!

O Tribunal de Nuremberga (e não o que levou a muita da sua trapaça pelo meio, a fim de arrancar com as “redes stay behind” da NATO, a começar as do próprio Pentágono e dos serviços de inteligência dos Estados Unidos), não deveria ter sido fechado há 75 anos: muita justiça, de então para cá, ficou por realizar e a primeira foi ele ter sido deliberadamente tão efémero, condenado a ficar perdido no tempo de tal modo que nem relíquia é!... (https://www.strategic-culture.org/news/2020/11/29/nuremberg-tribunal-75-years-later-and-still-basis-for-humanity-survival/).

Martinho Júnior -- 1 de Dezembro de 2020

Nota: o facto do Facebook ter banido o PÁGINA GLOBAL, obriga-me a não colocar os links da direcção onde estão publicadas praticamente todas as intervenções que tenho vindo a fazer, por que depois, ao partilhar no Facebook, automaticamente impedem-me de por essa via ampliar a disseminação.

Considero isso um atentado acintoso à liberdade de expressão, qualquer que seja o pretexto de quem está a gerir o Facebook e por essa razão susceptível da devida denúncia pública, conforme ao que estou a fazer e vou continuar a fazer!

Imagens:

01- Gládio actuou em Portugal – Por João Paulo Guerra, O Jornal, 16 de Novembro de 1990.

A rede clandestina montada no seio da NATO e financiada pela CIA, cuja existência foi recentemente revelada no Parlamento italiano por Giullio Andreotti, teve um ramo em Portugal nos anos 60 e 70. Chamava-se “Aginter Press” e esteve associada ao assassínio de Eduardo Mondlane e, possivelmente, ao de Humberto Delgado

Um antigo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas disse a “O Jornal” que qualquer ramificação da rede “Gládio”, a ter operado em Portugal o fez à margem da orgânica e da linha de comando das estruturas militares da NATO. O mesmo oficial admitiu, no entanto, que existiram e operaram em Portugal e nas colónias estruturas de informações e de operações paralelas, cujo financiamento e comando escapava às Forças Armadas, mas dependia dos Ministérios da Defesa, do Ultramar e do Interior e mantinha ligações directas com a PIDE e a Legião Portuguesa – https://especiedemocracia.blogspot.com/2015/04/gladio-actuou-em-portugal.html;

02- Líder da UNITA faz revelações sobre os acordos de Bicesse (discurso de Isaías Samakuva) – https://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=21293:lider-da-unita-faz-revelacoes-sobre-os-acordos-de-bicesse&catid=23:politica&lang=pt&Itemid=1123

03- O presidente da Zâmbia, Frederick Chiluba (no meio), com José Eduardo dos Santos (esq.) e Jonas Savimbi (dir.) no dia 15 de novembro de 1994, dia em que foi assinado o Protocolo de Lusaka – https://www.dw.com/pt-002/dez-anos-acordo-de-paz-a-dif%C3%ADcil-constru%C3%A7%C3%A3o-de-uma-nova-angola/a-15842277;

04- Presidente da UNITA Adalberto Costa Júnior: "Não vamos engolir sapos" – https://www.angonoticias.com/Artigos/item/63068/presidente-da-unita-adalberto-costa-junior-nao-vamos-engolir-sapos;

05- The Nuremberg Tribunal: 75 Years Later and Still the Basis for Humanity’s Survival – https://www.strategic-culture.org/news/2020/11/29/nuremberg-tribunal-75-years-later-and-still-basis-for-humanity-survival/.

Sem comentários:

DESTAQUE

Chega "esconde" propósitos fascistas do seu programa

Chega "eclipsa" destruição da escola pública e do SNS do seu programa Quase dois anos depois de Ventura ter anunciado a "cl...

Mais lidas da semana