Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

domingo, 19 de junho de 2016

Angola. DA POLÍTICA DO MANDA LIXAR ATÉ À PRÓPRIA INCOMPETÊNCIA



Fernando Vumby, opinião

ELES (JES/MPLA) FAZEM A POLÍTICA DO MANDA LIXAR

Com a sua política do jeito de quem manda pode e quem não manda cumpre , o regime angolano desde á muitos anos que ja nos deu sinais claros de que as criticas e denuncias feitas contra si serão sempre pura e simplesmente ignoradas como forma de não atrapalhar o seu projeto criminoso tão bem calculado e elaborado para ( des )governar Angola.

Eles vão continuar prendendo , matando , roubando , violando a constituição , usando , abusando dos poderes e deixando morrer mesmos angolanos sempre que acharem necessário e quanto ao que se escreve e se diz contra ele continuará á ser para sempre coisas sem espaço nos seus ouvidos , podem crer nisto meus compatriotas.

Eles querem lá saber das denuncias feitas , das criticas construtivas ou destrutivas , das provas documentais , dos factos que nos provam diariamente de que somos realmente governados por criminosos ?

Eles têm a sua agenda e projetos claramente definidos baseados no saque das nossas riquezas e fraudes de todo tipo , apostados em caminhar para frente enquanto nós mesmos nos vamos entretendo ilusórios de que as tais criticas e denuncias que acreditamos cegamente venha á influenciar e aconselhar-lhes outro comportamento ou atitude.

Creio haver aqui um choque muito grande entre o que nós pensamos ser bom e o melhor para todos os angolanos , e aquilo que eles pensam ser o ideal para que cada vez mais consolidem o seu projeto de roubalheira , assassinatos e humilhações umas atrás das outras mesmo apesar de que ainda estamos para ver e crer o pior.

Este famoso conceito de que liberdade e autoridade sejam forças solidárias completares e inseparáveis é outro grande choque porque será sempre interpretado como uma afronta por este regime que tem os seus planos como disse muito bem definido para desgraçar o país e os angolanos...

Roubar e roubar cada vez mais , e o mais rápido possível parece mesmo ser a palavra de ordem decretada enquanto as nossas criticas e denuncias vão caindo desgraçadamente para um saco vazio e roto....

Claro que mesmo assim mais vale continuar á denuncia-los e critica-los nem que seja apenas para que o mundo saiba , que não estamos calados mesmo apesar de não sermos ouvidos e nem levados em consideração.

SE  FOSSEMOS OUTRO  POVO ISABEL DOS SANTOS NUNCA  TERIA  CHEGADO ONDE JÁ CHEGOU  E VAI CHEGAR

Também se pode dizer , que se  Angola tivesse outra qualidade de oposição política  uma grande parte dos abusos de poder e humilhações  não atingiriam o nível que já atingiu  mesmo apesar de ainda não ser  aquilo que estamos á espera parvamente para vermos  , crermos e quem sabe ainda por cima  aplaudirmos ?

E é aqui que dou razão a ( ironia ) de Pepetela  quando disse uma vez , que com essa qualidade de oposição  o MPLA ainda  vai ficar mais 100 anos no poder  reforçado pela opinião de João Pinto ao dizer que só um parvo pode acreditar ver alguma vez Angola nas mãos desta oposição.

Estamos á pagar caro pela nossa covardia mesmo apesar dos partidos da oposição política e falo deles não do povo no geral , pois  este  não passa de um mero detalhe que nem está ai , pregarem insistentemente de que têm convicção do que querem , que são corajosos e inteligentes .

Só o ter convicção do que se  pretende  ser corajoso e inteligente não basta , mais importante do que isto , é que se lute de forma enérgica  com todas as armas que tivermos em nosso poder para que se atinge os objetivos pretendidos deixando de parte o conforto , a vaidade nos discursos com palavras estranhas para um povo de maioria analfabeta , trabalhar mais , fazer mais por Angola e para os  angolanos correndo riscos necessários e assumi-los  acima de tudo.

Hoje toda gente diz que luta , que quer ver Angola á mudar seu rumo e acredito que ate já somos mesmo se calhar o país onde toda gente que sabe  ler e escrever  já se considera ativista cívico nem sei com que critério , mas verdade é que ninguém tem verdadeiramente disponibilidade para  tomar as ruas como única forma de fazer sentir ás suas vozes.

Manos e manas enquanto os angolanos não deixarem essa sua mania do não querer ter problemas ou ser  incomodado pelo regime e acreditar de que não é possível ganhar sem perder  e em alguns casos ate mesmo vidas para se salvar milhões , estarão sempre  condenados á humilhações como estás por exemplo ;

O branco pode conduzir sem carta de condução , o policia pode matar , inocentes serem condenados ,  zungueiras serem roubadas quando não violadas pela policia ,  dinheiros depositados serem desviados , a falta de sangue nos hospitais enquanto mesmo á porta , o sangue roubado de gente , de  galinha , gato ou de porco  se vai  tornando cada vez em verdadeiras fontes de lucro num país onde o anormal se vai tornando cada mais normal e assumido como modernidade...


Não gostaria de terminar a primeira parte deste texto que dividi em três para não cansar os meus leitores sem utilizar as palavras emprestadas de ( Douglas H. Everett ) que dizia  o seguinte :

" Há pessoas que vivem em um mundo de sonhos , outras enfrentando a realidade , e há outras transformando sonhos em realidade "

E nós manos porque não nos situamos entre aquelas que pretende transformar os sonhos em realidade com luta  se é que não é este o país que sonhamos um dia ter para viver ?

FICAR CHATEADO SIM, MAS NA MEDIDA CERTA E CONTRA AS PESSOAS CERTAS

Estes tais tidos e achados como advogados e juízes ao serviço exclusivo de JES, são tão desgraçados quanto ao resto da nação e pica-los em demasia não acredito que mude alguma coisa.

Eles tal como a maioria dos que servem o regime patenteados ou não, não podem ser acusados todos como os culpados pela nossa desgraça pois, o pais tem pessoas e instituições que são realmente os verdadeiros responsáveis pelo estado em que as coisas chegaram que qualquer dia vão ter que responder .

Se o famigerado PGA que tem poder e responsabilidade para julgar e condenar governantes criminosos que são quase a maioria não o faz por conveniência, que culpa tem o tipo ou a tipa que é colocada afrente de um processo para cumprir aquilo que lhe escreveram e proibida á não falhar se quiser continuar á estar vivo ?

Quem como eu que conhece a vida privada e familiar de alguns deste amontoado de gente vestida de batina preta , sabe e tem consciência de que eles são tão coitados quanto ao resto da nação e não são os culpados mesmo apesar dos seus exageros .

Eles lutam pelo pão como qualquer outra pessoa que neste momento tenha uma posição como a deles e que está praticamente não autorizado á pensar com a sua cabeça , e é o caso dos médicos por exemplo , que culpa têm eles que falte medicamentos nos hospitais se os responsáveis pela compra e controle dos mesmos por conveniência não o faz , porque dá mais jeito ao regime desviar os dinheiros já que o mesmo é de carácter corrupto e criminoso , que não aconselha outra atitude ?

Estes Januarios , Fançonys e outros amontoado de lixo nesta grande lixeira que se chama judiciário angolano ou seja governo , no fundo ate não são nada e estão muito longe de serem os poderosos que nós julgamos serem quando comparados com aqueles que lhes dão as ordens , os instrumentaliza , os faz caretas e os transforma em verdadeiros palhaços , quando não lhes endossa com cargos e promoções vazias no seu verdadeiro conteúdo.

Muitos deles têm as mesmas dificuldades que tem o resto da nação para conseguirem um simples miseravel empréstimo bancário ou uns trocados para montar um negócio para o tio , tia , mãe e não são poucos que já viram seus familiares á serem enterrados em campas dos desconhecidos fora do país , simplesmente por falta de uns 5.000 dólares mesmo sendo eles os pontas de lança utilizados para cobrir jogadas sujas e grandes assaltos aos cofres públicos.

OUTRO GRANDE  PROBLEMA DOS ANGOLANOS  É O REGIME  NÃO DAR CONTA DA SUA PRÓPRIA  INCOMPETÊNCIA

E já são muitos os estudiosos angolanos e estrangeiros gente  que guarda muita sabedoria em suas cabeças que nas suas pesquisas psicológicas estão mesmo chegando á esta triste conclusão , e é como  já dizia o outro ( Estes  tipos são mesmo tão incompetentes que nunca vão dar conta daquilo que são ).

E  como é natural esta  falta de darem conta de que são incompetentes não só os limitará para  sempre , como  priva  a capacidade deles  reconhecerem  as suas próprias incompetências e isto é tambem uma das causas principais responsáveis por tanta coisa que não funciona no país e nunca vai funcionará enquanto as pessoas forem sempre as mesmas.

Como é que pessoas incompetentes podem ter noção do que não sabem , se eles nem se quer conseguem dar conta de que são incompetentes  para exercerem os  cargos que lhes são oferecidos de bandeja  quem sabe propositadamente para que tudo continue para sempre como está porque dá lucro ?

Tenho cada vez mais duvidas de que alguma vez houvesse a intenção de se governar o pais com pessoas competentes e com objetivos sérios , pois os factos nos provam á cada dia que passa de que algo se esconde por detrás deste amontoado de gente muitos dos quais semi-analfabetos , mentes apodrecidas que os meus compatriotas  angolanos são obrigados á considerar de governantes ainda por cima.

Onde é que já se viu um incompetente com raciocínio lógico , inteligência  ou mesmo com  habilidades  para fazer alguma algo  bem feita ou será que  o senhor José Eduardo Dos Santos  e seus seguidores são uma  espécie rara  de incompetentes  atípico e fenomenáis de quem se pode esperar coisas bem feitas  ?

Deixemos de ilusões está provado cientificamente de que toda gente incompetente tende a não reconhecer a competência e boas ideias dos outros seja na relação familiar assim como na vida política e é exatamente isto também uma das razões  que tem  impedido  o avanço do processo democrático que os competentes querem para Angola e os incompetentes nunca vão querer porque desde á muito que deram conta que ser  incompetente dá lucro , torna famoso , dá  poder e dinheiro em  Angola .

Fórum Livre Opinião & Justiça - Fernando Vumby

Sem comentários: