quarta-feira, 28 de março de 2018

À BEIRA DA GUERRA NUCLEAR

PARTILHAR

Paul Craig Roberts

É de se perguntar se a última acção contra a Rússia, extremamente provocadora e hostil, apoiada pelo império de Washington, será o prelúdio para a guerra. Não há base de espécie alguma para a declaração do Departamento de Estado dos EUA de que "em 4 de Março a Rússia utilizou um agente de nervos de grau militar para tentar assassinar um cidadão britânico e a sua filha em Salisbury".    www.zerohedge.com/...

Considerando o facto de que nenhuma prova foi apresentada de que qualquer agente de nervos estivesse envolvido, nenhuma prova de que esse agente fosse russo e nenhuma prova de que a Rússia – ou o próprio Putin, segundo o enlouquecido secretário britânico do Exterior – tivesse alguma responsabilidade, tal acusação é a mais precipitada e irresponsável que se possa imaginar.

Se os russos agora não perceberem que os únicos termos em que são aceitáveis para o ocidente são como um estado vassalo, eles estarão para além de toda esperança e serão destruídos. Se os atlantistas integracionistas russos continuarem a paralisar o seu governo, a Rússia está liquidada. Não há maior ameaça à Rússia do que os seus próprios atlantistas integracionistas.

Qual será a próxima orquestração de Washington através de um dos seus estados vassalos, tais como a "Grã"-Bretanha? Pode isto ficar ainda pior? Se o governo russo for realista, terá de aguardar a vinda de um ataque nuclear com ICBMs. Não há outra razão para a longa colecção de falsas acusações contra a Rússia senão preparar para a guerra os indiferentes povos ocidentais. Se o governo russo não perceber que Washington está a levar a guerra à Rússia, o governo russo estará a por em perigo a sobrevivência do seu país.

Se o governo russo continuar a acreditar que "a porta para o diálogo está aberta", está irremediavelmente iludido.

O povo indiferente do ocidente, preocupado com coisas inconsequentes, senta-se na sua estupidez enquanto os seus políticos corruptos lhes contam mentiras. As populações do ocidente estão tão estupidificadas que não têm noção das consequências das mentiras com que são alimentadas. 

26/Março/2018

Ver também:
PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: