sexta-feira, 10 de agosto de 2018

ANGOLA E AS INQUIETAÇÕES ESSENCIAIS ENTRE A CIVILIZAÇÃO E A BARBÁRIE!...

PARTILHAR
Martinho Júnior | Luanda 

Sob o olhar silencioso de Lenin, a República Popular de Angola preconizava, por via dum só povo e duma só nação, o socialismo para Angola, daí o papel das gloriosas FAPLA, que conjuntamente com a SEGURANÇA DO ESTADO e a ORGANIZAÇÃO DE DEFESA POPULAR de então, face ao colonialismo, ao “apartheid” e às suas sequelas, (quantas delas se estenderam por longos processos de assimilação em função do poder dominante do império da hegemonia unipolar),  foram heroicamente os instrumentos do poder do estado angolano!...

Sob o olhar silencioso dos factores de domínio do império da hegemonia unipolar que confluíram a 31 de Maio de 1991 para BICESSE após o colapso dos aliados naturais de Angola (à excepção da heroica e revolucionária Cuba), no rescaldo contemporâneo do Exercício Alcora mantido em segredo até Setembro de 2016 pelo poder do “spinolismo” que tão marcantemente imbuiu e doutrinou o “arco da Governação” em Portugal, foi desencadeada a ofensiva do capitalismo neoliberal (e prova disso é o choque da "guerra os diamantes de sangue" protagonizado por Savimbi entre 1992 e 2002), pelo que as FAA, enquanto instrumento de poder de estado, passaram a assumir um compromisso que se pode em nome da vida salvar com o aprofundamento da paz (enunciada por José Eduardo dos Santos), da democracia, da longa luta contra o subdesenvolvimento e da justiça social (entre outros objectivos)!...

Por isso hoje e amanhã com João Lourenço, é tão importante manter acesa a chama da memória e dos ensinamentos de António Agostinho Neto, em prol da cultura inteligente e segura da independência, da soberania e de lógica com sentido de vida que deve corresponder, com amor, patriotismo e dignidade, aos anseios mais legítimos do povo angolano e dos povos de todo o mundo, à felicidade e ao esforço consciente e crítico a fim de preservar a espécie, respeitando o tão frágil equilíbrio que o planeta, como dádiva essencial, a todos nos oferece!...

“Com a força do passado e do presente, construamos um futuro melhor!”

Martinho Júnior - Luanda, 6 de Agosto de 2018

Imagem: Símbolo do próximo Congresso Extraordinário do MPLA, a realizar a 7 de Setembro de 2018.
PARTILHAR

Author: verified_user

0 comentários: